[Top Freaks] Os 10 Melhores Episódios Dramáticos de One Tree Hill




A apenas onze episódios do fim de One Tree Hill, o Freaks 4 Series resolveu preparar Tops Freaks semanais para relembrar um pouco da história dessa série que vai deixar muita saudade.

E para começar, quando a disputa é o drama, One Tree Hill sabe exatamente como ocupar seu lugar. Ainda na época do colégio, nossos heróis conseguiam trazer dramas adolescentes tão consistentes  que até os mais exigentes eram capazes de se emocionar. O triângulo amoroso entre Brooke, Lucas e Peyton foi o cenário para muitas cenas dramáticas que vez ou outra, passeiam pela nossa lembrança e nos proporcionam uma nostalgia enorme. Além disso, a relação conturbada entre Nathan, Lucas e Dan nos presenteou com momentos incríveis que foram verdadeiros divisores de águas na série. Da quinta temporada em diante, onde nos personagens começaram a lidar com a vida adulta, a carga dramática pareceu ainda maior. O sofrimento de Peyton por ver o amor de sua vida prestes a se casar com outra pessoa; a insatisfação de Brooke com os problemas em sua vida pessoal e amorosa; Nathan e Haley enfrentando a segunda grande crise no casamento. São tantos momentos, que fica difícil escolher apenas os dez melhores que vão compor esse top. Enfim, coloquem uma trilha sonora, peguem seus lencinhos e entrem com a gente nesse grande baú de memórias de One Tree Hill. Vamos lá!


10.   7x07 - "I and Love and You" 




Quando a sétima temporada estreou, a grande maioria torceu o nariz para os novos personagens, o que é normal, já que de certa forma, pareceu que a intenção era de tapar o buraco que Peyton e Lucas deixaram. Mas quem imaginaria que Clay, o novato, iria ter uma história tão linda e cativante? A história triste de Clay e Sara só foi desvendada no sétimo episódio da sétima temporada e precisamos confessar uma coisa: choramos muito ao ver Sara morrendo bem na frente do rapaz. As cenas foram de uma simplicidade única, mas ao mesmo tempo conseguiram atingir os nossos corações que andavam um tanto desolados com as novas histórias. Em contrapartida, vimos Haley e Nathan aflitos com a participação da golpista René no programa de Dan Scott. É claro que a moça estava mentindo, mas ver Dan desmascarando-a em frente as câmeras foi realmente emocionante. Com uma trilha sonora perfeita, este episódio marcou o seriado e nos emocionou bastante, merecendo um lugar nesse top.



09.   8x02 - "I Can't See You, But I Know You're There"




De arrepiar. Se existe um 'adjetivo' capaz de descrever o que foi esse episódio, esse é o certo. A primeira  parte da oitava temporada foi perfeita. Emoção pura! E logo no segundo episódio já estávamos agoniados, torcendo para que Quinn e Clay conseguissem sobreviver. O mais engraçado é a maioria dos fãs nunca torceram por algum casal que não fosse Brucas, Leyton, Brulian ou Naley como passaram a torcer por Clinn. O novo casal tinha nos conquistado e nós só realmente percebemos isso quando vimos os dois estendidos no chão após receberem um tiro da maluca da Katie. São nestes momentos que  devemos agradecer ao Mark por conseguir nos prender durante mais de oito anos. Enquanto os dois estavam lutando pelas suas vidas, Brooke enfrentava as consequências das mentiras de Victória e Millie, e Haley lidava com ao pânico de perder a irmã. Além disso, vimos Haley fazendo referência a Lucas, Keith e Karen em suas cartas, o que só reforçou as lágrimas e arrepios ao final dos quarenta minutos do episódio.



08.  4x16 - "You Call It Madness, But I Call It Love"



Toda série adolescente tem o seu clássico e inesquecível Baile de Formatura e em One Tree Hill isso não foi nenhuma exceção. Ainda mais quando a vida de Peyton e Brooke ficam nas mãos de um dos psicopatas mais aterrorizantes de Tree Hill, Derek ou Ian. Temos certeza que nesta hora os fãs Brucas e Leyton se uniram em pensamento para levar Lucas até a casa da Peyton e salvar as duas donzelas. Apesar disso não ter acontecido, nesse episódio pudemos ver a força da amizade entre Brooke e Peyton. As meninas se uniram, deixando de lado qualquer conflito, e enfrentaram o rapaz com toda garra e força possível e conseguindo escapar de Derek. E depois deste baile, Breyton se fortaleceu, provando ser uma das amizades mais lindas no seriado. Em contrapartida, vimos Nathan tentando dar a Haley o melhor baile possível e Lucas tentando descobrir quem era a pessoa que viu toda a morte de seu tio. Vimos também um Dan atencioso com Karen e preocupado com a possibilidade de seu grande segredo ser revaldo e sair nas manchetes dos jornais. Momentos tensos, tristes e que nos prenderam em frente ao computador ou à televisão, por isso este episódio ganha o oitavo lugar no nosso top.

07.   5x12 - "Hundred"




O episódio número cem da série, também foi um dos mais dramáticos. No dia do casamento de Lucas e Lindsey, Peyton tentava lidar com as suas emoções e admitir para si mesma que era a hora de seguir em frente. Tivemos também a volta de Karen para o casamento do filho, numa cena linda com Brooke e Peyton, falando sobre as possibilidades e o amor. O episódio foi cercado de nostalgia: quando o padre pergunta se Lucas aceitava Lindsey como sua esposa, fomos surpreendidos com uma uma 'suposta' atitude de Peyton em interromper o casamento e se declarar para Lucas. E vamos confessar que o discurso que ela fez foi emocionante: "because when fix my car, you fix my heart". Mas tudo não passou de um projeto da imaginação de Peyton, a cena do que ela realmente deveria ter feito. E quando achamos que a saga Leyton realmente chegaria ao final, eis que Lindsey  surge com toda a história do novo livro de Lucas e a ligação com a sua história com Peyton; era mais um casamento terminado antes de começar em Tree Hill. Além de tudo isso, ainda teve a citação do Cometa, o que para os Leytons como eu, foi um prato cheio. E para completar, ainda tivemos o sequestro de Jamie. A maluca da Nanny Carrie deu as caras na tentativa de raptar o pequeno Scott, mas foi interrompida por Dan, que deu um belo susto na babá. O desespero da Haley em procurar o filho e a união da turma em tentar consolar os jovens pais terminou bem, com Dan Scott levando Jamie para casa e mostrando ser o personagem mais bipolar do seriado. Até hoje não sabemos se ele realmente mudou ou se ele continua sendo o mesmo e velho Dan Scott.



06. 7x18 - "At The Bottom of Everything"


Lydia James apareceu pouco no seriado, mais foi o suficiente para  nos conquistar. A mãezona de Haley, Quinn e Taylor foi uma guerreira e mesmo com câncer, nunca desistiu de unir a família. Quando ela chegou perto da morte, vimos Haley cada vez mais frágil, Quinn tentando manter as irmãs fortes e Taylor fugindo disto tudo.O enterro de Lydia foi emocionante. A trilha sonora deu um ar dark ao momento e tenho certeza que a maioria de nós, chorou junto com a Haley. O episódio ficou mais ainda perfeito quando descobrimos que Julian nunca traiu a Brooke e os dois voltaram, numa cena linda e emocionante.

05. 6x24 - "Remember Me As a Time of Day"



Uma das melhores seasons finale, se não a melhor, da série tinha uma missão muito importante: além de suceder o maravilhoso episódio do casamento Leyton, ele tinha que resolver o drama da gravidez de Peyton, já que a maioria de nós sabia que Chad e Hilarie não voltariam para a sétima temporada. E, thanks God, Mark conseguiu fazer tudo isso com maestria. Não importa quantas vezes eu assista esse episódio, parece que sempre é a primeira vez porque as lágrimas vem tão fácil que é como se eu não soubesse o que vai acontecer em seguida. Pra mim, uma Leyton de carteirinha, ver  o casamento do meu casal preferido seguido pelas cenas em que eles estão com a pequena Sawyer fruto de um amor que eu torci tanto pra dar certo, é a fórmula perfeita pro maior chororô do mundo. Além disso, ainda tivemos a cena entre Brooke e Peyton, onde ela revela que colocou o nome do meio de sua melhor amiga, na filha. Também tivemos a melhor cena Naley de todos os tempos, quando Nathan conta a Haley que conseguiu entrar na NBA.  Vimos pela primeira vez, Victoria mostrando um lado humano e incentivando a filha a  ir atrás do seu amor. A cena entre Brooke e Julian dispensa comentários, de arrepiar. Pela primeira vez, senti que Brooke estava completa. E a citação do final veio apenas para confirmar a perfeição desse episódio.

04. 8x11 -  "Darkness on the Edge of Town"



A criticada oitava temporada, que estava demorando para agradar a grande maioria dos fãs, só conseguiu provar seu potencial, com o episódio "Darkness on the Edge of Town". Apesar do fim previsível, já que era óbvio que Brooke e Jamie não morreriam no acidente, a sequência de cenas foi angustiante, pois por um momento foi possível imaginar como seria ver a heroína da série morrer as vésperas de seu casamento, momento tão esperado para todos. Sophia Bush e Austin Nichols deram um show a parte com as suas atuações e conseguiram extrair o máximo do roteiro e dos diálogos. Quem não se emocionou ao ver o pobre Julian tentando salvar a amada? Além disso, o episódio ainda contou com a maluca da Katie tentando matar a Quinn de novo. E foi sinistro, a atriz incorporou de fato a psicopata e  me fez ficar com medo. O que ninguém esperava era que Quinn teria um ato de coragem e atiraria em Katie. Do começo ao fim, o episódio foi impecável e provou aos mais exigentes que Mark Schwahn ainda é um dos melhores autores de todos os tempos e que One Tree Hill ainda proporcionaria muitos episódios tão bons quanto esse.



03. 6x03 - "Get Cape. Wear Cape. Fly."



Como contar a uma criança que um amigo dele morreu? Pior: como contar que ele foi assassinado? Este foi o grande dilema de Nathan e Haley. E eles se saíram muito bem, apesar de toda a dor envolvida naquele momento. Ao contrário que Lydia e Keith, Quentin Fields demorou para nos conquistar. O garoto era problemático, mas quando estava com Jamie parecia um outro rapaz. Lydia e Keith eram pessoas boas, enquanto que Quentin se escondia atrás de suas fraquezes. Mas a morte de Quentin atingiu a todos, inclusive aqueles que nem conheciam o rapaz. E a citação inspiradora de Sam mostra exatamente isso: Quentin Fields era mais do que um garoto, era alguém capaz de nos inspirar. A cena final, com Brooke e Jamie e o choro desesperador da Brooke fez com que a maioria de nós nos colocássemos a pensar sobre como a vida é curta. A cena é linda, forte e jamais será esquecida, principalmente porque a música ajudou bastante. Nada mais justo do que dar a medalha de bronze a esse sensacional episódio.

02. 4x09 - "Some You Give Away"




Não tinha como o grande campeonato dos Ravens ficar de fora desse top. Ainda mais quando Lucas finalmente decide de quem realmente gosta e descobrimos que Haley espera um menino. Mas o que realmente fez este episódio ganhar a segunda colocação foram os minutos finais: Haley sofrendo um acidente e Lucas tendo uma parada cardíaca. Tudo bem que eu os primeiros minutos do episódio também foram sensacionais, mas a carga emocional que as tragédias do final trouxeram, eu enfrentei poucas vezes na vida real. A angústia de não saber o que iria acontecer com o bebê de Nathan e Haley e o futuro de Leyton trouxeram um desespero enorme. E é por isso que esse episódio recebe a medalha de prata.


01.  3x16  - "With Tired Eyes, Tired Minds, Tired Souls, We Slept"



E o primeiro e indiscutível lugar não seria justo se não fosse esse. O maior divisor de águas da série é também o episódio mais dramático e quem sabe, o mais realista de One Tree Hill. E eu digo 'realista', porque poucas vezes na TV, algum show se comprometeu a mostrar tão fielmente a perturbada mente de adolescentes que sofrem de bullying. As consequências podem chegar aonde Jimmy Edwards chegou em One Tree Hill,  a ponto de preferir morrer do que continuar sendo ignorado pelos colegas. Antes deste episódio Keith era apenas o tio/pai de Lucas, Brucas era um casal sólido e Naley estava tentando se acertar.  Mas de repente tudo mudou: Jimmy decidiu invadir a escola e se vingar daqueles que sempre o maltrataram. Com isto, Haley, Skills, Rachel, Mouth, Nathan e mais dois alunos acabaram virando reféns dele. Peyton, que recebeu um tiro, ficou presa na biblioteca. Lucas e Nathan decidem bancar os heróis e ir atrás de Haley e Peyton. E como mesmo disse Brooke, ela poderia não estar na escola, mas isso não significa que ela não estivesse sofrendo. Momentos de tensão, que acabaram resultando em duas mortes: Jimmy, que se suicida, e Keith, assassinado a mão fria pelo seu próprio irmão, Dan Scott. Realmente este episódio marcou One Tree Hill, e depois dele, a série nunca mais foi a mesma. Os fãs Leyton reacenderam as esperança e ninguém acreditava que Keith tinha morrido. Na verdade, Keith conquistou os fãs exatamente com a sua morte, igual a de um herói dos clássicos momentos históricos. Parabéns Mark, você conseguiu imortalizar um personagem. Desta maneira, fazendo história, este episódio merece o primeiro lugar e o título de episódio mais dramático de One Tree Hill, além de grandes aplausos para os roteiristas que decidiram arriscar e acertaram em cheio.
Share on Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário