The Big Bang Theory 5x16 - The Vacation Solution


O dia em que Sheldon Cooper me fez gargalhar.

No episódio passado em critiquei a forma de como Sheldon ganha destaque de maneira exagerada. Parece que os roteiristas leram a minha crítica e finalmente acertaram em cheio neste último episódio. Sheldon recebeu destaque sim, mas não de forma exagerada e ainda dividiu as cenas com seus colegas. Não teve uma cena em que eu não tenha passado mal de tanto rir. A começar com a brilhante introdução do episódio em que fomos presenteados com a gargalhada inédita do Dr. Sheldon Cooper numa piada que só ele entende.

Logo em seguida vimos o seu chefe o obrigando a tirar féria. Mas quem disse que Sheldon Cooper precisa de férias? Um gênio que nem ele nem sabe o que significa esta palavra. O melhor foi vermos Leonard cantando no seu carro alegremente por não precisar levar Sheldon ao trabalho e bam.... Adivinha quem estava escondido no carro? O brilhante Dr. Cooper que estava disfarçado para poder ir ao escritório elaborar as suas teses mirabolantes, como por exemplo, quem nasceu primeiro: o ovo ou galinha? Leonard cantando e dando um grito foi a melhor parte do personagem neste episódio. 

Enquanto Sheldon tentava descobrir uma maneira de passar as suas férias totalmente desnecessárias, Bernadette conta as meninas que seu pai exigiu que ela fizesse um pacto antinupcial com Howard, já que a baixinha ganha mais que seu próprio noivo. Esta história deu uma volta e passou de boca em boca dos nerds até chegar nos ouvidos de Howard que não gostou muito desta história, mas parece que acabou aceitando pois confrontar seu sogro, um ex-policial. linha dura, parece pior do que assinar o pacto.

Sheldon acaba indo ajudar Amy, sua namorada. O que parecia ser algo romântico acaba se transformando em um desastre que só Sheldon consegue fazer. Afinal um cientista trabalhando num laboratório de  biologia não dá muito certo, mas quando este cientista é Sheldon, as coisas pioram. No final ele entendeu que seria melhor ir para Disney do que ser auxiliar de Amy, pois lavar os materiais, contar os microrganismos e manter o laboratório em ordem são tarefas muito complicadas para um cientista com PHD. E assim, o seriado nos trouxe um dos melhores episódios da série, sabendo trabalhar muito bem com as falas e com os personagens.

PS: amei o sacarmos de Sheldon no episódio inteiro, principalmente na cena em que ele diz que Howard agora conhece o famoso Richard Feynman. Hilária esta cena, só não mais do que a gargalhada do Sheldon.
Share on Google Plus

About Gabriella Siggia

Formada em Direito, eterna estudante, bem humorada, alto astral e alegre, mora em São Paulo. Viciada em músicas, filmes e seriados americanos. Seriemaníaca de carteirinha! Mantém um blog pessoal em : http://gabyscseries.blogspot.com/ (@gabyever)
    Blogger Comment
    Facebook Comment