One Tree Hill 9x04 - Don't You Want to Share the Guilt?


E agora posso dizer de peito aberto que estou aqui, e aqui é MUITO bom!

Em um episódio que trouxe de volta a essência da série, Mark provou porque merecíamos esse último ano e essa maneira premeditada de dizer adeus.

Confesso que fiquei meio revoltada ao fim do episódio passado mesmo já sabendo da storyline do Julian e, até hoje a desculpa do 'strees' não me convence porque apesar dele estar nervoso pelo primeiro contrato com o estúdio a pressão não era tamanha a esse ponto. Mas não teve como não sofrer junto com ele, não sentir o coração apertado ao ver a Brooke atravessar o corredor do hospital e contida demonstrar o que sentia não deixando ele segurar o Davis, ou saindo de casa cedo carregando os dois bebês para onde quer que ela fosse devido a confiança abalada. Fiquei feliz por não ter acontecido algo mais grave com a criança. 

E eis que temos a Haley, copiando as palavras da Flávia a COLA da série que numa sequência de cenas maravilhosas fez a Brooke entender que o Julian já estava se culpado o suficiente, que só o amor dela poderia fazer com que ele se perdoasse um dia e fez o Julian entender que os pais erram mas que vivem essencialmente para tentar fazer o melhor para os filhos e ainda nos lembrou da 5ª temporada quando o Jamie cai na piscina e por pouco não morre afogado, amo essas referências ao passado da série.

A história do Clay parece ter tomado rumo agora, o encontro com o antigo psicólogo, o internamento, as coisas começam a fazer sentindo apesar de que mentir pra Quinn dizendo que usa drogas só pra não contar o real motivo foi meio forçado não acham? Amo que os encontros dele com o Dan só se resumam em tentativas de afogamento, alguém precisava mesmo dá um sacode nele.

Falando no Dan, o cara voltou mais destemido do que nunca colocando até traficante pra ir vender em outro lugar. Alguém ainda acredita que ele veio atrás de redenção? Porque pra mim as caras que ele fez toda vez que Haley ou Jamie citavam que o Nathan voltaria e ele teria que ir já indicam que o maior e mais coerente vilão que Tree Hill já teve voltou pra aterrorizar mesmo. Falta agora é entender o motivo dele voltar e querer o Nathan distante.

Não sei se foi a alegria de ver todo o resto funcionar tão bem, sei que até Chase me soou agradável dessa vez e apesar de não me importar com seu mais novo 'drama' amoroso (Triângulo outra vez, Mark?) eu gostei da nova personagem que vai ser inclusive a dona do café rival. Skills voltou para fazer Mouth e Millie um pouco mais suportáveis e gostei demais também, aliás aquela cena que Haley e Brooke pegam ele e o Mouth no café inimigo foi tão clima de primeiras temporadas que meu coração de fã agradeceu bastante.

Haley que ouviu, ajudou e ofereceu um ombro amigo para todos os problemas dos outros nesse episódio mal sabe ainda por tudo que vai passar e conseguiram de novo (4 de 4), um fim de episódio tenso em que descobrimos pelo bichinho de pelúcia jogado no chão do aeroporto que o Nathan sumiu e eu mal posso esperar pela próxima quarta-feira.


Share on Google Plus

About Rebeca Barros

Sarah, we make a family, yes? (@bkbarros)
    Blogger Comment
    Facebook Comment