One Tree Hill 9x06 - Catastrophe and the Cure


"Somebody told me that this is the place where everything's better and everything's safe"



E esse lugar definitivamente NÃO é Tree Hill. 

Mortes, sequestros, brigas, acidentes, ao longo dessas 9 inesquecíveis temporadas já presenciamos praticamente de tudo nessa cidade. E mais uma vez estamos nós, com o coração batendo mais forte, roendo o que resta das unhas, torcendo para que tudo termine bem mas que na verdade não termine. A temporada já vai chegando em sua metade e os dramas estão praticamente feitos, sendo o sequestro de Nathan o principal, o mais envolvente, e que pelo visto contará com a participação de todos os personagens.

Observando alguns diálogos desse episódio, pude perceber a nostalgia que talvez os roteiristas tiveram ao escrevê-lo. Descrevendo tudo que o Dan passou, desde ao abandono do filho ao incêndio, me lembrei perfeitamente de todos os dramas vividos por ele. Além disso, posteriormente tivemos Quinn citando os dramas vivenciados por Nathan, acidente de carro, o problema nas costas, a babá maluca... Não sei vocês, mas ainda me emociona muito lembrar de tudo isso.

E ainda nesse clima nostálgico, esse episódio também me relembrou as épocas de Cris Keller tocando pela primeira vez no Tric (quem não se lembra dele com o violão tocando Glad?). Para quem também gosta da série por causa das músicas, como eu, vale destacar o quão boa está a trilha sonora dessa última temporada, mantendo o nível de excelência do bom gosto musical que existiu durante toda a série.

Voltando ao episódio, eu achei um dos melhores dentre os das últimas temporadas, contando com um leve drama que ao mesmo tempo me deixou apreensivo e curioso, a  parte da comédia protagonizada por Cris Keller que até agora está com uma atuação impecável e ainda tivemos a parte "óuuuun" (que eu aposto que todo mundo fez) quando viu Lydia dando seus primeiros passos.

Resta agora saber quem será a pessoa que Haley irá ver morta, esperar a volta de Lucas no próximo episódio, e torcer pras unhas crescerem até lá.
Share on Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment