The Voice 2x05 - The Blind Auditions, Part 5



E chegamos ao final das blind auditions. Talento é o que não falta no time de cada um e eu estou super empolgado para ver o que os mentores irão fazer com eles nos battle rounds. Mas antes, vamos ver como ficou cada time?

Começamos com mais uma que conseguiu virar a cadeira de todos os mentores. Ela é Whitney Myer, cantora de uma banda familiar e cantou “No One” da Alicia Keys. Super querida ela, original também. Para mim ela chega facilmente aos lives, pois tem uma voz super boa de ouvir e canta bem “limpo”, da para entender tudo e ouvir todas as notas claramente. Adam e Christina batalharam por ela, mesmo. Mas todo o amor do mundo dado por Christina não foi o suficiente, assim ela entra para o time do Adam.

Precisando de mais três “vozes” em seu time, Cee Lo arrematou dois logo cedo. Os primeiros foram The Shields Brothers, cujo pai quer ver eles fora de casa logo, imagina o inferno que deve ser ter dois filhos praticando rock todo dia na garagem, socorro! Mas eles provaram que tem energia e carisma e assim conseguiram entrar para o time do Cee Lo. A próxima no time dele foi a nativa do Havaí, Cheesa que cantou “If I Were A Boy”. Ela cantou bonitinho, teve bastante deslizes, mas no geral foi bem, pensei que ela não conseguiria nenhum mentor, mas Cee Lo pegou ela nos últimos segundos, com o empurrãozinho do Adam. O legal foi que ela queria o Cee Lo e conseguiu, até flertou com ele.

Lex Land foi a próxima e a apresentação dela foi a melhor da noite. Desculpa, eu sei que vocalmente não foi a melhor, mas essa música me acompanha há um bom tempo em realitys de música e para mim essa foi a melhor interpretação emocional dela (Stacy Solomon de X-Factor  UK que não leia isso). A Adele também tem uma versão live linda dessa música. Voltando para Lex, somente Christina não virou a cadeirinha, Adam não levou ela, Cee Lo não ganhou e Blake, dizendo que a moça é tripolar musicalmente (oi?) arrematou a voz da moça. Boa sorte, Lex!

Orlando Napier foi para a cadeia por espancar um cara por ciúmes de sua namorada, como o amor é lindo. Ele cantou “Waiting For The World To Chance”, porém eu não me empolguei nadinha com ele. Para mim ele não passa de um cantor médio, mas o Adam gostou e recebeu ele no seu time. Assim Adam está com seu time cheio, falaremos dos times completos no fim do post.

E surpresa, surpresa. Christina Aguilera escolheu um cantor country. Eu gostei do tom da voz dele, é bem única, assim como outras que vimos durante a temporada, mas não vejo ele chegando longe no time da diva do pop. Ainda tivemos Wade, cantando “Rehab”, da falecida Amy Winehouse, amo essa música. Não acho que ele fez jus a ela, mas ele mandou muito bem, mudando um pouco para deixar mais com a cara dele. E assim Cee Lo escolheu o último dos seus cantores.

AMEI! Tudo, sério. É difícil eu amar o pacote todo. Começando pela escolha da música (“Last Name” da Carrie Underwood), que foi super apropriada para ela, a voz bateu muito bem. Ela é uma das melhores do time do Blake. Próximo ponto que amei: a briga da Aguilera e do Blake. Imagino esses dois pescando, na verdade imagino a Aguilera pegando um peixe, ia ser impagável. Depois da troca de afeto entre Adam e Blake, a moça fez a escolha óbvia e foi para o time do Blake. Agora vamos ao destaque da audição dela: o pulinho da mãe na moça no colo do Carson. Gente, tive que dar pausa no episódio para rir. Esse apresentador está se saindo melhor que pensei... ele da essas corridinhas, pulinhos, gritos impagáveis quando alguém vira a cadeira. ADORO!

Depois de três nãos, Christina finalmente escolhe sua última cantora, Sera Hill. A moça cantou “I’m Going Down” da Mary J. Blige e mandou muito bem, ela tem toda a atitude que a música requer para criar um impacto. Aguilera se empolgou tanto que até cantou com a moça, foi lindo. A Christina poderia fazer isso mais vezes, né? Aliás, todos poderiam.


Uma coisa que não gostei nessa temporada é que não tivemos a repescagem, queria tento que alguns dos não-selecionados voltassem. Mas a chance a eles foi dada e desperdiçaram de alguma forma.

Audiência: 14 milhões de pessoas assistiram The Voice essa semana, 2 milhões a menos que semana passada. Isso aconteceu, pois a Fox passou uma corrida especial da NASCAR. The Voice marcou 5.4 na demo.

Vamos agora falar dos times de cada mentor.

Team Adam

Para mim o dele é o time que tem os cantores com mais consistência.
Melhores vozes: são de Mathai, Pip, Angel Taylor e Kim Yarbrough.
Completam o top 6: Tony Lucca e talvez o Whitney Myer.

Team Blake

Este é o time das vozes diferentes, ríspidas, que não ouvimos todos os dias nas rádios. Esse time lembra muito o que ele formou na primeira temporada. 
Melhores vozes: Adley Stump, Charlotte Sometimes (destaque do time dele), Naia Kete e RaeLynn.
Completam o top 6: Lex Land e Jermaine Paul, mas a Erin Willett talvez passe.

Team Cee Lo

Vale dizer que esse é o time dos loucos? Acho ele bem diverso, tem de tudo, mas segue a linha mais rock. Tem vozes boas e se Cee Lo saber escolher bem, pode ser o time mais forte dos lives.
Melhores vozes: Erin Martin, Juliet Simms, Tony Vincent e Jamar Rogers.
Completam o top 6: Angie Johnson e James Massone, porém Jamie Lono deve roubar a vaga de algum deles se o Cee Lo se basear somente na voz.

Team Christina

Para mim o melhor time. Muitos dizem que o melhor é do Adam, mas eu gosto da diversidade desse time e para mim é isso que torna um time forte.
Melhores vozes: Lindsey Pavao (minha favorita), Sera Hill e Chris Man.
Completam o top 6: Anthony Evans, Jonathas e Moses Stone, mas eu torço para o The Line também.

Na próxima semana teremos o início das batalhas, e para isso um monte de estrelas da música virão ajudar os concorrentes de cada time. O time do Adam terá Alanis Morissette e Robin Thicke (bastante famoso nos EUA). O time do Blake terá a vencedora do American Idol Kelly Clarkson e sua esposa Miranda Lambert. O time do Cee Lo terá o cantor R&B Ne-Yo e o produtor Babyface. E os convidados da Aguilera serão a compositora e cantora country Jewel e o Lionel Richie, que dispensa introduções. E que as batalhas comecem! Na próxima semana quem se junta a mim, são Rebeca e Edu, para comentarmos cada performance. Até lá!

Share on Google Plus

About Armando Wunsch

Formando em Comércio Internacional, se apaixonou por séries depois de assistir o piloto de Ugly Betty na Sony. Desde então seu entusiasmo por seriados só aumentou. Fã convicto de Grey’s Anatomy, Modern Family e The Good Wife, acompanha mais de 20 seriados semanalmente (na Fall Season). Já deixou muitas vezes de estudar e trabalhar para assistir seriados. Apaixonado por música, chocolate, Big Mac e coca-cola, sonha em ganhar na mega-sena para não precisar mais trabalhar. (@_wunsch)
    Blogger Comment
    Facebook Comment