Fringe 4x17 - Everything In Its Right Place


De volta ao lado B.

Como nossos agentes do lado A estavam sem nada pra investigar essa semana e resolveram todos participar do “Dia de pastar” da vaca Gene, restou sermos transportados para o universo alternativo e ver o que estava acontecendo por lá.

Achei super válido o destaque dado a Lee, que muitas vezes foi tão subestimado. Sua jornada no lado B fez com que o personagem conhecesse mais de sua versão alternativa, percebendo que suas vidas foram quase que iguais até determinado momento. Livre arbítrio e atitude foram importantes fatores que os fizeram mudar tanto em questão da personalidade de cada um. Lee do lado A não se sentia encaixado onde estava e a morte de sua versão alternativa foi mais do que conveniente nesse momento. Na verdade Lee foi bem eficiente nas investigações e mostrou que pode ser um bom parceiro para Bolívia.

O caso da semana, mais uma vez foi inteiramente ligado a toda trama construída desde o início da temporada. Mais uma vez David Robert Jones está conectado a todos os acontecimentos e novamente o assunto dos shapeshifters veio a ser discutido. Canaan, mais um que foi cobaia para o maligno plano de Jones foi o perseguido da vez e seguiu vivendo por trocar de DNAs apenas de criminosos por se tratar de uma pessoa com consciência e com a esperança de que um dia Jones voltasse pra consertá-lo.

Graças a Lee Canaan viu que Jones é um verme miserável e que não vale a pena defendê-lo, com isso a Fringe Division acabou conseguindo um grande aliado. E a primeira a se dar mal com isso foi Nina Sharp. Agora capturada, vamos ver o que ela pode revelar dos grandes planos de Jones pra humanidade. Mas o que me incomoda é ver Broyles seguir por todo esse tempo sem ser descoberto, creio que aquele rastreador de Shapshifters que Lee encontra no laboratório onde Nina estava possa ser a grande chave para que Broyles shapshifter seja revelado.


O Glyph Code da semana trás a palavra DREAM (SONHO em português) e provavelmente está ligado a Canaan e seu sonho ou esperança de que Jones voltaria para consertá-lo e livrá-lo do tipo de vida que estava vivendo.
Share on Google Plus

About Wellington Laurindo

Não vive sem música e tem em sua mente uma trilha para cada momento/ período de sua vida. Na vida de seriemaníaco há uns cinco ou seis anos, mas com um background de seriados clássicos desde sua infância. Está deixando a vida ditar por si própria os caminhos que deve seguir e esperando que isso venha dar certo. (@Wellington_Ign)
    Blogger Comment
    Facebook Comment