Grey's Anatomy 8x19 - Support System


Finalmente uma “conclusão” para o drama de Cristina e Owen.

A palavra conclusão está entre aspas porque a gente sabe que Cristina é de Owen e Owen é de Cristina. A jornada agora é ao contrário: Quanto tempo Titia Shonda vai levar pra juntar os dois de novo? Isso realmente não é importante agora, pois o que valeu mesmo foi a impecável atuação de Sandra Oh, que eu elogio toda semana aqui nas reviews. Teve todo o tipo de reação: choro, desespero, depressão e até gargalhadas. Tudo por que Cristina estava na verdade se torturando ao querer saber de todos os detalhes da traição.

Acho que o mais doeu em Cristina foi o fato dele nem saber o nome da mulher, demonstrando que a relação e o amor dele por ela foi trocado por qualquer uma no final de uma noite. Fica meio que enfatizado quando Cristina repete isso quando Owen está saindo de casa. Agora o que resta pra ela é seguir em frente e começar a estudar para não se dar mal na prova mais importante de sua vida.

Aliás, esse é um plot que eu estou gostando muito. Está chegando o momento decisivo para os residentes do quinto ano. Qual especialidade cada um irá escolher sempre foi o grande lema, mas agora a grande questão é se eles vão passar ou não. Com tanto drama fica difícil se concentrar no que realmente importa e isso está sendo claramente mostrado e Meredith é a única que está potencialmente preparada depois de estudar no método de Caliie. Achei muito bacana a intenção dela em querer ajudar seus colegas, principalmente Cristina.

A coisa mais canalha da semana foi ver Sloan como Chefe da Cirurgia. Mark chegou botando marra, mas no final acabou provando que pode ser um bom chefe no futuro. Pelo menos as medidas padrão, ou seja, as mais sensatas ele acabou tomando. Por exemplo, no caso do paciente do Richard que estava com falência em múltiplos órgãos, fazer a cirurgia para tirar o tumor que estava no doador não era um procedimento considerado correto, mas para ser um bom médico, muitas vezes é preciso deixar o coração falar. Achei ótimo quando Richard deu uma grande lição a Sloan, dizendo que no caso ele não precisava de perfeição e sim que funcionasse.

Callie e Arizona novamente mandaram muito bem na parte cômica junto com Bailey e Teddy e seus planos para a “Noite das Mulheres”. Teddy está saindo do papel de viúva dramática e isso acaba sendo bom para a personagem que começou a temporada nessa vibe cômica e foi mudada para o drama com a morte de Henry. Já Bailey  que está sem trama se encaixou muito bem nesse grupo, pois a verdade é que nem Ben, o namorado que trabalha no hospital, mas nunca aparece, consegue deixar a personagem com um drama decente.
Share on Google Plus

About Wellington Laurindo

Não vive sem música e tem em sua mente uma trilha para cada momento/ período de sua vida. Na vida de seriemaníaco há uns cinco ou seis anos, mas com um background de seriados clássicos desde sua infância. Está deixando a vida ditar por si própria os caminhos que deve seguir e esperando que isso venha dar certo. (@Wellington_Ign)
    Blogger Comment
    Facebook Comment