Private Practice 5x18 - It Was Inevitable / 5x19 - And Then There Was One



















“Good things come to those who wait.
Esse é um ditado Americano que resume muito bem o acontecimento tão esperado.

Depois de tanto sofrer para tentar engravidar e adotar, Addie finalmente conseguiu realizar seu sonho de ser mãe. E valeu muito a pena ter esperado. Uma paciente de Addison deu à luz, chamou o Serviço de Adoção para dar o bebê e a reconheceu na lista de futuros pais. Adorei como os olhos dela brilharam ao receber a ligação e ela tentando arrumar o cabelo antes de ver a criança.

E as coisas boas não param de fluir para ela. Addie e Jake tiveram um momento bem fofo, terminando em um beijo (#todoscomemora). E eles me pareceram bem mais sérios a respeito da ideia dos dois juntos. O único problema é o peso morto na vida da Addie. Ele sempre vem correndo para ela quando percebe que ela é uma mulher incrível e tal. E a boba ainda dá corda. Ele a procurou, a beijou e ela nem para afastá-lo. Poxa, Addison, abre o olho e vai ser feliz com quem te aceita por inteiro!

E lá vem o casal mais chato de novo. Sim, estou falando de Pete e Violet. Agora parece que querem voltar a se entender. Pete querendo voltar sem nem pensar no que aconteceu e Vi querendo voltar discutindo a relação. Concordaram em fazer terapia de casal. Quero até ver no que isso vai dar. Só torno a repetir: Pete e Vi separados já são chatos. Casados ficam pior ainda. Gostava muito mais de Vi e Pete só amigos e solteiros lá da primeira e segunda temporada. Agora, os únicos momentos bons da Violet são as conversas com a Addie. E só.

E então chegamos à parte mais emocionante do episódio. Erica estava em seus últimos dias de vida no hospital e Mason ainda tinha esperanças de que sua mãe sairia dessa viva. Foi tudo tão emocionante. Desde a relação de amizade que se formou entre Charlotte e Erica à cena em que Cooper ensina Mason a rezar. Char mais uma vez tentando segurar as pontas por todos, sendo uma amiga e companheira até o último minuto de Erica, ajudando o marido a passar por tudo isso e tentando sempre cuidar de Mason. Palavras não conseguem descrever o aperto no coração que deu ao ver Charlotte correndo para levar Mason até sua mãe e vê-lo em seu último e mais sofrido “Eu te amo”.

Sem dúvida alguma, essa quinta temporada está cada vez mais sensacional.

Depois de tanto se esquivar, Amelia finalmente toma a iniciativa de fazer o pré-natal, mas a notícia não foi tão boa quanto ela esperava. Seu bebê é anencefálico e agora ela meio que culpa a Addison, e ao mesmo tempo tem raiva pela felicidade dela ter conseguido ser mãe. Vê-la gritar sua raiva a Addison me deixou desconfortável com tudo isso, já que a Addison não tem culpa do que está acontecendo e também que é impensável odiá-la por ter conseguido Henry justo na mesma época em que mais um problema apareceu. Mas a gente dá um desconto, já que a barra pesou e muito para ela, .

E falando em Addison, o triângulo Jake X Addison X Sam está se tornando um quadrilátero, ou melhor, voltando a ser um dueto. Sam descobriu que Jake e Addie se beijaram e o contou que ela também o beijou no mesmo dia. Achei até que sairia briga entre os dois no jogo de basquete. Até que ela deixou bem claro que o único homem que importa em sua vida agora é Henry. Agora, convenhamos, né. Sam não queria ter um filho com ela, não a apoiava nesse sonho e então eles se separam. Agora que ela conseguiu adotar em vez de engravidar ele vem todo empolgado achando que a situação mudou. Ah, Sam, e a maturidade, ficou aonde mesmo?

Charlotte e Cooper estão passando por uma situação pós-morte com Mason. O menino não quer conversar, nem dormir em sua própria cama, e Coop acha que deve continuar a deixá-lo assim até que ele melhore. Com isso, a intimidade de Char e Coop está restrita ao escritório e ela tenta de todas as maneiras conversar com Mason. Quando finalmente ela consegue fazê-lo se abrir, Coop fica com invejinha por que o filho dele se abriu com Char e não com ele, chegando ao ponto de dizer que ela não é a mãe de Mason. Tudo bem, nós sabemos que ela realmente não é a mãe de Mason. Mas sendo casada com Cooper, é ela quem vai criar e educar aquela criança, ou seja, ser a mãe dele. (E a maturidade, ficou aonde mesmo? [2])

Por último e super menos importante, temos o casal Pete e Violet em terapia. OMG! Se aqueles dois já são naturalmente chatos, imagine-os em terapia e a Vi tentando interpretar e corrigir o terapeuta como se a sessão fosse coordenada por ela. Quero muito que ele saia da série. Só não quero que ela saia por que estou gostando cada vez mais da amizade entre ela e Addison.


Stay tunned for scenes of our next episode:

[PROMO] 5x20 - True Colors




Share on Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment