Game of Thrones 2x06 - The Old Gods and The New


"Strike hard and true, Jon Snow, or I'll come back to haunt you..."
 


A(s) guerra(s) se aproximam a cada episódio e é possível sentir a tensão cada vez maior. Num episódio eletrizante quase que do início ao fim, tivemos a continuação dos plots dos diferentes núcleos porém, dessa vez, de uma maneira mais emocionante e dinâmica. 

A começar pela história de Theon que finalmente conseguiu chegar a Winterfell e já foi mostrando a que veio. Ele se auto declarou príncipe e numa cena no mínimo chocante, o vimos cortar a cabeça de Sor Rodrik com muito suor e dificuldade. Se não tem carisma, ao menos qualidade o ator demonstrou na interpretação da cena quando tentava decepar a cabeça de Sor Rodrik. Ainda nesse núcleo, Osha finalmente apareceu e mostrou que não é só mais uma personagem secundária, e arquitetou sua fuga juntamente com Bran, Rickon e Hodor.



Enquanto isso, Jon Snow continua a sua procura por Mance Ryder juntamente com Qhorin Meia-Mão. Porém no meio do caminho acabam se encontrando com um grupo de selvagens. No ataque ao grupo Jon acaba descobrindo que um dos selvagens era na verdade 'uma' selvagem. Como não podiam mantê-la como prisioneira, coube a Jon a tarefa de sacrificá-la. Estava na cara que ele não conseguiria fazer isso, e mais uma vez diferente da história do livro, Jon acaba por se perder do grupo com a sua refém, Ygritte. Eu não poderia dizer no quanto eles compensaram pela escolha da atriz que faz a Asha (ou na série, Yara) Greyjoy (Gemma Whelan), pela escolha das atrizes que interpretam essa Ygritte (Rose Leslie) e a atriz que interpreta a paixão proibida de Robb, a Talisa (Oona Chaplin). Nas poucas cenas que ambas tiveram, demostraram ter uma química muito boa com suas personagens. 


E do outro lado do Mar estreito, Daenerys segue na sua busca por navios para finalmente retornar a Westeros e reclamar seu direito ao trono de ferro. A discussão que ela teve com o "Spice King" foi quase que um tapa na cara dela, mostrando que ela simplesmente não tem (tinha) absolutamente nada com exceção dos Dragões. E a história dos roubo dragões me deixou simplesmente boquiaberto. Por essas e outras que a série consegue ser tão boa e prender a atenção dos fãs, dos que leram os livros ou não. Sem os dragões, Daenerys não é nada mais do que foi um dia o seu irmão Viserys, que acabou morto por Drogo com sua coroa de ouro derretido. Na pior das hipóteses, se ela recuperar seus dragões ao menos ela se livrou de um monte de Dothrakis que só a atrapalhavam.



No núcleo do Rei Joffrey, sua irmã Myrcella foi despachada para Dorne, e ao retornarem para casa, a comitiva do Rei foi atacada pelo população faminta. Foi muito pouco ver o Rei tomar uma bola de bosta na cara, e ainda acho que eles poderiam ter mudado essa parte da história e ter feito ele ter perdido pelo menos um braço nessa brincadeira. O destaque aqui foi para duas cenas: a primeira foi a visão da morte do alto septão, tendo seu braço arrancado em meio a população ensandecida e a segunda foi o tapa na cara que o Anão (que vou dizer mais uma vez é Foda!) deu em Joffrey, uma cena sem dúvida memorável. Sansa foi salva na hora H pelo cão de caça, e por pouco não foi estuprada. Isso só mostra que não haverá piedade e ninguém está a salvo caso Joffrey perca a guerra.


Por fim, tivemos um pouco de Arya também. Mindinho que viaja mais do que notícia ruim, foi até Harenhal e por pouco não descobre que Arya sempre esteve sob o nariz de Tywin. Tudo bem que se ele realmente não a viu ele teria que ser muito sonso, o que segundo as suas características ele não é, mas a gente aceita pelo drama do momento. Arya ainda passou um aperto, quando Armory Lorch estava prestes a dedurá-la para Tywin, e teve que gastar a sua segunda morte para se salvar.

Vamos aguardar ansiosos pelo próximo episódio, pois vários acontecimentos diferente dos do livro ocorreram e é difícil prever como tudo vai terminar. Onde diabos estão os dragões, quem será a terceira morte de Arya, o que acontecerá com Jon Snow e Ygritte? Todas as respostas a essas perguntas prometem a produção de outro episódio emocionante, então aguardemos.


PS: Quero muito mais cenas entre Jon e Ygritte, as insinuações que ela faz e aquele sorrisinho sarcástico enquanto ela se esfregava nele surgiram numa hora perfeita para animar o núcleo de Jon. Já virei fã dela desde já.

Share on Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment