Glee 3x18 - Choke


Finalmente chegou o grande dia para Kurt e Rachel. Mas será que ambos conseguiram conquistar Whoopi Goldberg?

Sabe o que faltava em Glee? Um episódio com um ótimo roteiro. Pela 1ª vez na série as músicas foram apenas coadjuvantes e nossos personagens, os protagonistas. Até mesmo Bestie ganhou mais destaque. Mas convenhamos, ela mereceu todo o destaque que recebeu. Eu adoro esta treinadora, apesar de ser fã também do ex treinador que sempre usava a mesma bermuda e que quase se casou com a Emma na 1ª temporada, Bestie é aquele personagem que por de trás de tanta bravura, há uma pessoa sensível por dentro. Quando a vi com o olho roxo, agi da mesma forma que Santana e as garotas, afinal poderia ter acontecido de tudo com ela, menos apanhar do marido.

Para a minha surpresa, depois de rir da piada da Santana, fiquei quieta e muda, não acreditando que isso realmente tinha acontecido. Bestie apanhou do marido? Como assim? E pior, ela mentiu, como toda mulher faz ao ser vítima de agressão. Isso foi um choque para mim e nem a música das meninas e a lição de moral que Sue Silvestre e falsa Negra Sue (como a Sue a apelidou) me deixaram tão agoniada e surpreendida, pelo contrário, quando vi que Bestie mentiu de novo e aceito seu marido, dando-lhe uma segunda chance e mentindo na cara das meninas, meus olhos encheram de lágrimas. Isso mesmo, pela 1ª vez Glee me fez chorar. E tudo graças a uma história simples, na qual eu jamais imaginaria ver no seriado. Só espero que isso ganhe uma continuidade e que Bestie venha morar com Sue, outra surpresa no episódio.

Como a Sue foi se tornando cada vez mais humana. Realmente esta gravidez só veio provar a minha teoria: Sue Silvestre um dia iria cair de amores pelo New Directions e não é que desta vez a nova mãezona deus bons conselhos para Santana, Mercedes, Tina e Sugar. Isso mesmo, Sugar reapareceu trazendo seu namoradinho (Roy) de volta para a terra dos figurantes. Claro que para isso, Quinn teve que dar uma sumidinha, mas quem se importa com o fato da ex cheerio estar na cadeira de rodas e excitando um religioso? Vamos dar mais atenção à outros personagens, please.

Quem também recebeu um bom destaque foi Puck com seu dilema: piscinas ou se formar? Típico dilema das séries adolescentes, o bad boy pode não se formar? Qual é a novidade? Talvez o fato de Puck tentar dar em cima da professora velha? Espera, eu já isso em algum lugar. Isso mesmo, Puck já não se envolveu com a mãe da Rachel? Este assunto poderia muito bem passar batido, mas pelo menos serviu para trazer a união dos meninos em ajudá-lo se formar e ter um encontro entre Puck e seu pai (o Michel de Melrose Place gente é o pai de Puck! Que babado, rs.).

Mas o que todos nós esperávamos era ver Kurt e Rachel fazendo a sua apresentação para Woopie, isto é, para NYADA. Kurt surpreendeu e cantou algo imprevisível. E, por mais que eu quisesse ter visto ele cantando a música do "Fantasma da Ópera", confesso que amei esta versão do teatro do Wolverine (Hug Jackman). Quanto à Rachel me deu uma dó vê-la errando a música "Don't Rain On My Parede" e ainda escutando um "Não" da própria amiga do Gosth. Mas a cena final dela com Kurt e ele dizendo que a ama foi tão linda, tão linda, que é impossível não mencionar o quanto os dois cresceram e a amizade deles foi um grande presente para nós. Nesta altura, eu chorava acompanhando Rachel chorando enquanto divava cantando e mostrando as cenas finais deste episódio. Agora é só esperarmos o próximo Baile que acontecerá semana que vem!! Go Britt!!!
Share on Google Plus

About Gabriella Siggia

Formada em Direito, eterna estudante, bem humorada, alto astral e alegre, mora em São Paulo. Viciada em músicas, filmes e seriados americanos. Seriemaníaca de carteirinha! Mantém um blog pessoal em : http://gabyscseries.blogspot.com/ (@gabyever)
    Blogger Comment
    Facebook Comment