Rookie Blue 3x02 - Class Dismissed


Ai Sandy, um dia vocês me matam com este romance adolescente!


Mais uma semana de Rookie Blue e mais um episódio muito inteligente. Fico impressionada com os que os roteiristas da série conseguem fazer. Se antes nós eramos loucas por Sandy, hoje estamos cada vez mais com raiva da Andy. Concordam meninas? Porque a Andy é fofa, uma protagonista nada chata, que se arrisca, mas isso só acontece na profissão (e olha que ela só vive fazendo besteira), porém quando se diz ao amor, a moça é uma tremenda de idiota. Com um homem que nem o Sam ela parece não estar dando valor a este relacionamento. Primeiro sugere que ele faça Ioga com ela (hello?! Andy em que mundo você vive? Onde você tirou esta ideia de chamar um homem para fazer Ioga? Convide-o para assistir uma partida de basquete, para ir no bar, em sua casa, mas nada de coisa para meninas. Ioga é para mulheres!), depois só vive em enrascada e para completar a história, deu um baita de um fora no rapaz.

Minha revolta é simplesmente esta: quase dois anos, três temporadas depois de muita força e vontade para ver Sandy juntos e os roteiristas aprontam uma destas comigo?! Para que toda esta lentidão aos passos de tartarugas? Queremos, nós fãs, vermos mais cenas hot e sexy de Sandy! Queremos ver aquela química da 1ª temporada rolando solta e não um casalzinho de velhos! Por mais que eu tenha achado fofa a cena do sofá, não parecia uma cena de recém namorados, mas sim de duas pessoas que estão juntos há uns 30 anos casados. Nem Naley (One Tree Hill) eram assim!!! 

Quem realmente divou neste episódio foi Gail. Adoro este lado bitch da policial loira. As lições que ela jogou no novato Collins (eita Rookie lindo) foram perfeitas. E por mais que no final ela tenha feito uma besteira e ter bebido muito, amei vê-la resistindo ao bonitão. A química entre Gail e Collins é forte e por mais que eu ame o Diaz com ela, preciso confessar que fiquei estremecida com o beijão no final do episódio. Se Collins e Gail decolará eu não sei, mas que foi interessante vê-los juntos, bom isso eu não posso negar.


Falando em Diaz, o policial continua arrasando nas suas cenas e falas engraçadas. Como eu ri com os cartazes dele espalhados pela cidade. Este lado cômico dele me mata de rir, ainda mais quando vejo a turma tirando sarro dele e a população mirim querendo tirar fotos com ele. Gostei bastante da inteiração dele com Nash e pelos spoilers que estão saindo, acho que Nash sairá do seriado, afinal ela está realmente querendo virar detetive e sua relação com o gato do Jerry parece que está começando a afundar. Digo isso porque a conversa do Diaz com ela, deixou-a meia abalada. Só espero que isso tudo tenha um final e não nos deixem a ver navios como a história do triângulo amoroso Peck, Diaz e Dov.

Dov novamente apareceu só para nos fazer perguntar o que ele ainda está fazendo na 15ª divisão. A histórinha dele foi bem boba e parece que no próximo episódio as coisas começarão a esquentar para ele. Já Shaw continua roubando a cena e é o coadjuvante mais amado do seriado. Chorei na última cena dele, falando com a sua (ex ?) esposa. Será que o casamento dele está passando por uma péssima fase? Bom, eu só sei que quero conhecer os filhos dele. De tanto ele falar neles, estou super curiosa. Quanto ao caso semanal, não me empolgou tanto assim, mas valeu a pena. Já Frank e Noelle estão cada vez mais dispensáveis para mim. 

PS: A parte mais legal do episódio foi assisti-lo ao vivo com as meninas do Grupo Rookie Blue Brasil - Andy & Sam, no Facebook. Amei mesmo, me diverti bastante e espero continuar assistindo ao vivo com elas, isso se a minha internet deixar. 
Share on Google Plus

About Gabriella Siggia

Formada em Direito, eterna estudante, bem humorada, alto astral e alegre, mora em São Paulo. Viciada em músicas, filmes e seriados americanos. Seriemaníaca de carteirinha! Mantém um blog pessoal em : http://gabyscseries.blogspot.com/ (@gabyever)
    Blogger Comment
    Facebook Comment