Rookie Blue 3x03 - A Good Shoot


Sabe aquele episódio que você jurava ser ruim e acaba se tornando o melhor da temporada até agora? É, pois bem, foi isso o que aconteceu com o 3º episódio da 3ª temporada de Rookie Blue.


Nunca imaginei que um episódio girado em Dov fosse ser tão bom assim! Lotado de suspense, mistério, comédia e muito drama, este 3º episódio só veio provar que nossos Rookies continuam a todo vapor. Na verdade, acho desnecessário chamá-los de Rookies afinal já estão quase 3 anos trabalhando como policiais, mas como o propósito do seriado é este, vamos chamá-los de Rookie.

Logo de cara já percebemos que o episódio não daria mole para o nosso lado emocional. Dov ao atira num menino negro que supostamente estava roubando uma loja, é colocado em dúvidas pelo seu trabalho. Na verdade, Dov acaba sofrendo as consequências do crime de racismo ao praticar no rapaz. Infelizmente o menino morre e a suposta arma que este menino apontou para Dov desaparece, dificultando a sua inocência. Este assunto rendeu tanto que até Diaz é colocado em choque com a possibilidade do amigo estar "alucinando". 

Fico impressionada com o fato de Dov sempre se meter em encrencas, só que ao contrário da Andy, ele não tem alguém que o salve de suas besteiras. Mas para sorte dele, Nash e Andy estão em seu caminho. Pela 1ª vez Nash faz algo que me agrada e acredita no seu amigo, contrariando e trazendo um pequeno conflito com Jerry, seu namorado. A policial corre atrás de tudo para inocentar Dov, contando com a ajuda de Andy, que mais uma vez vem provar que é mais do que uma moça bonita. E se não fosse por Nash, Dov estaria neste momento preso por ter matado um rapaz negro só por querer, utilizando-se do abuso de poder de polícia. Ponto para Nash.

Realmente Nash brilhou neste episódio e, por isso, nada mais justo do que ganhar uma promoção e ser a nova Detetive da 15ª Divisão. Por mais que eu tenha rido e adorado a Gail tentando se candidatar e roubar a vaga da Nash, amei a última cena delas. Gail é a diva das bitchs e ela falando que precisava se candidatar porque era uma Pack, foi sensacional. Só quem é fã deste seriado consegue entender o significado desta frase.

E mais uma vez fomos surpreendidos com a química de Collins e Gail. Adoro este jeito debochado da Gail, principalmente porque existe uma grande química entre eles e Gail quer pegar novamente o novato, mas fica fazendo jogo. Ótimo para nós fãs, que ficamos nos deliciando com este jogo de sedução. O final com ela buzinando e fazendo um discurso cheio de regras foi sensacional. Gail se eu fosse você usava e abusava do rapaz e depois corria atrás do Diaz só para se sentir mais ainda poderosa (rs.).


Mas o nosso casal favorito Sandy quase não teve espaço no episódio. Uma pena, mas querem saber? Nem senti tanta falta de cenas hot entre os dois! Aquela cena final dos dois saindo da delegacia de mãos dadas compensou tudo isso! E o que foi o olhar do Sam de apaixonado no começo do episódio? Tudo de bom! São estes pequenos detalhes que nos fazem amar Sandy. Sim, queremos cenas hot entre os dois, mas acima de tudo, queremos que Andy seja feliz com alguém que realmente a valorize, que a ame pelo que ela é. E esta pessoa é Sam. Se a Andy fizer besteira e perder este homem, ela vai se ver comigo, rs.

PS 1: Infelizmente o próximo episódio de Rookie Blue só no dia 28 de junho, o que nos deixará mais apreensivos com o que Nash aprontará (de acordo com a promo).
PS 2: Noele é burra? Porque, além de esconder a gravidez, ela decide trabalhar nas ruas correndo o risco de perder o bebe que tanto desejou e demorou para ter. Sério Noele, que decepção.

Share on Google Plus

About Gabriella Siggia

Formada em Direito, eterna estudante, bem humorada, alto astral e alegre, mora em São Paulo. Viciada em músicas, filmes e seriados americanos. Seriemaníaca de carteirinha! Mantém um blog pessoal em : http://gabyscseries.blogspot.com/ (@gabyever)
    Blogger Comment
    Facebook Comment