Arrow 1x02/03 - Honor Thy Father/Lone Gunmen



Primeiramente, gostaria de pedir desculpas aos leitores, mas minha semana passada estava muito cheia e eu não tive tempo de fazer a review. Mas vamos ao que interessa. Depois de um ótimo piloto, Arrow poderia seguir dois caminhos: chato, tedioso e procedural, ou seguindo a história de forma interessante e dinâmica, e não se prendendo a "um caso por semana". Porém, pelo que todos pudemos ver, ela decidiu seguir um intermediário. Temos um inimigo a ser morto por semana? Sim, mas temos algo mais por trás disso, a "tríade". Temos cenas mais calmas e diálogos longos? Sim, mas seguidos por ótimas cenas de ação. Parece que a CW está aprendendo a balancear o episódio, de forma que ele fique completo, e ainda prenda a atenção do público.

O segundo episódio serviu para descobrirmos um pouco mais sobre o que aconteceu na ilha, e pra nos apresentar um dos vilões de verdade, que provavelmente causará muitos problemas para o nosso justiceiro. China White(nome dela, de acordo com o imdb) é uma vilã mulher, forte e do jeito que eu gosto que as vilãs sejam. Espero que ela volte a aparecer mais vezes. Quanto ao que aconteceu na ilha, a principal questão na minha cabeça foi: onde ele conseguiu todas aquelas informações, se o caderno estava em branco? E quem é o arqueiro misterioso que o atacou? Acredito que isso seja respondido nos próximos episódios, mas são coisas que me deixaram com a pulga atrás da orelha.

Outra parte bem interessante foi ver a "volta à sociedade" do protagonista. Pelo visto, ele perdeu parte da noção do que é necessário para se viver bem com as pessoas que o cercam. O modo como trata Thea só demonstra isso. Pelo menos ele se rendeu e foi falar com Laurel, que está na mira dos inimigos. Ela é minha personagem favorita, e eu adoro a atriz desde sua atuação em Supernatural como Ruby, e em Harper's Island como a mocinha Trish. Espero que ela continue a fazer um ótimo trabalho, como sempre fez, e que passe a lutar do lado de Oliver.

Com um episódio não tão bom quanto o primeiro, mas ainda assim ótimo, Arrow segue como a série de maior audiência do canal atualmente. Sem dúvidas, é a melhor e mais bem produzida da CW nos últimos anos, e todos torcemos para a qualidade dos episódios não cair. Vamos ver agora se o terceiro episódio conseguiu manter isso.




Neste episódio, temos a apresentação de mais um antagonista: Deadshot. Pena que ele não dura muito tempo. Acho que seria um vilão bem interessante, e que infelizmente foi sub-aproveitado na série. Mas os momentos de luta entre ele e o Arqueiro foram muito bem coreografados, e trouxeram a tensão e a ação necessária. Porém, o resto do episódio foi bem sem graça, com toda a parte em que o policial suspeita da família, e a parte da casa noturna.

Também temos a formação do triângulo amoroso presente em toda série atualmente. Prevejo ainda muitas confusões acontecendo entre Oliver-Laurel-Tommy. Ainda não sei se posso considerar um quarteto amoroso com a chegada de Felicity, mas provavelmente isso será respondido nos próximos episódios. E, finalmente, Stephen Amell finalmente parece mais confortável e menos robótico em sua atuação, conseguindo passar emoção no momento certo.

Com o pior episódio até agora, mas ainda assim com um final positivo, Arrow se mantém na minha watchlist. Espero que a qualidade volte a subir nos próximos episódios, e que tenhamos mais respostas, ao invés de cada vez mais perguntas. Falando em perguntas, deixo as minhas pra semana que vem: Quem são os soldados de preto da ilha "deserta"? O que significa o símbolo no caderno do pai de Oliver? Qual a relação da mãe dele com o inimigo? O que vai acontecer agora que John sabe do segredo? E, mais importante, como ele passou 5 anos numa ilha deserta e aprendeu a lutar desse jeito? Essas e outras respostas, somente no próximo episódio de Arrow!
Share on Google Plus

About Bruno

Apaixonado por séries e por tudo que é novo e diferente, infelizmente não tem mais tempo para ser um seriemaníaco, desde que vendeu a alma para a faculdade. Faz faculdade de Biologia, e tenta ao máximo conciliar o curso com suas séries e, principalmente, seus realities. Começou com Harper's Island por recomendação de um amigo, e desde então não parou. Tenta manter pelo menos uma série/reality por temporada, mas nem sempre é possível, já que seu interesse por ficção e séries diferentes nem sempre é preenchido. Além disso, gosta de ir ao cinema pelo menos uma vez por semana, e assiste alguns animes quando consegue acompanhar. (@bkaozzz)
    Blogger Comment
    Facebook Comment