Dexter 7x03 - Buck the System


Um mal necessário...


O que é pior? Ser uma policial e tentar fazer a diferença no mundo mas sempre se deparar com a incompetência de um sistema de justiça falho ou ter que encarar a realidade de que seu irmão, a pessoa que você mais ama no mundo, é um serial killer que gosta da sensação de matar e que enquanto acaba com a vida de muitos monstros afora vai se tornando cada vez mais parecido com eles? A vida não está fácil quando se é Debra Morgan.

A história de grudar na sombra do Dexter era bem óbvia que não duraria por muito tempo, como ele mesmo disse era preciso controlar, ou seja diminuir a frequência com que se necessita e não suprimir como Deb ingenuamente tentava fazer. Muito legal aquela sequência inicial dos pensamentos dele matando os outros, sobrou até pro Masuka, só pra conseguir liberar sua raiva e respirar um pouco aliviado.

Estou oficialmente feliz com os rumos que as coisas vão tomando para os dois, ele tentando colocar ela por dentro de todo o processo e de como a lógica do código do Harry talvez não seja tão ruim assim. Destaque para o momento em que ele conta do seu "lizard brain" que avisa quando alguém é culpado e matará outra vez. Não há dúvidas que essa habilidade do Dexter sempre foi presente na vida da Deb, é incontável as vezes que ela liderou uma investigação guiada pelos conselhos dele e se ela chegou tão longe, de policial disfarçada na rua a Tenente, é sem dúvida graças ao irmão e essa habilidade.

O escolhido para "vítima" da vez não podia ter sido mais assustador. Sério, que tensão toda a cena em que o cara tá vestido de touro (?), perseguindo a menina num labirinto cheio de ferros, arames e sabe-se lá mais o quê. Série de terror tá perdendo, viu? Já dava pra prever que o Dex chegaria pra salvar a Deb mas eu ainda tava apostando nele concluindo o ritual com o tal Speltzer, porém gosto da ideia desse embate adiado e ao menos tudo serviu pra ela admitir que ele estava certo. Odeia, não aprova e não gosta da ideia do irmão ser um assassino mas entende que dos males, a escolha dele matar só "quem merece" é o menor.

Agora pausa para revolta, sério que a história do Louis foi isso? SÉRIO, PRODUTORES? Decepção é pouco. Depois de um mistério arrastado desde a temporada passada acabou que ele ficou revoltadinho por causa do jogo mesmo? Eu aqui achando que com o chefão cobrando satisfação de um assassinato ia fazer ele associar as coisas com o Dexter e infernizar ainda mais nosso protagonista mas não, morreu tão insignificante quanto sua passagem pela série. A impressão que eu tive é que eles pretendiam desenvolver uma história com o personagem mas acabaram desistindo no meio do caminho. Vergonhoso.

Dexter vs Isaak vai ser lindo de ver, a cena dos dois na boate totalmente aleatórios e de papinho furado já foi incrível o suficiente imagina quando um souber de verdade quem é o outro? Enquanto isso Quinn segue fazendo merda, porque alguém ainda tem dúvidas que esse envolvimento dele com a dançarina não vai acabar bem pra nenhum dos dois?

Participação da Yvonne Strahovski se resumiu as cenas que já tínhamos visto nos materiais promocionais e não sei, senti uma vibe meio "Lumen" nesse recém formado relacionamento com o Dexter. Reparem como ele olha pra ela falando de como conseguiu superar seu passado com uma cara de quem busca esperança e razões pra acreditar que ele também é capaz de sair disso. Eu torço por um novo relacionamento na vida dele, resta é esperar que dessa vez façam da maneira certa. 
Share on Google Plus

About Rebeca Barros

Sarah, we make a family, yes? (@bkbarros)
    Blogger Comment
    Facebook Comment