Once Upon a Time 2x05 - The Doctor

                    Quando a ciência supera a magia.


Parece até incessante os elogios referentes a OUaT. Mas, de fato, a série vem se mantendo super bem. Pois ao mesmo tempo que as histórias são bem amarradas, resta sempre aquela curiosidade e ansiedade para o próximo episódio. E é incrível, perceber que aquele personagem que você pensava ser o avulso master,  também contém uma ligação com toda história. Desse jeito, nos proporcionando sempre agradáveis episódios.
Finalmente, nossa indagação, sobre- Who Dr. Whale?- foi desvendada. Afinal, era uma dúvida existente desde temporada passada. E mais uma vez, mesmo já havendo suspeitas sobre quem ele era, a série não nos decepcionou. Toda a forma que foi elaborado o episódio, e se encaixando cada personagem, desde o soco de Charming (que alias, foi muito bem merecido) em Whale até Regina e seu sofrimento por deixar (novamente) Daniel partir, fizeram total diferença.

Um parágrafo para a atuação extraordinária de Lana Parrilla, pfvr. Já  elogiei algumas tantas vezes seu trabalho, mas de alguma forma, sempre parece pouco. Pois, só uma verdadeira atriz para conseguir toda essa oscilação entre o bem e o mal. Seu desempenho sempre tão bom, que fica fácil gostar de Regina.

Alias, Regina é outro personagem que vem me ganhando a cada episódio. Já que, toda sua maldade é recorrente ao sofrimento provocado por sua mãe. Afinal, se ainda restavam dúvidas sobre seu amor por Daniel, esse episódio provou, até onde um amor incurável pode chegar. Porque né, todos já sabem que antes dessa versão Regina Mega Evil, havia uma versão complacente e incapaz de maltratar um unicórnio (overdose de fofura por essa cena). 

Gostei bastante, como inseriram Jefferson no episódio e a interação entre ele e Rumpels. Percebemos que, até em um seriado que trata sobre contos de fada, há jogo de interesses. Pois, toda aquela história de trazer Daniel de volta a vida de Regina, não passava de  um plano entre Rumpels/ Jefferson/ Whale para alcançarem seus respectivos objetivos.

Se deparar com o Frankenstein em um conto de fadas, é um tanto aguçante. E o desenvolvimento em cima disso, satisfatório. Já que, se analisarmos bem, Dr. Whale ajustou-se perfeitamente em  Frankenstein. Todo aquele papo sobre o que fazia ser maior que a magia, acrescentou um interesse maior durante cada cena. Apesar, que para sua ciência  obter sucesso, os caminhos utilizados foram sobre a magia. Afinal, não houve uma cirurgia para arrancar o coração e nem para mantê-lo potente durante tanto tempo.

                         
No mundo de Far Far Away, Emma mais uma vez se mostra perspicaz  Fazendo com que Hook desembuche o motivo de Cora não tê-lo matado e qual seu plano. No entanto, não se sabe até onde está falando a verdade e se o pé de feijão, não é apenas uma cilada. Emma, Snow, Mulan e Aurora que se cuidem! Ou se quiserem, podem enviá-lo para nós.

- Mais alguém torce para que Hook conheça logo Ruby? Shippando desde já.
- Pontos pelos efeitos cinematográficos sobre Frankenstein.
Share on Google Plus

About Caroline Lustoza Boos

Cinéfila assumida. Apesar de colecionar séries, One Tree Hill ocupa maior parte do seu coração. Apaixonada por todos os filme de Alfred Hitchcock. Consumista por séries, filmes,livros, bonecos e afins. Sonha em rodar o mundo. É mãe de 3 gatos, porém, se pudesse teria muito mais. É reservada, mas quando faz uma amizade de verdade, leva para a vida inteira. (instagram/snapchat: @cahlboos)
    Blogger Comment
    Facebook Comment