The X Factor US 2x09/10 - Boot Camp 3 & Judge's Home 1 /Judge's Home 2


Quando a competição começa a tomar a real forma.

The X Factor chegou numa fase onde não há mais espaço pra brincadeira e as escolhas devem ser tomadas com bastante cuidado. É com satisfação que digo que os jurados conseguiram trazer bastante gente talentosa e com bastante carisma para o programa. Muitos que eu realmente torcia e que mereciam passar pra próxima fase.

A primeira hora do programa foi toda trabalhada naquele suspense onde saberíamos quem ia seguir adiante e quem voltaria pra suas casas. Esse ano novamente foi feita a boa divisão dos participantes por categoria. Young Adults, Groups, Over 25s and Teens foram as separações. Emoção e decepção foram elementos que não faltaram na hora dos resultados.

Era de se esperar que Cece e Paige estivessem nessas escolhas e torcia bastante pra duas. Principalmente pra Paige que mostrou muita emoção em suas apresentações. Na verdade nada foi surpresa nessa definição pra quem iria pra casa dos jurados. E não foi perdido muito tempo com essa seleção e partimos já pra fase seguinte.

Gostei das escolhas da produção pra quem irá treinar cada grupo, mas nas escolhas dos mentores a coisa não foi tão boa. Porém nada supera a escolha de Justin Bieber para ajudar com o Over 25s. (Oi?) Isso não faz nenhum sentido pra mim, parece mais o L.A querendo detonar o grupo que ele menos desejava pegar. Demi ficou com os Young Adults e a escolha de Nick Jonas até que é coerente com a forma que ela deseja trabalha-los. Britney com os Teens não poderia ser melhor, parece mesmo o melhor grupo que se encaixa a ela. E Simon com os Groups também foi bom, mas assim como não compreendo L.A trazendo Justin Bieber, não compreendo Simon trazendo Marc Anthony.

 Mas o que interessa mesmo são as performances. Começando pela categoria Young Adults. Foram boas escolhas, mas a pressão começa a tomar conta de alguns participantes. Jennel Garcia, por exemplo, é uma que se deixou levar por esse momento de tensão e acabou se prejudicando após receber um feedback de Demi.  Depois dela vem Wiilie Jones. Ele tem uma boa voz, mas não sei se ele sobrevive quando chegar ao voto do público. Digo isso por causa do estilo musical que não está bem definido que pode causar uma rejeição por parte da maioria.

Nos Groups com Simon as apresentações foram mais divertidas, mas não deixou de mostrar grandes talentos.  Merece destaque o grupo de Rap Lyric 145 que detonou numa versão de Party In The USA e com certeza despertou a atenção dos mentores. As meninas avulsas que formaram o grupo Lylas também foram boas. Acredito que cada uma como solo soaria muito como mais do mesmo, mas a união deu muito certo e se for bem trabalhado, coisa que Simon sabe fazer bem, podemos ver aí potencial pra um novo grupo estilo SpiceGirls.

Na categoria do L.A.  só tem gente boa de verdade. Todos soam muito profissionais vocalmente falando. Foi tudo impecável, com exceção dos exageros nos trejeitos de Tara Simon e na falta de uma presença de palco em Vino Alan, algo que se for bem trabalhado pode fazer com que ele chegue muito perto de ganhar ou talvez até ser o grande vencedor. A voz de Vino é fenomenal e faz tempo que não se encontra um timbre que nem este.

Com Britney na categoria Teens não tem como o destaque ir pra outra se não Carly Rose Sonenclar. A menina é espetacular, tem uma presença de palco incrível e uma poderosa voz. Acredito que ela vai bem longe na competição. Na mesma vibe está White Diamond, exatamente pelas mesmas características de Carly.

PS: Resultados só no próximo episódio.
Share on Google Plus

About Wellington Laurindo

Não vive sem música e tem em sua mente uma trilha para cada momento/ período de sua vida. Na vida de seriemaníaco há uns cinco ou seis anos, mas com um background de seriados clássicos desde sua infância. Está deixando a vida ditar por si própria os caminhos que deve seguir e esperando que isso venha dar certo. (@Wellington_Ign)
    Blogger Comment
    Facebook Comment