Grey's Anatomy 9x06 - Second Opinion


Uma imagem diz mais do que tudo.

E é a imagem que ilustra a review dessa semana que trás o sentido dessa frase, pois por quantas semanas eu venho fazendo criticas, em sua maioria negativas, sobre a storyline de Arizona? Desde a premiere vinha achando todas as ações da personagem carregadas demais. Minha opinião era que todo o lance da negação era totalmente compreensível, mas os motivos que levavam ela a se revoltar eram mal justificados na hora de ser transmitidos em palavras.

Mas pra alegria dos fãs de Arizona e da série em geral, a personagem teve um GRANDE progresso no que se diz superação. Ver Arizona dar voltas pela própria casa intrigada com o caso de Bailey foi um grande momento em que se via ali uma recuperação psicológica natural. Pontos extras pra Bailey, que sacou e fez tudo bem pensado para que Arizona pudesse se esforçar mais. E vê-la caminhando pelo hospital foi um momento glorioso, ainda mais com a reação de Callie que começa ver a esposa voltar a ter a vida que tinha antes, aceitando sua nova condição física que é o mais importante.

Falando em Callie, é impossível não se emocionar toda vez que ela se emociona. Ver a superação de Arizona fez com que ela mudasse o seu depoimento em relação a recuperação de Derek.  Tiramos uma grande lição dessas duas histórias. As vezes não conseguimos dar o nosso melhor, mesmo sendo capazes se não formos pressionados e o mesmo acontecerá com Derek. Tenho certeza de que em breve o veremos de volta as salas de cirurgia.

Uma grande volta no episódio foi o retorno de Cristina ao Seattle Grace Mercy West. Yang voltou com tudo e mostrando que ela é sem dúvidas uma grande cirurgia e com aquela arrogância necessária de um cardio. Gostei muito do fato dela não ficar no dramalhão envolvendo seu casamento, apesar do assunto ainda ser delicado pra ela, as coisas conseguem fluir bem sem aqueles momentos chatos de depressão e desconforto.

O assunto ‘queda do avião’ também continua em pauta. O piloto Jerry foi lembrado depois de tanto tempo. Parece mesmo que Shonda havia esquecido do personagem, por que se repararmos no episódio em que mostra todos os envolvidos sendo resgatados, a cena em que eles estão dentro do avião não tem sequer sinal do piloto. Mas isso é apenas um detalhe que a gente deixa passar. O importante mesmo é que eles estão procurando um culpado e essa culpa pode acabar em cima de Owen, que tecnicamente foi o responsável por eles terem entrado no bendito avião.

De novo, o que não está me agradando mesmo é a história chata de April e Avery. Tudo ali não poderia ser menos esquecível. E quando April começa a falar é tão irritante que dá vontade de sair e deixá-la falando sozinha, assim como Avery fez. A trama é tão ruim que eu consegui me importar mais com o caso da nova interna tomando vomitadas na cara toda hora. Aliás, consegui também gostar bem mais da maioria dos internos nesse episódio. No caso de Wilson, acredito que ela precise apenas de uma história pessoal que faça a gente se conectar um pouco mais com ela. Insistir na tensão sexual com Karev não vai funcionar, pelo menos não pra mim.

Ele agora começa a me agradar com essa de comprar a casa de Meredith e ainda ter Cristina como inquilina. Os dois juntos podem acabar rendendo bons momentos cômicos, que na minha opinião talvez seja a única coisa que sobrou pro personagem dentro da série. E isso pode acabar dando certo, já que funcionou pra Richard, Mark e até pra Lexie (LUTO). Todos ficaram sem um bom drama e a única coisa que os mantinham interessantes em certos momentos eram as piadinhas.
Share on Google Plus

About Wellington Laurindo

Não vive sem música e tem em sua mente uma trilha para cada momento/ período de sua vida. Na vida de seriemaníaco há uns cinco ou seis anos, mas com um background de seriados clássicos desde sua infância. Está deixando a vida ditar por si própria os caminhos que deve seguir e esperando que isso venha dar certo. (@Wellington_Ign)
    Blogger Comment
    Facebook Comment