NCIS: Los Angeles 4x05 - Out of the Past (Part I)

Ai, que inveja desse poodle.
Legal, meu parceiro é o Dr. Doolittle.

Num episódio focado em uma das missões passadas do Sam, aprendemos que a relação CIA x KGB era meio caótica nos anos 70/80 (coisa que em quase toda série de espionagem fala, aka Alias). Um, vamos dizer, ajudante da CIA com quem o Sam teve uma missão há 8 anos, liga no meio da noite com uma mensagem no repeat sinalizando que tinha alguma coisa errada e pra encontrá-lo. Ao chegar no local, Sam o acha enforcado no meio de uma zona cheia de papéis (aparentemente esse cara não acreditava em computadores) e com um poodle gigante meio deslocado.

Deixando o Deeks encarregado de interrogar a única testemunha, Chaucher (o poodle), Sam e Callen tentam descobrir o que diabos aconteceu e se o cara se matou ou foi um homicídio. Na casa do barco, mais conhecido como "a sala de interrogatórios", vemos um Deeks se recusando a conversar com um poodle e uma Kensi impressionada com o que estava acontecendo em sua frente. Resolvendo dar uma de Dr. Doolittle, Deeks cria coragem e vai bater um papo com Chaucher, só pra ver que por ser um poodle e ter um afro maior do que o do Snoop Dogg, ele não vai com a cara de estranhos não. Essa cena foi uma das melhores da quarta temporada entre Kensi e Deeks e o seu "vamos flertar um com o outro e deixar vocês, otários que nos assistem, com vontade de verem a gente se pegar".

Quando descobrem que o cachorro só estava ali porque o suicida queria se aproximar de um cara que usava seu poodle (invasão poodliana), Uma (Sério, quem coloca o nome do cachorro de Uma?!), em competições pra cachorros (sim, aquelas sem noção e que não servem pra nada mas dão uma grana dos infernos), lá vai o Deeks de novo lidar com o cachorro e a Kensi posar de dona do cachorro pra se aproximar do tal cara. Enquanto isso, Sam e Callen e a legista acham um papel com um código escondido dentro do suicida, por dentro, eu quis dizer no estômago - sim, ele engoliu - e cabe a eles decifrarem o enigma.

Quando parte do enigma é descoberto, outra parte aparece, os códigos são nomes de agentes adormecidos da antiga KGB nos USA. Apenas esperando por ordens, daí o cara do torneio, porque o pai dele era um Agente da KGB e o suicida descobriu isso. Aí tu me pergunta, quais eram as ordens do agente adormecido? Simples, tomar conta de uma bomba nuclear que faria mais estrago do que a bomba de Hiroshima fez (se tu prestou atenção nas aulas de história no colégio, sabe que não foi coisa pouca) e quando recebesse a ordem, ativar a bomba. Sendo que ele não era o único agente, existem ao menos mais 8 agentes adormecidos espalhados pelo país em grandes capitais. Pra melhorar a situação, tem um vendedor de armas atrás desses agentes pra poder pegar as bombas e vendê-las no mercado negro. Muita informação, não?


Bem, como é um episódio em duas partes, vamos ter que esperar até semana que vem pra ver o que eles vão fazer com essa informação e como essa loucura toda vai se resolver. Mas parte dos enigmas foram respondidos nesse episódio, como por exemplo: o nome de todos os agentes adormecidos da KGB, aonde eles moram e que por algum motivo, a Nell queria esclarecer para o Eric que ela estava com cara de sono e toda arrumada quando foi acordada no meio da noite porque saiu pra beber... com a Hetty, e não em um encontro como ela deu a entender no começo do episódio. Juro, esses dois ficam mais fofos a cada dia. Já tá uma competição acirrada entre eles e Densi.

No geral, foi um episódio bom mas com tanta informação em 42 minutos que você chega a se perder um pouco na trama, mas que felizmente eles conseguiram explicar muita coisa pra chegar no final e ficar com um cliffhanger bem simples pro próximo episódio desenvolver a segunda parte da história, que é a caça a bomba, aos agentes adormecidos da KGB e do traficante de armas.
Share on Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment