NCIS: Los Angeles 4x06 - Rude Awakenings (Part II)


E não é que a mulher do Sam realmente existe e apareceu? Esse episódio me lembrou porque NCIS: Los Angeles é uma das melhores séries que existem por aí. Continuando onde parou na semana passada, perseguindo um traficante de armas russo que conseguiu achar 3 bombas nucleares em solo americano. Detalhe que as bombas são da época da União Soviética e mesmo assim, ainda são capazes de fazer boom! Ou seja, ops!

Como o caso não chegou em lugar nenhum, porque o vilão tem imunidade diplomática, e o cara depois foi embora mesmo com a CIA e o NCIS sabendo que ele tinha as bombas, esse episódio girou basicamente em torno de um casal (não, não Deeks e Kensi): Quinn e Sam. Pra quem assiste desde a primeira temporada, já sabia que o Sam era casado e tem filhos. Uma vez o Callen e o Sam estavam conversando e Sam admitiu que quando a filha foi pra escola pela primeira vez, ele seguiu o ônibus por um mês pra ter certeza que ela estava em segurança e algumas vezes vimos a sombra da mulher dele na cama quando ele chegava em casa e chegamos a ver ele colocando a aliança quando chegou em casa. O mistério acabou e descobrimos tudo, praticamente um dossiê.

Durante a operação desse caso, com Turner (o ex-companheiro do Sam que morreu na parte I e pediu ajuda), um irritante da CIA que quase foi afogado pelo Sam no final do episódio e Quinn (também CIA) há anos atrás, eles se conheceram e se apaixonaram (coisa que, segundo o Callen, não era pra acontecer). Pelo que deu pra entender, Quinn estava "aposentada" mas voltou pra ajudar nesse caso, já que há anos atrás a CIA tentou infiltrar 3 agentes (um morreu antes de chegar no portão, outro foi esfolado vivo e acabou morrendo) e apenas um sobreviveu: Quinn. E pelo que vimos, ela é a pessoa que o traficante de armas usa quando quer matar alguém. Eu fiquei completamente surpresa em ver que depois de dar uns super pegas com o marido, ela dá uns pegas no cara na frente do marido. É muita frieza.

Como eu disse, o cara acabou indo embora sem nem tomar um esporro. Simplesmente foi embora. Resultado? Já sabemos quem vai ser o vilão pra ser usado na season finale, não? Pois é, e podemos esperar também o retorno da mulher do Sam (isso se não for ex-mulher até lá).


Basicamente um resumo: pra mim o que importou não foi um lunático querendo explodir sabe-se lá o que e quando, mas como foi tratado esse assunto de casamento e agentes. E eu digo, eu achei muito bem feita a história, o envolvimento e as consequências. Você vê que o Sam é completamente apaixonado pela mulher, mas também é apaixonado pelo trabalho. Só que é bem claro que a esposa dele ama mais o trabalho do que ele. Será que eles ainda vão estar casados quando a season finale chegar e o cara voltar pra vender as bombas? Uma coisa que eu fiquei na dúvida: será que a Quinn é uma agente dupla? A única reclamação que eu tenho desse episódio é que teve tão pouco da Kensi e do Deeks que a gente sente até falta.
Share on Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment