The Walking Dead 3x04 - Killer Within



The Walking Dead é uma série que nos faz sentir diversas coisas enquanto a assistimos. Seja raiva, tédio, nervoso ou felicidade, não podemos negar que ela mexe intensamente com quem assiste, nos surpreendendo a cada episódio e nos fazendo vibrar a cada conquista de nosso grupo favorito. Mas esse episódio trouxe algo diferente: tristeza. Por diversos motivos, um em especial que me fez chorar, terminei de assistir me sentindo triste, algo que eu nunca imaginei, ainda mais devido aos acontecimentos desse episódio.

Perdemos dois personagens nesta segunda feira. Primeiro, T-Dog, que se firma como o mais inútil de todos os tempos e todas as séries, tendo meia dúzia de frases durante as três temporadas e, como único mérito, se sacrificar para salvar Carol dos zumbis. Não posso dizer que vou sentir muita falta dele, muitas vezes até esquecia de sua existência. Mas a outra morte me fez chorar que nem um bebê. A cena final de Lori, dizendo "coisas de mãe" para Carl antes de morrer e aquele "Goodnight, love..." foram emocionantes, e tenho certeza que fizeram qualquer marmanjo chorar que nem eu. Carl se prontificando a encerrar a vida da mãe para sempre só colocou a cereja no bolo das cenas tristes. Não gosto de Lori, nunca gostei, mas a cena que vai sempre ficar na minha cabeça é a de uma mãe preocupada com seu filho, que só quer o bem dele, e que se sacrificou para colocar o segundo filho no mundo. Ela sim fará falta, e sinto que o Rick vai mudar muito e ficar ainda mais severo depois disso.

Mas vamos ao resto do episódio. Gostei de ver os presos conquistando a confiança de Rick. Graças à suposta crueldade de Rick em prender uma pessoa num lugar cheio de zumbis, ele não teve certeza da morte dele. Andrew volta e graças a ele, tivemos as mortes citadas acima. Pelo menos Oscar fez o certo e salvou Rick dessa enrascada, mandando o presidiário pra onde ele mereceu. Outra parte interessante foram as cenas de Michonne, Andrea e o Governador Phillip. A espadachim começou a perceber qual é a do governante de Westboro. Graças a certas pistas encontradas no caminhão, a face maligna dele vai sendo revelada. Enquanto isso, Andrea está necessitada dando em cima de todos os homens da cidade, incluindo Merle Dixon e principalmente Phillip, o que pode indicar um relacionamento amoroso entre eles e um plot diferente do esperado para a loira. Isso só os próximos episódios dirão.

Estou dividido quanto ao episódio e ainda não sei o que achei dele. Teve ótimas cenas de ação e tensão e as conversas vão influenciar muito no futuro da série. Mas minha tristeza me impede de considerar esse o melhor episódio da temporada. É muito bom, mas ainda não chega ao nível dos do primeiro, mesmo sendo superior aos dois anteriores. Espero que a série continue assim, me fazendo torcer e sofrer com os personagens. Agora, deixo questões pra semana que vem: Como o bebê vai sobreviver? Será que Michonne conseguirá escapar das garras do Governador? Será que Merle vai encontrar o grupo? Será que Carol conseguiu sobreviver? Essas e outras respostas, somente no próximo episódio de The Walking Dead!
Share on Google Plus

About Bruno

Apaixonado por séries e por tudo que é novo e diferente, infelizmente não tem mais tempo para ser um seriemaníaco, desde que vendeu a alma para a faculdade. Faz faculdade de Biologia, e tenta ao máximo conciliar o curso com suas séries e, principalmente, seus realities. Começou com Harper's Island por recomendação de um amigo, e desde então não parou. Tenta manter pelo menos uma série/reality por temporada, mas nem sempre é possível, já que seu interesse por ficção e séries diferentes nem sempre é preenchido. Além disso, gosta de ir ao cinema pelo menos uma vez por semana, e assiste alguns animes quando consegue acompanhar. (@bkaozzz)
    Blogger Comment
    Facebook Comment