Criminal Minds 8x12 - Zugzwang

Porque, Criminal Minds? Porque? #supertriste :/

Esse episódio foi tão... tão... sei lá, não tenho nem palavras para descrever e muito menos para começar essa review. Vamos lá...

Como sabemos, Reid estava de namorico com uma geneticista misteriosa (Beth Riesgraf - Parker, da extinta Leverage) pelo telefone. Era basicamente um namoro virtual de nerd, se você trocar o facebook e o skype pelas cartas e telefonemas em orelhão - sim, nem era pelo celular. Então, quando o Reid foi ligar para ela dessa vez, deu de cara com uma ligação a cobrar dando um ultimato para ele: continua o jogo ou desiste. Se tu for um gênio como ele, vai entender isso como 'ela foi sequestrada e tenho que encontra-la'; como eu não sou, apenas acreditei no que ele explicou pro Hotch. Como ainda não existia nenhuma prova de ter um caso, todos resolveram ajudar o Reid e procurar por ela fora do trabalho (tradução: não vou pagar ninguém pois o orçamento é limitado).

Para o desespero do Reid, os pais da Maeve soltam a bomba de que ela é noiva e que o noivo, Bobby era um 'bastardo controlador'. E o segundo desespero do Reid chega momentos depois quando ele vê que o tal noivo é o cara que estava no restaurante quando eles iam se conhecer e ele suspeitou, cancelando o encontro. E a surpresa para os pobres telespectadores: a nova namorada do ex-noivo é a Michelle Trachtenberg, mais conhecida como Georgina Sparks (Gossip Girl) e já vendo ela ali, a suspeita caiu toda nela pra mim, até porque a menina é uma excelente atriz e não iam dar um papel a ela como a namorada desvalorizada. E não errei. Diane teve a tese rejeitada pela Maeve para tirar o PhD e desde então anda perseguindo a coitada: primeiro, tira o noivo; depois a liberdade e agora quer tirar o Reid.

Sobrou para o Bobby, que acabou sendo sequestrado também, ter o fim do namoro jogado na cara pela psicopata, que fez questão de deixar bem claro que a Maeve nunca o amou do jeito que ela ama o Reid só pra depois dar um tiro na cabeça dele. A cena em que tudo isso acontece é bem emocionante e bastante sombria. Não sei se foi pelas atuações excelentes da Michelle e da Beth ou pelo roteiro, provavelmente um pouco dos dois, mas naquele momento eu senti medo e muita mas muita pena do Reid, até porque o destino da Maeve ficou bem claro com a morte do ex-noivo: ela só saíria de lá num saco. Com a charada já desvendada, Reid faz uma oferta que a psico bitch não tem como recusar: trocar ele pela namoradinha. Como previsto, Georgina aceita e pela primeira vez depois de 100,5 dias, Reid conhece a Maeve. E te digo, é uma cena de dar um aperto imenso no coração, até por que é a típica cena de filme, onde eles se olham e rola aquele amor a primeira vista. Só que Spence nada burro, joga o jogo: diz que não quer nada com a Maeve e que quer ficar com a louca da Diane e que ainda por cima amou a tese louca dela (ela cisma que quando a pessoa perde a vontade de lutar pela vida, as células começam a se matar, forçando a pessoa a cometer suicídio - ou algo desse gênero). Não é que a psico acredita e decide torturar a coitada mais uma vez dando um beijo no Reid na frente dela? Pra que né, já que beijo não mente.

Com isso, tivemos a cena mais triste das oito temporadas da série: encurralada, a psico pega a namorada do Reid e a usa como escudo. Vendo que ficou sem saída, ela simplesmente tira da Maeve a única coisa que ela pode, o Spencer e numa sequência mais triste do que um romance Shakesperiano, Diane se mata e mata Maeve com apenas um tiro. E nessa hora, eu simplesmente fiquei chocada. O final foi a coisa mais triste que eu já vi e a cara do Spence quando isso aconteceu foi de partir o coração. Ainda ressalto que, para uma cena com um peso desse, é muito importante que os atores sejam muito bons no que fazem, por que foi tudo simplesmente perfeito: a briga do Reid com a Diane; a Maeve percebendo que ia morrer e se despedindo do Reid com o poema que os dois compartilharam em episódios passados; o resto do elenco chegando na cena e presenciando o suicídio/homicídio e a reação deles e a do Reid. Eu geralmente acho o Matthew Gray Gubler (Reid) um bom ator, mas dessa vez ele surpreendeu a todos e carregou o episódio todo nas costas. As atrizes convidadas também colaboraram demais com isso, Beth e Michelle mostrando mais uma vez que na maioria das vezes o que faz o seriado é a excelente atuação dos guest. E não posso deixar falar da AJ Cook (JJ), que quando viu as duas no chão simplesmente retratou a cara de todos nós que assistimos a cena.

Em alguns spoilers que li essa semana ficou claro que essa morte vai afetar o Reid durante o restante da temporada mas que o próximo episódio vai ser o pior para ele. Se na última vez que aconteceu algo com o Spence, o sequestro, ele ficou viciado em analgésicos, não quero nem tentar adivinhar o que vai acontecer dessa vez. É isso, Criminal Minds destruindo qualquer chance que o Reid tenha de se dar bem na vida pessoal.

#triste
Share on Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment