Once Upon a Time 2x12 - In the Name of the Brother

Nem beijo do amor verdadeiro pode reverter.

O episódio dessa semana, se resume em: perguntas respondidas, plot arrastado e mais perguntas levantadas. Não que o episódio, não tenha me agradado, mas, sabendo o porte que a série contém, esperava mais. Embora, as informações sejam de grande importância, arrisco dizer, que "In the Name of the Brother" foi um tanto sonífero. 

O melhor do episódio, foi não terem enrolado com nossas duvidas. Já que, logo no inicio vimos que o motorista não passava de um mero desconhecido. Desse jeito, percebemos que qualquer forasteiro pode entrar em Storybrooke. Alias, foi um dos pontos que mais me manteve atenta. Pois, com todo o acontecido, não seria para menos, que os personagens estivessem receosos. E é até compreensível, toda a  inadagação sobre arriscar a vida de uma pessoa, para a proteção dos próprios moradores. Afinal, a segurança contra turistas indesejáveis, acabou-se junto com a maldição.

Preciso confessar  que meu coração quebrou-se em pedaços, simultaneamente com a xícara que Belle jogou na parede. Alias, ainda estou petrificada com toda a sua reação, e até entendo, em partes. Porém, achei muito demasiada. Percebam, que bastava Rumple se aproximar, para Belle se enojar. E nem beijo do amor verdadeiro, foi a solução. O mais interessante, é que com sua amada sem memória, teremos Rumple e Emma para suprir. E algo me diz, que desfrutaremos de bons episódios com esta parceria, e sua jornada atras de Bae. Inclusive, por ser uma das maiores fontes de hipóteses mirabolantes da série. 

Minha maior decepção com o episódio, foi justamente com o que mais criei expectativa. Ou seja, o reencontro de Regina e Cora. Talvez, tenha sido equívoco meu, mas estava esperando um super confronto de poderes ou pelo menos qualquer outra coisa. Esperava qualquer cena, no minimo chocante, menos Regina cedendo facilmente a face dissimulada de sua mãe. O que me conforta, é ter esperança, que toda essa união-mesmo que no momento, não seja o caso- possa render umas boas sacudidas em Storybrooke.

Além de tudo isso, fomos levados ao reino de Dr. Frankenstein. E assim, nos esclarecendo que o motivo de sua insegurança, era devido a uma tentiva frustrada em salvar o irmão. O que para mim, foi a parte maçante, e precisei pausar algumas vezes para poder continuar assistindo. Salvo o fato, que com isso, Henry percebeu que os segredos vão além de seu livro. Pois, por mais que já tínhamos consciência, vale lembrar que se tratando de OUaT, tudo pode acontecer.

- Utilizar a música de Star Wars para quebrar a tensão, merece apenas uma palavra: Genial!
- Não era o casal que estava shippando, mas rolou um clima entre Ruby e Dr. Whale.
- Ainda abismada com o selinho entre Cora e Rumple.
Share on Google Plus

About Caroline Lustoza Boos

Cinéfila assumida. Apesar de colecionar séries, One Tree Hill ocupa maior parte do seu coração. Apaixonada por todos os filme de Alfred Hitchcock. Consumista por séries, filmes,livros, bonecos e afins. Sonha em rodar o mundo. É mãe de 3 gatos, porém, se pudesse teria muito mais. É reservada, mas quando faz uma amizade de verdade, leva para a vida inteira. (instagram/snapchat: @cahlboos)
    Blogger Comment
    Facebook Comment