Castle 5x12/13 - Death Gone Crazy/Recoil



Há hiatus que vem para o bem...


Digo isso já justificando o fato da review ser dupla. Tempos que não tínhamos um episódio tão meia-boca como esse 5x12. É bem verdade que pouco antes do Natal a série já tinha entrado naquele período de episódios mais aleatórios mas ainda assim, sempre tinha alguma cena Caskett, alguma coisa engraçada envolvendo Ryan e Esposito que acabavam iluminando a história.

Nesse Death Gone Crazy além da história ter sido fraca e o assassino óbvio até demais, foi tudo meio arrastado. Alguém lembrava com detalhes do envolvimento do Beau no episódio das cabeças congeladas? Porque eu não (#shameOnMe). Até o lance do Espo com a segurança linha dura tinha começado engraçadinho e logo caiu na chatice. E vejam só, até a história entre Castle e Alexis foi preguiçosa. Onde que a Alexis que a gente conhece ia ficar dando detalhes tão pessoais assim em um vlog na internet? Super entendo a posição dela de ter um lugar pra falar o que pensa e tal mas a personagem sempre foi prudente e não ia dar detalhes como locais que frequenta e coisas do tipo. Ainda assim é sempre tão fofo ver os dois juntos e a cumplicidade que eles tem, que só me resta amar.

Por isso que digo que o hiatus fez bem, o 5x13 - Recoil trouxe a "mitologia" central da série de volta e cenas excelentes da Beckett sendo a Beckett e reviravoltas que nos fazem enfim nos importar com o caso da semana. Falando nele, quem mais lembrou de Bones com todo esse lance de cadáver queimado e o assassino ter feito de tudo para a vítima não ser identificada? Coitado, teve todo um trabalho pra arrancar todos os dentes pra vítima me aparecer com um implante rastreável na mandíbula.


E logo quando todos pensavam que tinham ganhado uma nova chance de tentar incriminar o senador Bracken e fazer ele pagar não só por esse mas por todos os outros crimes que já cometeu, eis a surpresa, ele não era o culpado e sim a vítima. Bem válido todo o questionamento que pairou pela mente da Beckett, é complicado demais manter a sanidade e o sentido do que é certo quando o cara que matou sua mãe e tentou te matar está sofrendo ameaças, sendo que tudo que você mais quer é ver ele longe e pagando por tudo que vez. Espo também tava do lado de fazer "vista grossa" e deixar o senador receber o destino que merecia, ainda bem que temos Castle e Ryan pra manter esses dois na sanidade e provar que agindo desse modo só iriam se comparar ao bandido.

Estava tudo muito conveniente demais para o culpado ser o esquizofrênico lá, não foi só a Kate que achou isso, mas nessa eu estou com o Castle, se fosse eu talvez não arriscaria minha carreira e depois até a vida pra salvar o senador. O bom é que essa "trégua" entre eles vai servir pro senador baixar a guarda em relação a ela, já que lhe deve a própria vida, ao mesmo tempo que a Beckett já anunciou que não vai desistir nunca e uma hora uma brecha vai existir. 


Quote do episódio : "In my dreams, I'm the one that gets to pull the trigger." - Kate Beckett


P.S - Impressão minha ou tão "embarangando" a Beckett? As roupas dela nos últimos episódios estão extremamente comportadas e numa vibe meio velha demais. Não curti, voltem com as camisas xadrez. Obrigado!

P.S¹ - Gates acreditou mesmo no Castle que o papo da Beckett no interrogatório era só enganação ou será que ela enfim percebeu que tem algo de errado e vai começar a investigar?

Share on Google Plus

About Rebeca Barros

Sarah, we make a family, yes? (@bkbarros)
    Blogger Comment
    Facebook Comment