Chicago Fire 1x13 - Warm and Dead

Um episódio cheio de acontecimentos e mesmo assim, nada muito chocante. Pelo menos por enquanto, porque tá com jeito de que a coisa vai ficar séria...


Depois de alguns episódios (ou seria um?) sem tocar no assunto, Ernie o incendiário de lixeiras está de volta e a coisa não acaba bem. Chefe Wallace Boden, com seu coração maior que coração de mãe, começa a receber ligações do menino dizendo que está encrencado e que se o "Tio" descobrir que ele anda ligando, mata ele. Boden, fica preocupado e começa a procurar o guri mas sem ideia de onde ele está, já que os dois estão sempre se movimentando - e enquanto isso, colocando fogo em lixeiras. Depois de duas ligações perdidas, um chamado de incêndio num apartamento foi feito e não é que era na casa do coitado do Ernie? O Chefe vai que nem um louco desesperado de encontro às chamas procurar pelo menino e infelizmente, a gente viu o pior acontecer. Pelo que eu entendi, o titio querido descobriu que Ernie estava ligando para o Boden e quis se livrar do problema da forma mais macabra possível: colocando fogo no apartamento e prendendo o sobrinho no quarto. Infelizmente, os bombeiros chegaram tarde e Ernie não conseguiu sobreviver. E aí a gente viu um Chefe, que geralmente é sempre sereno, bem puto da vida. Já que ele sabia aonde o cara se escondia, ele foi atrás e deu de cara com o homem, o que resultou nele fugindo e o Chefe dos bombeiros o perseguindo freneticamente - com direito a sirenes e tudo o mais - pelas ruas de Chicago. Claro, ele foi capturado e agredido pelo Boden e claro, o Boden entrou em sérios problemas com o Departamento de Bombeiros e tirou uma licença até tudo ser esclarecido. Pra mim, a melhor parte do episódio todo foi o final, quando ele, super emotivo apareceu na casa da ex-mulher FDP que não o deixava ver o filho (que por sinal, é o enteado), implorando para o ver. E deu pra perceber, pela recepção emotiva do guri, que ele sempre quis ver o pai. Então, boo hoo ex-sra. Boden, deixa o homem ver o filho, credo!

Graças ao santo dos atores super gatos, Severide resolveu parar de ser idiota e não vai mais com a Renee pra canto nenhum. Durante a festa de despedida, organizada pelos companheiros de batalhão, a ficha dele caiu e ele foi pedir conselho ao pai, que pelo que falam era um excelente bombeiro e não muito próximo dele. Nessa hora, todos os fãs de Everwood (é o noooovo) ficaram felizes, eu sei que eu fiquei. Nosso querido Treat Williams aparece pra colocar um pouco de noção e juízo na cabeça dele e falar o que todo mundo já sabia (principalmente a população feminina): o que acontece então quando eles se cansarem um do outro? E porque tanto medo em arriscar na cirurgia? Com isso, bye bye Renee e hello, cirurgia experimental que pode o deixar parcialmente paralisado. Ou seja, pra alívio da Shay e nosso, Kelly continua. Apesar de que, sinceramente, eu nunca achei que ele ia seguir em frente com essa ida à Madri.

Falando em Shay, dá pra ser mais besta? A gente sabe bem da história da ex-namorada que deu um pé na bunda dela, casou com outro homem, reapareceu grávida e ficou assombrando por um tempo, né? Pois é, a namorada indecisa voltou e terminou com o marido e a Shay - besta, tadinha - fala pra ex ir morar com ela. Super normal, certo? Eu achei isso surreal mas fazer o que. E detalhe, não é voltar como amiguinha de quarto não, pelo beijo que rolou entre as duas, voltar de onde pararam. Esse povo é muito bonzinho, só sei que eu não consigo colocar na minha cabeça que isso é uma atitude normal. Fazer o que!!

Ainda em clima de pegação, Peter Mills tá comendo pelos cantos. Ok, isso pega mal mas é isso mesmo que ele anda fazendo. O romance/pegação sei lá o que dele com a Dawson continua e ela, indecisa, não sabe se quer o Mills ou o Casey. Esse triângulo tá com cara de que vai explodir no colo da Gabriela, e espero que exploda logo, porque um drama é sempre bom. E ainda mais agora que o Casey tá com uma batata quente nas mãos: a mãe, que conseguiu a condicional, vai ter que ficar na casa dele. Xi! Casey se deu mal com essa!

E será que o Brian vai realmente se transferir para o outro batalhão? Mas acho que a pergunta que não quer calar é: Herrman, tu nunca ouviu falar em métodos contraceptivos?
Share on Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment