Chicago Fire 1x14 - A Little Taste

Nasceu o bebê Shay-Severide-Clarice indecisa...




Antes, vamos responder as perguntas do último episódio (13°). Brian, ou Otis, depois da psicologia reversa super inteligente do Kelly (dizer que todos apostaram pra ver quanto tempo ele durava), não vai mais se transferir para Morning sei lá de onde. E Herrman, com suas excelentes ideias de empreendimento, meteu ele, o Ortis e a Gaby numa enrascada sem tamanho, os convencendo a comprar um bar - o qual eles atenderam uma chamada de incêndio - pra depois de terem assinado o contrato, descobrirem que o dono mantinha um negócio nada legal com um empreendedor. Encrenca a vista!

A melhor notícia foi o Kelly voltar pro batalhão - claro que a cirurgia daquele homem não ia dar errado, tu em alguma série viu um cara gato desse se dar mal? - e deu de cara com o irmão da ex-noiva (que o substituiu no caminhão de resgate) que ele largou dois dias antes do casamento sem motivo aparente nenhum. Claro que a coisa ficou bem tensa, ainda mais quando o coitado do Severide foi chamado de covarde e durante uma discussão calorosa, em que todo o batalhão ouviu a história de que o Kelly deu um pé na bunda da Renee original dois dias antes do casamento e sumiu e ela, super deprimida com isso, encheu a cara, pegou o carro e bateu num poste, ficando três meses em coma. A Shay, sempre salvando o Severide, fica de saco cheio e fala que a culpa foi da Renee, que ficou com um ex antes do casamento. Ou seja, ela foi idiota por beber e dirigir e também por trair o Kelly, porque sério? Quem, em plena consciência, trai uma pessoa daquela? Com a história esclarecida, o ex cunhado admite que a irmã se perdeu totalmente depois disso (culpa, claro) e ninguém sabe como ela está. Severide até tentou entrar em contato com ela, mas o telefone mudou. Será que vamos conhecer a pessoa que foi capaz de trair o Kelly?

O irmão detetive da Dawson reapareceu com um caso que está afetando Chicago: heroína intoxicada (mais ainda do que já é). Uns traficantes - piores do que os traficantes normais, parece - estão usando essa heroína nas garotas de programa como punição, só que ela é altamente mortal e os bombeiros e paramédicos estão atendendo cada vez mais chamados por causa disso. Conhecendo a irmã que tem, ele manda a Gaby ficar de fora dessa valeu que ela vai! E como a Dawson atrai os dramas de Chicago inteirinha, Antonio acaba sendo baleado na frente dela (claro que foram os traficantes, já que ele disse estar chegando perto dos culpados). Eu tô desconfiando que os responsáveis por essa droga vão acabar ligados ao "sócio" do bar da Gaby, Ortis e do Herrman, já que aquilo tem encrenca estampada bem na cara. Temos que esperar o próximo episódio pra saber se ele sobrevive ou não mas não acho que a coisa vai ser fácil, caso ele não morra.

O bebê da namorada da Shay nasceu e apesar da felicidade, as duas foram intimadas pela justiça, já que o pai do bebê quer a custódia integral do menino. Se a Clarice estava achando que o cara ia aceitar tranquilamente ser trocado por uma mulher e a ex-mulher criar o filho com a nova namorada, ela estava ligeiramente chapada, né? Até porque, o ego só aceita até um certo ponto. E o Casey passou o episódio quase todo se arrependendo de ter deixado a mãe se mudar com ele, até porque a louca tá achando que está de férias num SPA, só pode. E essas saídas misteriosas dela vão dar um trabalho pro coitado. Certeza que até o final da temporada ou ele a expulsa de casa ou ela volta pra prisão.

E preciso dizer isso: Porra, Gaby. Mandar mensagem errada dizendo que aceita conhecer a mãe do 'namorado' até que acontece mas mandar errado pro Casey é putaria! O melhor foi ele com ciúmes e morrendo de curiosidade pra saber quem é, só que ela não fala.
Share on Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment