Chicago Fire 1x15 - Nazdarovya


E a Gabby só se mete em roubada. Impressionante!


Depois do irmão Dawson tomar um monte de tiros, a Gabby fez exatamente o que o irmão mandou ela não fazer: procurou ajuda com o Detetive Voight - o que minou toda e qualquer possibilidade que ela tinha de dar uns pegas no Casey. Como todo acontecimento tem boas e más notícias, esse também vai ter. A boa notícia: Voight conseguiu uma testemunha para ajudar no caso do irmão Dawson e mandar a gangue responsável pela heroína envenenada em cana e ainda identificou o cara que atirou no Detetive Dawson - isso tudo não foi aconteceu fácil: a coitada, pra conseguir a testemunha, foi jogada no chão e teve uma arma apontada para a cabeça dela. E a má notícia: ela deve uma ao Voight e o Casey quando descobriu, ficou tão puto que parece que a amizade deles vai sofrer um pouco. O que acaba sendo uma boa notícia pro Peter Mills, que não vai precisar se preocupar em perder a Dawson indecisa.

Falando no Casey, o grande mistério foi revelado. Mama ex-prisioneira confessou, depois do Matthew a expulsar de casa quando ela se recusou a falar porque matou o pai dele, que ela atirou no homem pra proteger o Casey. Segundo ela, o pai a atacava constantemente, acabando com a autoestima dela e quando eles se divorciaram, ele começou a fazer o mesmo com o Casey, que estava começando a ser afetado por isso. Só que é tenso, né. Ela confessa o porque fez e deixa o menino se sentindo super culpado. Não confio nessa mulher de jeito nenhum, não sei porque. Pra mim, ela vai aprontar alguma e vai ser coisa muito ruim.

Em nem tanto destaque assim, o gato do Severide foi atrás da Renee original e descobriu que ela tá muito bem, trabalhando como stripper. Acho que é a reação normal, até porque qualquer mulher normal que traia um homem como o Kelly, merece um destino bem cruel assim. E pra piorar, ela ainda teve uma overdose de algum medicamento que não sabemos ainda. Karma's a bitch, bitch! Uma outra coisa que eu nem fico muito querendo falar: essa putaria entre a Shay e a Clarice. Tô vendo que a Shay vai fazer uma besteira já já, graças a essa guria indecisa que acha que o ex-marido vai aceitar dividir a guarda depois do que ela fez com ele. Shay bem que podia ter dado ouvidos a Gabby quando ela disse pra se afastar enquanto podia...

Em um episódio sem muito destaques, o que chamou atenção, pela primeira vez sem ser pelas besteiras e negócios estúpidos, foi o Herrman. Depois dele, a Dawson e o Ortiz/Brian comprarem o bar, eles deram de cara com o sócio silencioso que não deu dinheiro nenhum mas quis 25% dos lucros mesmo assim. Depois de encontrarem um inspetor que era subornado pelo antigo dono, eles se deram mal e foram quase que reprovados na inspeção... Isso até o sócio silencioso meter a porrada nos joelhos do homem e fazer com que ele assine a autorização. Achei sensacional a reação do Herrman com isso: foi ao encontro do cara no meio da noite, pegou um pé de cabra e deu a autorização pro homem meter a porrada nele também e ainda teve a coragem de oferecer 1% na participação dos lucros e só! Eu admito, não sabia que ele era tão corajoso assim e achei maravilhoso o discurso dele de estar tentando seguir em frente - depois de tantos negócios fracassados - e não ia deixar um valentão acabar com essa chance. O pior? O cara aceitou o 1% mensalmente!!! Herrman ganhou meu respeito e espero que esse bar dê certo. Tá na hora dele se dar bem na vida, né gente?

Share on Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment