Grey's Anatomy 9x13 - Bad Blood

Medicina x Religião.

Grey’s Anatomy também é conhecida por tratar de vários assuntos polêmicos e religião está incluso no meio disso. Nessa semana o caso de Yang conseguiu ser bem interessante e ilustrar de forma clara o nome do episódio. Ser Testemunha de Jeová e por isso não ser possível receber doação de sangue é um assunto bem delicado. A religião trata o sangue de outra pessoa como um sangue ruim, um “Bad Blood”.

Cristina brilhou no papel de atendente e deu lições a nova interna Murphy que queria dar uma de Izzie e desobedecer as normas. Muitos criticam e com razão o fato de Cristina sempre fazer o que quer dentro do hospital e nunca sofrer as consequências, mas dessa vez foi tudo bem diferente. Ela foi a voz da razão e mesmo vendo seu paciente prestes a sucumbir fez a coisa certa, afinal não precisamos de outro processo por desrespeito às leis hospitalares e religiosas.

Cristina também teve que lidar com “Bob”, uma espécie de Big Brother do hospital. E essa é umas das mudanças aderidas para diminuir erros nas salas de cirurgias. Aliás, Drª Cahill está tão determinada em salvar o hospital da falência que a ultima jogada será vendê-lo. Não adiantou Derek e April fazerem um plano de corte de orçamento com o objetivo de salvar a emergência já que o local é considerado apenas o carpete que precisa ser retirado na hora da reforma, assim como uma casa.

Outra medida tomada foi padronizar certos tipos de procedimentos cirúrgicos como, por exemplo, o de hérnias. Meredith, Bailey e Richard foram os que se aventuraram nesse treinamento. Bailey trouxe o seu humor tentando puxar o saco dos médicos contratados para ajudar o hospital, pensando que assim ela não será demitida, já que o grupo é conhecido por fazer cortes significativos de funcionários. Pensando nisso fico com a ideia de que os novos internos, com exceção de Wilson que terá uma história com Karev, serão dispensados em certo ponto da história, isso se os roteiristas forem corajosos de deixarem medidas drásticas serem tomadas, medidas que mudem completamente dinâmica dos personagens.

Meredith está bem e eu gosto disso. Chega de dramas, espero muito que ela tenha uma gestação feliz e saudável e que talvez ao final dessa temporada ela dê a luz a um bebê perfeito. Só acho meio surreal ela como médica não saber quando o bebê está chutando, mesmo sendo mãe de primeira viagem. Mas como já aconteceram tantas coisas ruins é compreensível que ela tenha alguns receios.

Por ultimo, como de costume, tem Arizona, Callie e Karev que pegou carona no plot das duas. Alex está tão perdido e sem função alguma na série que dá até dó do personagem. Já Arizona apenas usa sua condição para incentivar outras pessoas, no caso, a menina que dizia ter uma vida/carreira inteira pela frente, mas que agora só poderia andar de bicicleta e esperar a morte. Foi um caso bem insignificante porque Arizona poderia ser a primeira a entrar no quarto e mostrar sua prótese e com isso fazer a menina levantar. Mas o que valeu mesmo foi a intenção e a boa mensagem que conseguiu ser transmitida.

Share on Google Plus

About Wellington Laurindo

Não vive sem música e tem em sua mente uma trilha para cada momento/ período de sua vida. Na vida de seriemaníaco há uns cinco ou seis anos, mas com um background de seriados clássicos desde sua infância. Está deixando a vida ditar por si própria os caminhos que deve seguir e esperando que isso venha dar certo. (@Wellington_Ign)
    Blogger Comment
    Facebook Comment