Grey's Anatomy 9x15 - Hard Bargain


A arte da negociação.

Estamos na segunda metade da temporada e quem diria que poderíamos elogiar as tramas derivadas da queda do avião no ultimo season finale? Apesar de todos os xingamentos e descontentamentos contra Shonda Rhimes, sempre achei o trabalho dela como roteirista maravilhoso e esse foi um dos motivos para eu não largar a série lá no inicio da temporada. Além disso, acompanhar as histórias de Meredith, Cristina e companhia é sempre um prazer, porque gosto e muito desses personagens.

O processo de venda do hospital segue como a principal e mais ativa trama e em nenhum momento deixa a desejar. As situações foram sendo mostradas ao longo dos episódios de uma maneira mais calma até que chegássemos a esse momento aonde é tudo ou nada. A pegasus está fazendo a qualidade do hospital cair absurdamente e com isso perder o seu posto de melhor programa de ensino. Essa situação fica evidente quando vemos os novos internos cogitarem procurar outro programa, pois não querem perder tempo em seus anos de residência, período onde são preparados para encarar o mundo da medicina.

O caso da criança com câncer de Bailey e Arizona também mostra isso quando Owen recusa liberar um novo procedimento que certamente ajudaria o paciente. A atuação de Chandra Wilson foi fenomenal e o momento onde ela explica o como está se sentindo inferior em um hospital que não pode liberar métodos para ajudar melhor os seus pacientes é fantástico e trágico ao mesmo tempo. A atitude de Bailey em dizer que quer sair do Seattle Grace desperta Arizona que até então estava dividida sobre a compra do hospital.

Era de se esperar que isso não fosse fácil. Não basta apenas querer comprar e pronto, a parte burocrática é muito mais complexa do que todos podem imaginar. Mas pelo menos ainda há esperança com a criação de uma nova companhia comandada por eles. As discussões entre Meredith, Derek, Arizona, Callie e Cristina foi um show a parte do episódio, pois foram de momentos tensos a engraçados, mas sem duvidas o momento ápice foi o pedido de demissão coletivo, deixando Owen, Cahill e os compradores com cara de taxo.

Com isso a relação de Cristina e Owen pode desmoronar mais uma vez, mas sinceramente essa relação é uma coisa que eu não entendo e não compro em longo prazo. Quer dizer que os dois ficaram tanto tempo vivendo um inferno de casamento, quando na verdade a solução era que eles nunca tivessem se casado? Fail Shonda. Mesmo assim no conjunto da obra a gente aceita.

Karev e Jo continuam com suas tramas mais leves e de segundo plano, mas que permanece funcionando, principalmente agora que ele viu que ela está em outra, ou melhor, em outro. Jo, pelo menos agora não vê nenhuma segunda intenção na relação deles e isso causa um conflito na cabeça de Karev, mas a gente sabe que é só questão de tempo pro casal realmente ficar junto. Já April que estava tão bem com o seu paramédico acabou de destruir sua relação já no começo. Ela poderia ter dito que não era mais virgem, mas que resolveu esperar pois tinha se decepcionado na primeira vez, mas não, mentir é sempre a melhor solução (só que não). Já imagino o cara descobrindo tudo e terminando o relacionamento por falta de honestidade. Mas a gente releva certas situações, porque se em séries de TV todos fossem muito claros, objetivos e sinceros não haveria muitas histórias para serem contadas por várias temporadas.
Share on Google Plus

About Wellington Laurindo

Não vive sem música e tem em sua mente uma trilha para cada momento/ período de sua vida. Na vida de seriemaníaco há uns cinco ou seis anos, mas com um background de seriados clássicos desde sua infância. Está deixando a vida ditar por si própria os caminhos que deve seguir e esperando que isso venha dar certo. (@Wellington_Ign)
    Blogger Comment
    Facebook Comment