Hart of Dixie 2x13/14 - Lovesick Blues/Take Me Home, Country Roads



Zoe e Wade podem até ser o casal mais querido da série, mas nos dois últimos episódios de Hart of Dixie quem roubou a cena foi Lavon e Annabeth. Eu sou do time dos que torcem pra que o prefeito fique com Lemon mas tenho que confessar que estou achando o mais novo casal de Bluebell bem simpático. Em Lovesick Blues e toda aquela história absurda do comercial de morangos, a química entre os dois já pode ser confirmada, mesmo entre as incertezas e medos de Annabeth diante da futura reação de sua melhor amiga. A história toda da gripe coletiva que atingiu Bluebell rendeu uma cena bem fofa entre Lemon e seu novo namorado, e isso tenha facilitado minha simpatia pelo novo par. Agora que Annabeth finalmente criou coragem e contou pra Lemon sobre os seus sentimentos, a tendência é que a história dê muito pano pra manga, principalmente porque está bem claro que Lemon ainda não superou o prefeito, como ele supunha. Só espero que a vida amorosa do prefeito seja decidida logo e eles não fiquem naquele vai e vem que acontecia entre George, Wade e Zoe, por exemplo. Se é pra seguir em frente, então que seja de uma vez. 

O plot da gripe ao meu ver de fã número um de Zade foi só uma desculpa pra ótimas cenas dos dois. Com Wade fora da cidade e perto de sua ex maluca, era bem óbvio que Zoe ia morrer de ciúmes e que o caipira iria dar um jeito de furar a lei do 'ninguém entra e ninguém sai'. Pra quem torce por eles, é muito legal ver que eles estão amadurecendo juntos e fazendo coisas que qualquer casal normal faz, tipo cuidar um do outro quando estão doentes. Mesmo depois da mancada de Zoe nesse último episódio, insinuando que Wade não tem uma carreira de verdade, eu acredito que ela esteja amadurecendo aos poucos e aprendendo muito com ele, entre erros e acertos. É fato que ela vai precisar cair de bunda na lama, literalmente, muitas vezes para chegar lá, mas o importante é que ela está no caminho. Como já sabemos, a dose de humor em Zade nunca pode faltar e foi muito engraçado ver Wade tentando fugir da popularidade de Zoe e encontrar um tempinho pra satisfazer suas necessidades físicas, se é que vocês me entendem. Se não fosse Lavon carente e precisando de ajudar para "comer seus sentimentos", como ele mesmo disse, eles até que teriam conseguido, mas não foi dessa vez. Pobre Wade...

Os coadjuvantes vem proporcionando muitas risadas com os absurdos sempre surpreendentes. Shelby é uma figura e deixou de ser a personagem irritante do começo para se tornar alguém de quem sentimos falta se não aparece. O aniversário de Brick e toda a palhaçada de Magnolia e Lemon para tentar acabar com o namoro do pai confirmou isso. A performance de Shelby saindo do bolo foi hilária, com direito a aplausos e a cidade inteira sabendo quem é a nova Sra. Breeland. Acho que depois de tantas bombas ao mesmo tempo na vida de Lemon, a antiga versão da loira vai voltar pra atacar #oremos. O tal de Jonah já chegou causando e eu acredito que ele vai ser um dos que podem atrapalhar o relacionamento de Zoe e Wade. Quem já odeia o cara? Eu o/. George e Tansy são fofos mas sinto falta de George sendo um dos protagonistas da série... Me parece que desde que engatou o romance com a ex de Wade, ele tem sido deixado um pouco de lado. Mas apesar disso, o plot do sumiço de Dolly Parton foi divertidissímo e Scott Porter nos deu mais uma palhinha de sua voz deliciosa ao cantar Jolene - música chiclete - para salvar a cadelinha da amada. Além da voz o que também merece aplausos é o físico do moço que apareceu sem camisa algumas vezes no último episódio. 

Em suma, a segunda metade da temporada está excelente e a CW vem renovando algumas séries desde já. Será que HoD tem chances? Vamos torcer pra não perder nossa série fofurinha semanal. 

Share on Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment