Criminal Minds 8x16 - Carbon Copy

Aquele momento em que você não entende mais nada do que está acontecendo...

Finalmente o Unsub misterioso dá as caras... Bem, mais ou menos... Ou não. Sei lá. Vamos lá.

Após JJ, que como sempre se da bem e atrai os loucos da América, receber um buquê de flores com o tão famoso Zugzwang num cartão, os agentes começam a perceber que no caso Maede não tinha apenas um Unsub e que o copiador estava muito mais próximo do que eles gostariam de admitir. Pra piorar, outra cópia começa a aparecer na Filadélfia: o caso do pintor que tirava todo o sangue das vítimas, pintava um quadro com o sangue e ainda cortava as pálpebras. Ou seja, partiu Filadélfia (até porque esse pessoal tem uma facilidade em pegar o jatinho que me impressiona).

Na querida Philly, eles dão de cara com um detetive local que não vai com a cara dos federais (que, segundo as várias outras séries policiais, muitos são que nem ele). E, apesar de algumas diferenças - o fato dele só ir atrás de enfermeiras é uma das diferenças -, é sem dúvidas o imitador que anda recriando os antigos casos (só eu que achei ou vocês também acharam que esse imitador só começou a acompanhar a série nessa temporada? Até porque eu achei que seria bem mais interessante se ele recriasse aqueles casos bem antigos, da primeira temporada e tudo o mais).

Não vou mentir, eu achei o cara meio destrambelhado pra ser um psicopata super inteligente que persegue a melhor equipe do FBI e monta um plano master pra poder recriar os assassinatos. Esse cara era lerdo demais, desculpem o palavreado, mas meio burro até. Mas sabendo que Criminal Minds sempre consegue surpreender, dei o benefício da dúvida. Só que no momento que ele pegou o telefone e começou a cobrar explicações, deu pra ver claramente que ele não estava sozinho nessa. E que ele também não era o cérebro por trás disso. Até porque se fosse, não ia ser preso tão fácil do jeito que foi, né? Até porque sabemos que todo psicopata não é preso sem uma boa luta.

Rossi, sendo o gênio que é, percebe que tem alguma coisa errada e a JJ, sendo perceptiva do jeito que é, tenta apelar pro lado paterno do homem e consegue uma reação. Aquela que mostrou que o Rossi tinha motivo por ter uma pulga atrás da orelha: o homem assumiu a morte das enfermeiras mas quando a JJ mostrou as outras mortes, ele ficou desesperado e logo pediu um advogado. Ou seja, ops! Prendemos o cara errado. Temos outro por aí e o que está solto, é a parte inteligente do duo. Resumão: o cara se meteu nessa roubada porque há 15 anos atrás ele foi preso pela equipe do Gideon (esse mesmo) e ele era inocente (palavra chave: ERA) e teve a vida destruída. Como o Morgan bem disse, ele era o cara mais fácil de se manipular, já que tinha um ódio pelo BAU e tinha perdido tudo. 

Garcia, que sempre alegra meu dia, consegue rastrear o celular do cara que o besta (que depois de fazer a ligação que tinha direito, se mata) ligou. Tá bom, eu sei, ela só achou porque ele quis. De novo, vamos ao jatinho e vamos para outro estado com essa facilidade toda, chegando lá, temos mais um caso imitado. Na cena mais bizarra de toda a temporada temos um quarto escuro, uma música super assustadora tocando, um corpo de uma mulher que teve um saco plástico colocado na cabeça e levou uma martelada feia e finalmente eles viram a extensão da loucura do Unsub: vários quadros com inúmeras fotos deles não só durante o trabalho mas nas horas de lazer também. Nem preciso dizer que o Unsub não estava nem perto da cena, né? E claro, a coisa acaba quando tá ficando boa.

Essa semana temos o próximo episódio, The Gathering, e pelo que li dele, não vai ser focado nesse Unsub mas teremos um novo caso e a volta do Kevin, ex/atual/nunca sei namorado da Garcia.
Share on Google Plus

About Karina Nascimento

Estudante de Jornalismo, viciada em série, filmes, música e livros. O vício começou em 2000, com Dawson's Creek na Sony e depois disso, só piorou. Completamente órfã de Gilmore Girls e Veronica Mars, no momento acompanha 21 séries e pede para que parem de recomendar séries porque ela precisa de vida própria longe da televisão. (@_kaarii)
    Blogger Comment
    Facebook Comment