Switched at Birth 2x10 - Introducing the Miracle



Switched at Birth chega na Spring Finale com um saldo positivo na 2ª temporada. Nesse começo de temporada tivemos até alguns plots chatos, porém a maioria foi bem agradável de acompanhar. E apesar do que muitos dizem, eu ainda me interesso pela série e achei esse spring finale muito redondinho. 

Para começar vamos falar logo sobre Carlton. Posso dizer que achei bem patético os meninos sentados esperando os policiais os tirarem? Parecia bastante coisa de crianças com o pai rico que não têm medo de problemas com a polícia. Achei estranho não comentarem possibilidade de isso poder ir parar no registro deles, o que pode dificultar ingresso na faculdade e tal. Enfim, de uma forma ou de outra eles conseguiram o que queriam. Eu acho a solução de manter Carlton aberta tanto para surdos quando para não-surdos totalmente válida, porém acho que não deveria ser 50 por cento para cada. Querendo ou não a escola vai acabar perdendo sua identidade. 

Quanto a Bay e Daphne, posso dizer o quanto essa segunda me irrita? Bay estava certíssima de ficar chateada com Daphne por não ter a defendido. A menina não tem um pingo de consideração por Bay e tenta descontar qualquer frustração sua com os outros. Emmett é o único que me orgulha nessa história toda, ele defende Bay e me faz ter mais certeza que eu amo e-bay. 

Falando em E-bay, quem mais se revoltou com Noah escolhendo Daphne? Sério. O que há de errado com esse menino? Ok. Entendo que isso tudo faz parte do plano dos roteiristas para que E-bay fique junto novamente. Mas que não faz sentido, não faz. Eu só espero do fundo do coração que Noah namore Daphne e logo fique surdo para ver a menina tomar um choque de realidade. Ainda não engulo a garota dispensar Travis basicamente por ele ter o mesmo problema que ela. 

Cada vez que Toby me aparece com a Barbie de Cristo eu tenho que rir. O melhor de tudo foi essa de que quer casar e vai esperar 6 meses por ela. Sim sim, e eu sou o verdadeiro papai Noel. Isso nunca vai dar certo e é só mais um plot desnecessário pro garoto né? Nem adianta dar muita importância. 

John vai ser o novo senador. Eu nem disse que ganhou porque provavelmente ele só ta ali porque a Patricia desistiu da campanha. Agora vamos ver qual vai ser o próximo passo do senhor Kennish. Eu nem sei o que penso, mas acho que a mente por trás dele vai ser todo tempo Kathryn. Ela vai tomar de conta de tudo porque obviamente a mulher tem muito mais discernimento político-social do que ele. 

Até que enfim Regina foi descoberta. E olha, estou aliviado. Não foi como eu pensava, não tivemos John e Kathryn envolvidos e tornando tudo isso contra a mulher. Felizmente Angelo tomou conta de tudo e ela já foi passar um tempinho na rehab. Foi bom ver ele enfim ajudando, e eu acho que todo mundo merece uma segunda chance. Aparentemente até a mãe de Regina começou a ver o rapaz com bons olhos. Eu também devo confessar que simpatizo pelo rapaz. 

Agora, resta saber como Bay vai lidar com a fuga de Lana com a filha de Angelo. Porque, quem duvida que Bay vai se culpar por essa fuga? Afinal, foi ela que falou de um envolvimento de Angelo com Regina. Apostam quanto que a garota vai passar os próximos episódios procurando por Lana? 

No fim as coisas dessa primeira parte foram resolvidas, e abriram-se portas para novos plots. Eu estou ansioso para o que possa vir e espero que não errem na medida. Switched at Birth volta dia 10 de Junho. Agora é só aguardar.
Share on Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment