The Following 1x08 - Welcome Home



Será que o jogo agora começa virar de lado?



Em Welcome Home, Joe é apresentado a sua nova residência e também a novos acólitos recrutados por Roderick (Warren Cole de Common Law), que finalmente mostra sua cara aos telespectadores.

Descobrimos que o braço direito foi o primeiro a fazer parte do culto de Carrol, e também que Joe não cometeu os quatorze assassinatos pelos quais foi julgado culpado, mas para deixar seu pupilo evoluir em sua técnica de matança resolveu receber a culpa, também, das duas vítimas executadas por Roderick, que por sinal, é o xerife da cidade onde se escondem.

Com a fuga de Joe pela segunda vez, o FBI convoca Nick Donovan (Mike Colter de The Good Wife) para liderar a força tarefa em busca do fugitivo. Sua chegada já cria um clima tenso com Hardy, agora rebaixado novamente para consultor, cortando-os das decisões e informações recém adquiridas. Mas infelizmente o novo líder não mudou nada a competência dos nossos agentes, a dele mesmo entrando em cheque, pois já no seu primeiro interrogatório deixou que o suspeito se matasse.

Para colocar Ryan a par da situação, Mike hackeia o e-mail do novo chefe, e com isso é mandado para casa, onde foi capturado por capangas de Joe (o timing dos acontecimentos me deixou com o pé atrás em relação à Nick, como os criminosos sabiam que Weston estaria no hotel?). Levado para um local afastado começa a ser interrogado, mas mesmo com uma técnica bastante efetiva de interrogatório, não revela nada. Confesso que realmente acreditei que ele não sabia da localização de Claire.

Prestes a ser assassinado Mike é salvo por Ryan (que descobriu sua localização em um insight extremamente forçado e preguiçoso criado pelos roteiristas) e Debra, que o socorrem aos quarenta e cinco minutos do segundo tempo, mas não sem antes mostrar-nos mais uma vez a imcompetência dos agentes, que agora além de burros se mostram também muito ruins de mira.

Após o fracasso da missão comandada por Roderick para recuperar Claire, Charlie se oferece em sacrifício para Carrol devido aos seus erros, e é assassinado pelo seu inspirador em uma cena extremamente poética. Falando em cenas bem feitas, a montagem das cenas finais, mostrando três núcleos diferentes, conduzida ao som de Danzig foi magistralmente conduzida.

Após esse episódio Mike ganhará muito respeito de Hardy, Emma parece que se tornará um empecilho para a captura de Claire e Roderick, ao meu ver, poderá querer roubar o poder para ele, gerando assim, uma divisão dentro culto de Joe, que agora solto, mostra muito mais o talento do ator.

Mais um bom episódio de The Following, onde pela primeira vez o time dos mocinhos ganhando uma batalha, mas essa guerra ainda está muito longe de terminar.

P.s. 1:
A trilha sonora da série cada vez me surpreende mais.
P.s. 2:
Sei lá, esperava mais de Roderick
P.s. 3:
Será que é fácil entrar em Quantico? Na boa, eu me sairia melhor que esses agentes.


Share on Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment