The Lying Game - 2ª Temporada (Parte 1)


End lies.

A segunda temporada de The Lying Game foi uma caminhada em direção ao fim das mentiras criadas durante todo esse tempo. Andamos por volta de uma história já existente, mas que conseguiu se renovar a cada cena. Não dá pra negar que o segredo das gêmeas é muito pouco para motivar qualquer tipo de assassinato, mas a gente acaba comprando essa ideia, pois os mistérios são os elementos que fazem tudo ficar interessante.

Quem matou Derek Roges? Essa pergunta foi levada durante toda a primeira metade da temporada e a cada semana descobríamos algo novo sobre quem seria o grande assassino. A maior suspeita como mandante do crime era Rebeca, mãe da Sutton e Emma, e a revelação sobre a maternidade da personagem apesar de um tanto previsível acabou sendo uma das grandes sambadas da série. Tudo devido ao envolvimento da própria Sutton em um plano tão absurdo de Rebeca ao querer juntar sua família. O fato de Ted ser o pai biológico das gêmeas deu sentido a tudo feito por Rebeca até então.

No meio de toda essa confusão, a única totalmente isenta desse monte de informação foi Kristen, pois até Laurel percebeu a nuances de personalidade da irmã e resolveu investigar, forçando Emma a contar toda a verdade. Sendo assim não tinha mais como a série enrolar mais em um segredo que quase todos já sabiam, por isso aplaudo a resolução de algumas tramas nesse spring finale.

Esse segundo ano também deu mais espaço a Theresa, personagem que nunca foi relevante mesmo tendo uma relação sólida com Dan. O que levou Theresa para dentro da trama principal foi Alec ter pedido a ela que o defendesse depois das acusações pelo assassinato de Derek. Com isso ela acabou ficando na mira do verdadeiro assassino e sofreu as consequências ao ser raptada e morta pelo mesmo.

A morte de Theresa também foi uma das coisas que mais fez a meia-temporada ser movimentada, principalmente porque isso fez Ethan tomar a decisão de se afastar de Emma, afinal esse monte de problemas começou a partir do momento em que ele se envolveu com as gêmeas. Mas isso foi só um dos dramas amorosos vividos por eles. A troca de casais foi uma coisa surreal. Existiram tantas idas e voltas, foram Emma e Ethan, Emma e Theyer, Sutton e Theyer, Sutton e Ethan e por aí vai. Cheguei até a cogitar Laurel e Ethan e Mads e Ethan. Foram tantas conversinhas intimas que não dá pra descartar nada, ainda mais vindo de série teen.

Falando em Mads é nítido que ela foi a única personagem secundária de agrado do público, ou pelo menos dos produtores. De todos os avulsos ela foi a única que permaneceu e tendo alguma história, mesmo essa não sendo interessante ou relevante. O envolvimento dela com Jordan é a trama menos empolgante de todas, mas ainda assim ela está ali.

O mais chocante foi descobrir a identidade do assassino. Thayer ficou muito obcecado por Emma nos ultimos episódios, mas isso não foi suficiente para a desconfiança. Só comecei a sacar mesmo quando ele agiu de forma estranha com Emma. Até de Ted houve desconfiança, mas logo após sua descoberta sobre as filhas gêmeas isso acabou.

O mais legal é que quando ele resolve contar toda a verdade pra Kristen, o acidente de Alec o interrompe da melhor/ pior forma. A culpa (sobre nosso julgamento) cai sobre Rebeca que estava junto dele na exata hora tendo uma conversa reveladora sobre a proteção dele para o filho.

Estória, The Lying Game sem duvidas tem, o problema é que a gente não sabe se a série será renovada para a segunda metade da temporada ou não. Ficaria feliz se dessem a oportunidade de pelo menos um fechamento para essas tramas que ficaram em aberto e fechassem esse jogo de mentiras com muito mais graça.
Share on Google Plus

About Wellington Laurindo

Não vive sem música e tem em sua mente uma trilha para cada momento/ período de sua vida. Na vida de seriemaníaco há uns cinco ou seis anos, mas com um background de seriados clássicos desde sua infância. Está deixando a vida ditar por si própria os caminhos que deve seguir e esperando que isso venha dar certo. (@Wellington_Ign)
    Blogger Comment
    Facebook Comment