The Vampire Diaries 4x16 - Bring It On


Os diários de uma vampira adolescente.


A quarta temporada de The Vampire Diaries entrou numa nova fase. Após mais da metade da temporada esmiuçando uma história que prometia, mas que não foi tão bem quanto imaginávamos chegamos a um ponto aonde é tudo ou nada. Digo tudo ou nada porque muitos estão a beira de largar a série de vez e esse finalzinho de trajeto desse quarto ano pode ser crucial para definir isso.


Essa nova fase tem como base a transformação de Elena. O desligar de seus sentimentos no episódio passado trouxe uma dinâmica legal para a personagem, que sempre foi tratada como uma protagonista insossa, sem vida, mas dessa vez por incrível que pareça foi ela que salvou o episódio. Toda as cenas da bitch Elena valeram muito mais apena do que qualquer baboseira mitológica inserida no roteiro dessa semana. O mais legal é que ela teve atitudes de uma pessoa mal intencionada, exemplo disso foi ela ter deixado Caroline cair metros de altura na apresentação das Cheerios e o fato dela ter se alimentado de algumas menininhas ingênuas mesmo com Damon falando totalmente o contrário.

Outra coisa que pode mudar o rumo das coisas é o fato dele gostar dessa versão mais ousada de sua amada e isso me dá esperanças de que essa fase de Elena não seja apenas uma fase. Se é isso que está (pelo menos agora) mantendo a série interessante e movimentada, porque acabar tão rápido? E a tal viagem para Nova York também promete, pois afinal é a cidade que nunca dorme e com certeza terá muito sangue fresco e sem verbena para o divertimento de Delena.

Fãs incondicionais da série, não me crucifiquem, mas o que foi aquela sequência de cenas entre Klaus e Hayley, a personagem mais avulsa e com a motivação mais ralé de todos os tempos para seus atos, e que de quebra ainda vai dividir o papel de protagonista de " The Originals" outros dois originais. Me digam que química essa menina tem com Klaus? Pra mim nenhuma e sinto que os roteiristas estão querendo nos empurrar esse casal guela abaixo para que no episódio piloto do spin-off a gente esteja familiarizado com a dinâmica deles.

Essa historinha de Hayley ajudar Katherine para poder descobrir algo sobre seus pais biológicos é uma das coisas mais sem graça que eu já vi, levando em conta o nível de motivações dos outros personagens em outras temporadas. Não consigo comprar nada disso e acredito que muitos também não.

Se eu tinha achado o episódio antes do hiatus meia boca, esse então superou minhas expectativas depreciativas, pois tudo se resumiu praticamente nessa minha breve descrição acima. O fato dos hospitais começarem a relatar o sumiço de bolsas de sangue trás a óbvia dedução de que Silas está se alimentando. Não podia ser diferente e já dava pra adivinhar desde a primeira cena que falou sobre isso.

Agora você que acha que a série está ótima, me diga se o roteiro está raso ou não.


Share on Google Plus

About Wellington Laurindo

Não vive sem música e tem em sua mente uma trilha para cada momento/ período de sua vida. Na vida de seriemaníaco há uns cinco ou seis anos, mas com um background de seriados clássicos desde sua infância. Está deixando a vida ditar por si própria os caminhos que deve seguir e esperando que isso venha dar certo. (@Wellington_Ign)
    Blogger Comment
    Facebook Comment