Chicago Fire 1x18/19 - Fireworks/A Coffin That Small

O Papa Severide é meio FDP, não?

Benny Severide está de volta e voltou pra causar. Como a gente já sabia, ele não ia muito com a cara do Peter Mills - motivo ele não tinha, ele só transferiu o ódio que ele tinha do PaPa Mills pro filho - e ainda quis que o Kelly não deixasse o guri entrar no esquadrão de resgate. Mas dessa vez, Pete não deixou que ele fugisse da pergunta que ele tanto quer saber "como o pai dele morreu" e na minha opinião, era melhor não ter ouvido. Benny disse com todas as letras que o pai morreu pois teve um ataque de pânico no meio do incêndio e tirou a máscara, matando também outro bombeiro que foi ao seu resgate. Pelo menos ele não contou que o Comandante deu uns pegas na mãe dele senão as coisas iam ficar bem estranhas naquele batalhão. E o cadete fez o que todo mundo queria desde o momento que o cara apareceu na série: deu um belo soco no velho. Não sabia que você era capaz disso, Mills. E devo dizer, isso me surpreendeu, até porque eu imaginei que o candidato ia ficar na posição fetal e começar a chorar sem parar.

Tivemos também boas notícias pros shippers de plantão (mesmo que a Shay seja Lesbo total, ainda tem gente que sonha num casal Shay + Severide), Kelly aceitou ser o pai do filho da Leslie. Só que quando eles fizeram as contas, viram que a inseminação é bem cara. Aí que me aparece a Shay com a ideia mais hilária e barata de todos os tempos: ele fica no quarto dele, com as revistas para, ahn, estimula-lo; quando ele estiver pronto, ele a chama uma vez, ela vai lá, monta nele, ele 'termina o negócio' nela, ela sai do quarto pra ele se limpar e pra ela chorar. Nessas horas que me lembro porque a Leslie nunca pode morrer na season finale (já sabemos que em séries assim, sempre morre alguém né?), ela simplesmente faria muita falta. Só que pra sorte dela, PaPa Shay aceitou pagar a inseminação porque ele quer ser avô desesperadamente. Que pena, ia ser muito interessante ver essa situação!

Uma coisa que eu achei desnecessário foi a insistência do Severide em saber o que anda acontecendo entre o Casey e a viúva do Andy (aquele paramédico que morreu no piloto). Ele foi um idiota em anunciar pra todo o batalhão que ele acha que o Matt tá dando uns pegas na mulher. Estupidez total, até porque mesmo se tivesse, não teria necessidade daquilo, né? E tem também sangue novo na praça, apareceu, por 10 segundos, uma nova candidata para paramédica. Não lembro o nome da menina de jeito nenhum mas ela deve ser parte de uma história interessante, até porque ela vai ficar por umas semanas acompanhando a Shay e a Dawson. Será que é um novo interesse pra Shay, coitada? Tá na hora dela parar de sofrer.


Agora vem a cena mais triste de todas. No 19° episódio, tivemos um caso de um menino de 8 anos que estava brincando e foi se esconder no depósito da lavanderia (quem mora em prédio, é aquele mesmo sistema do lixo) e acabou caindo. Durante o resgate vemos que o menino não está muito bem e já temos uma vaga ideia que ele não ia sobreviver, o que acabou acontecendo. Esse menino é o mesmo que estava na excursão escolar do piloto, que segundo a mãe, depois daquele dia disse que ia ser bombeiro quando crescesse. O Herrman então, depois de o Comandante receber uma foto da mãe do menino, aonde ele estava vestido de bombeiro, resolve prestar homenagem a ele e faz uma cerimônia digna de um bombeiro que morreu em ação. Foi lindo ver todo o batalhão na calçada, uniformizados e prestando continência ao garoto. Uma cena tocante e emocionante, que admito, me deixou chorando e muito. Excelente.
Share on Google Plus

About Karina Nascimento

Estudante de Jornalismo, viciada em série, filmes, música e livros. O vício começou em 2000, com Dawson's Creek na Sony e depois disso, só piorou. Completamente órfã de Gilmore Girls e Veronica Mars, no momento acompanha 21 séries e pede para que parem de recomendar séries porque ela precisa de vida própria longe da televisão. (@_kaarii)
    Blogger Comment
    Facebook Comment