Freaks 4 Music - Especial One Tree Hill



Episódios batizados com títulos de álbuns ou músicas. Tric. Red Bedroom Records. Haley James Scott, a cantora. Preciso mesmo argumentar mais motivos por que One Tree Hill está mais do que qualificado para protagonizar mais um post da série especial do Freaks 4 Music?

Hoje faz um ano que foi ao ar o último episódio da série. Aquela série adolescente que começou desacreditada e contava a história de 2 irmãos que a principio dividiam o amor pelo basquete e pela mesma garota, mas OTH é tão mais que isso que chega soar ofensivo reduzir a série a essa definição que não dura 5 episódios.

Entre ameaças constantes de cancelamento, mudança de canal, evolução do High School para o "mundo adulto", perda de dois personagens principais e tudo mais, One Tree Hill nos presentou com 9 incríveis anos e com uma trilha sonora impecável de dar inveja a muita série por aí. Foram 3 soundtracks oficiais, 6 personagens que também eram cantores e uma média de mais de 10 músicas por episódio, além dos shows incríveis que sempre aconteciam temporada a fora nos mostrando mais uma banda que era quase impossível não curtir. 

Sem mais delongas, nesse dia dedicado ao tributo da série, vem relembrar com a gente 15 momentos musicais marcantes, e acreditem, não foi uma tarefa fácil reunir essa quantidade mínima de música.



Forty Foot Echo - Drift (1x01 - Pilot)


É o primeiro som que a gente ouve na série, um preview de tudo que ainda nos aguardava. Lucas e Nathan cada um no seu ambiente, "Scott for the win", enquanto Peyton já demonstra sua forte personalidade ao ouvir essa música em seu carro invejável e quase atropelar o Lucas, é o começo da história deles também. Pra mim além de ser uma excelente e marcante música, Drift me lembra todo o sentimento que senti ao ver o primeiro episódio e me encantar a primeira vista pela série, começava ali uma paixão sem limites. (Por Rebeca Barros)

Switchfoot - Dare you to Move (1x08 - The Search for Something More)



Se me perguntarem, qual música te lembra mais a série OTH, tirando a música de abertura, eu escolheria esta. Uma música perfeita, pra um momento perfeito, apenas o começo do romance de Nathan e Haley. Nathan ainda um pé no saco, e começando a se tornar uma boa pessoa por causa da Haley, vai até a casa dela pedir desculpas. Ela não aceita, e ele simplesmente a beija de surpresa. Lembro perfeitamente o diálogo: "Você não deveria ter feito isso, Nathan.", e ele responde, "Mas eu queria.". Sério, acho que dificilmente me envolverei com dois personagens assim, como foi com o casal Naley, e acredito que grande parte se deve a essa música. Ela marcou o começo de uma bela história de amor, com muitas reviravoltas, mas com um final feliz, como deveria ser. (Por Eduardo Souza)


Bethany Joy Lenz - Let Me Fall (2x07 - Let the Reigns Go Loose)



Uma das cenas mais marcantes, pois além dessa música ter permanecido no meu celular com o aúdio original do episódio por meses, talvez anos, tanto que gravei cada fala dos personagens nessa cena, ela também marca a estréia de Haley nos palcos. Toda nervosa ela assume os holofotes da Tric para salvar a noite depois da gafe de Chris Keller. Além disso, nessa altura do campeonato a história da temporada está a todo vapor, com Brooke e seus joguinhos com Felix, Mouth alimentando uma paixão platônica pela amiga e Nathan reconhecendo o talento da esposa. Sem dúvidas esse momento não deveria ficar de fora. (Por Wellington Laurindo)

La Rooca - Non Believer (4x10 - Songs To Love and Die By)



O desfecho de um capítulo muito importante para a quarta temporada. Lucas tendo uma espécie de sonho/ visão após seu ataque cardíaco e com a ajuda de Keith ele consegue entender certas questões de sua vida. Non Believer se encaixa tão bem, tanto em melodia quanto em letra com o que está passando na vida dos personagens. Enquanto Haley e Nathan sentem alívio ao ver que está tudo bem com o bebê após o acidente, Lucas abre os olhos para detalhes do dia do tiroteio que matou seu tio. Fato importante é que a música foi indicada pelo personagem interpretado por Mark Schwahn (criador da série) para Peyton na loja de discos. (Por Wellington Laurindo)


O primeiro refrão da música é tudo que a sequência de cenas representa : 

"Lightning crashes, a new mother cries
Her placenta falls to the floor
The angel opens her eyes
The confusion sets in
Before the doctor can even close the door"

E o jeito como tudo acontece segue o ritmo lento inicial do som. Haley indo pra o hospital depois de começar a sentir as dores em pleno discurso de formatura, o discurso caindo no chão e Brooke o apanhando, Lucas recebendo a ligação sobre a Karen que também estava em trabalho de parto porém de bastante risco, e tudo isso culminando no encontro e abraço dos irmãos em lados opostos do corredor do hospital. Uma das melhores sequências da série e a season finale estava apenas começando.  (*Cliquem no nome da música porque o vídeo não permitia incorporação) (Por Rebeca Barros)

Spice Girls - Wannabe (4x21 - All of a Sudden I Miss Everyone)


Em um episódios mais queridos de toda a série, tivemos uma das cenas mais divertidas ever. Quem imaginaria que as meninas sabiam toda a coreografia desse clássico das Spice Girls? Brooke, Bevin, Haley, Peyton, Shelly e Rachel deram um show e fizeram todo mundo ficar com vontade de levantar e dançar junto. Vale ressaltar que essa cena é precedida por Haley convidando Brooke para ser madrinha de Jamie reforçando ainda mais a linda amizade que existia entre as duas. (Por Anna Paula Machado)


The Avett Brothers - I And Love And You (7x07 - I and Love and You)


Tenho um carinho especial por essa música porque além de encerrar brilhantemente o episódio ela faz parte também da história dele. É a música que tocava quando a Sara do Clay sofre um ataque súbito e morre. É nesse episódio que a 7ª temporada enfim ganha um rosto de One Tree Hill pra mim e é nesse episódio que Mark reafirma a capacidade dele de criar histórias memoráveis e emocionantes até com os personagens novos, e o Clay passava a ser como alguém que já conhecíamos a bem mais tempo. (Por Rebeca Barros)

Sheryl Crow - I Shall Believe (7x18 - The Last Day of Our Acquaintance)


Um capítulo marcante e definitivamente o melhor da 7ª temporada. A doença de Lydia tem chegado em seu estágio final e é a hora de se despedir. Antes de ir ela ainda consegue ver o seu sonho realizado: ter as 3 filhas reunidas novamente. É um episódio lindo, tocante e grande parte se deve a Taylor. A irmã James problemática rende cenas incríveis e tocantes. Se existe algo que One Tree Hill sabia fazer bem eram cenas de despedida. E o coda final do episódio fica justamente com uma música clássica de Sheryl Crow que preenche a cena com grandiosidade. Joy como sempre dá um espetáculo na pele de Haley. O episódio inteiro tem a trilha IMPECÁVEL e foi difícil escolher só uma, mas a montagem de cenas no final me ganhou. E aliás, a música também apareceu na 1ª temporada. (Por Klaus Roger)


Era o quase cancelamento número 6? E Mark não satisfeito de só supervisionar a escolha de músicas ou sugerir bandas, resolveu ele mesmo compor com mais um grupo de cantores e compositores a música que encerraria o que até o momento seria o fim de One Tree Hill. E assim formou-se o Nashville Skyline, a combinação de : Mark Schwahn, Dallas Green, Matthew Ryan, Michael Grubbs (o Grubbs na série também) e Courtney Jaye. Numa combinação de melodia e letra que apesar de simples encaixou-se perfeitamente com tudo que ele queria passar com o fim do episódio e com aqueles minutos de todos reunidos felizes na neve. Até claro, sermos raptados dessa felicidade e jogados no susto a ação de mais um psicopata em Tree Hill.  (*Cliquem no nome da música porque o vídeo não permitia incorporação) (Por Rebeca Barros)


Train - Marry Me (8x13 - The Other Half of Me)


Todos nós, fãs da série, temos consciência que One Tree Hill contém as melhores músicas, e que sabia encaixá-las à cada cena, com total maestria. Por este motivo, senti uma dificuldade enorme para escolher apenas uma. Mas, creio que esta playlist não estaria completa, sem Marry Me. Afinal, após tantas desilusões, e frustrações amorosas, ver Brooke finalmente entrando na igreja, é considerada sem dúvidas, uma das cenas mais tocantes. E nenhuma outra música seria tão apropriada para o momento. Digo isso, porque é impossível conter as lágrimas ao ver a retrospectiva de Brulian, que após tudo o que vivenciaram, Julian provou ser o cara certo para nossa Brooke. É como se eu, ou alguém muito próximo, estivesse em seu ápice na felicidade. Foi lindo, foi perfeito, sensacional, e todos os adjetivos mais clichês possíveis, pois não há palavras que descrevam tal sentimento. Como próprio Julian disse em seus votos:  "I can’t imagine spending my life without you, and if you say “yes” to me in a few minutes, I won’t have to." (Por Caroline Boos)


Elizabeth and The Catapult - Do Not Hang Your Head (8x18 - Quiet Little Voices)



Brooke Davis pode ser considerada sem dúvidas a personagem que mais cresceu em toda Tree Hill. E durante esses 9 anos a gente conseguiu ver por detrás das mascaras que a menina colocava. Com isso conseguimos ver o sonho dela em formar uma família. Desde a 6ª temporada ela lutou por isso, por ter algo que nunca teve na sua própria casa. Na 8ª temporada depois de muitas tentativas decide adotar e na hora do parto o quê acontece? A mãe da criança desiste. É um episódio tão bem produzido que dá orgulho de mostrá-lo para quem não conhece e dizer: essa é minha série favorita. O coda do episódio como de costume acompanha uma cena de carga emocional altíssima, deixando nossos corações totalmente despedaçados. "It was a girl", com o ângulo da câmera mostrando a notícia do nascimento da filha de Haley e Nathan ao fundo, foi extraordinariamente executado. Dá vontade de levantar e bater palmas para Austin Nichols que produziu o episódio. (Por Klaus Roger)

Toad The Wet Sprocket - Walk on the Ocean (8x22 - This Is My House, This Is My Home)



"Somebody told me that this is the place where everything's better and everything's safe." Estes são os dizeres que estavam na plaquinha do Karen's Café por quase 8 temporadas, mal sabendo que ela se diz respeito a uma canção. Mas mais do que um trecho de um música ou uma simples citação, ela é exata definição que todo fã de OTH sente em relação ao seriado. Tree Hill é mais do um lar, é o nosso refúgio, nossa válvula de escape. Em apenas 43 minutos nós nos sentimos seguros, acolhidos e parte desta cidade. E não teve hora melhor desta belíssima canção tocar se não na reabertura do Karen's Café com uma nova direção. Haley e Brooke conseguiram trazer aquele sentimento de segurança e acolhimento que sentíamos toda vez que Karen Roe entregava uma xícara de café aos clientes ou fazia aqueles belos discurso para seu filho. Então se formos pensar bem, o lugar seguro e melhor poderia muito bem ser este café, não acham? Assim, quando Haley James Scott canta neste lugar que já foi cenário e virou, inclusive, um personagem importante no seriado, foi mais do que emoção, foi trazer a tona tudo aquilo que sentimos ao ver OTH durante 8 anos. Começando com Haley no Karen's Café e terminando com a banda Toad The Wet Sprocket lá no exército com Chase, a música não poderia estar fora deste especial, já que esteve presente durante o seriado inteiro, mas através de uma plaquinha  no centro do Karen's Café. (Por Gabriella Siggia)

Coldplay - Us Against The World (9x11 - Danny Boy)

"Dan: I'm so sorry. For that day and every day before it.
Keith: I know you are, Danny. And I forgive you."

A última temporada prometia fortes surpresas, mas eu não imaginava que um momento assim poderia ser tão épico. A morte de Dan Scott, aquele com quem vivi uma intensa relação de amor e ódio por 9 anos, foi tão profunda que decorei todos os detalhes. Keith foi uma surpresa grandiosa porque, a redenção que o Dan tanto procurou, havia chegado. O irmão por quem ele cultivava todos os piores sentimentos, de quem ele fora algoz, responsável por uma morte fria e repugnante, estava ali; esperando por ele com perdão nos lábios. "I told you the voice was wrong... it gets better." Keith estava certo! A trilha pra essa cena maestral ficou por conta da minha banda favorita e eu não posso deixar de reviver todas essas emoções ao ouvir os primeiros acordes de 'Us Against the World'. Enquanto os Scott beijavam um corpo já sem vida, a primeira geração de irmãos Scott caminhava por aquele cenário do trágico, agora em trio: 2 homens e 1 perdão sincero. Canta, Chris Martin, ao passo que essa canção vai eternizando-se a ponto de eu não conseguir ouví-la sem repetir comigo "You’re my plus one. Rest in peace, Dan Scott." (Por Vanessa Reis)


Gavin Degraw - Soldier (9x13 - One Tree Hill)


Ao som de Gavin Degraw na Tric o nosso grupo curte uma noite especial e em memória Haley e Nathan tem um momento marcante com detalhes que lembram o inicio do casal lá na primeira temporada. Mas "Soldier" também marca o matrimônio simples e emocionante de Quinn e Clay com a presença de Bevin. Nostalgia é o que não faltou nessa sequência. (Por Wellington Laurindo)



U2 - One Tree Hill (9x13 - One Tree Hill)


Nada mais justo do que terminar a série com a música que deu título a ela, certo? U2 liberando os direitos sobre essa música pela primeira vez para um show de tv e a gente acompanhando os últimos minutos pra sempre dos habitantes de Tree Hill. E nada mais nostálgico e marcante como terminar como tudo começou, um jogo do Ravens. Filhos que viraram pais e o Jamie sendo o Scott recordista do time da Tree Hill High. A citação. A lembrança do antes e do depois. One Tree Hill Always and Forever. (Por Rebeca Barros)

# Gavin DeGraw - I Don't Want To Be (Abertura oficial da série)


Duvido que algum fã da série ouça essa música e não saia por aí cantando independente de lugar, hora ou de pessoas ao redor. Duvido também que não tenham sentido falta da abertura quando fomos privados dela entre a 5ª e 7ª temporadas ou que não tenha ficado ansioso mas depois até provocado um pouco quando  resolveram inovar durante a oitava temporada e fazer cada episódio com um cantor diferente. E por fim mas não menos importante, duvido que não tenham se emocionado horrores quando viu todo o elenco cantando em alto e bom som no último episódio da série. "I don't wanna be anything other than me".

É óbvio que várias músicas ficariam de fora e vocês realmente não sabem como foi difícil controlar o tamanho do post ou não fazer uma parte 2 (quem sabe próximo ano?), fora que cada um tem uma visão da série e uma cena que marcou a gente aqui do Freaks, pode não ter marcado você. Então, diz pra gente... qual música e cena você adicionaria a nossa lista?

E quem curte Chuck também não deixe de conferir o Freaks 4 Music Especial da série
Share on Google Plus

About Rebeca Barros

Sarah, we make a family, yes? (@bkbarros)
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário