Hart of Dixie 2x21 - I'm Moving On



Rainha do drama.

Como uma fiel fã de One Tree Hill e seus ensinamentos valiosos, começo a falar sobre o episódio com um quote que parece cair muito bem no que diz respeito a atual situação de Zoe Hart e seu dom para fracassos amorosos: " Ligar-se a alguém é tão complicado ou é simples e nós apenas pioramos?". Bem, no caso de Zoe parece que a segunda opção faz todo sentido. A médica continua fazendo escolhas erradas mesmo quando a gente acha que não pode piorar, quando a pipoca já está no fim e a gente não tem como evitar o queixo de cair. E isso passa de namoros virtuais com perfis bregas, para a burrice de ir até George se desculpar e mexer no que já estava morto e finalmente achar que tinha encontrado sua alma gêmea e levar um fora em pleno baile de ensino médio. Olhando por esse lado, até dá para entender porque a médica é considerada expert em fazer drama mas como seu saldo de mancadas já está no vermelho, não sou eu quem vai defendê-la dessa vez.

O ápice da falta de maturidade de Zoe nesse quesito foi, é claro, ter ido buscar consolo em Wade. Ninguém pode julgar uma mulher desiludida e desacreditada no amor mas se o que ela queria era sexo, teria sido mais digno (já que estava tudo uma merda mesmo) ter ido se consolar com um gigolô ou algo assim. Beleza e abdômen a parte, justo Wade, o cara que a traiu e logo depois já estava paquerando as gatinhas e rindo como se não houvesse ontem? Fala sério. Com essa, Zoe provou que é sim mulher de malandro. Independente da vergonha que ela sentiu quando Tansy deu aquela lição de moral - bem dada diga-se de passagem - eu acredito que aquele poderia ter sido um momento de reconstrução. E não foi. Quem acompanha as reviews sabe que eu não sou a maior fã do casal George e Tansy mas dessa vez, a loira estava mais do que certa.  E agora que ela aparentemente foi embora, quem acabou ficando na pior foi George, muito embora eu acredite que se ele realmente já tivesse superado Zoe, ele não a teria deixado ir embora.

No meio dessa bagunça causada por Zoe, alguns ainda se salvam. Shelby e Brick por exemplo, estão tentando ser maduros com seu relacionamento finalmente decidindo se casar e agir como adultos.  Espero que Shelby volte para a terceira temporada, afinal, Brick fica muito mais agradável ao lado dela. E Annabeth e Lavon que ultimamente tem dispertado meu lado shipper mais eufórico; a 'primeira dama' dessa vez se mostrou uma excelente mulher de negócios, salvando o prefeito de uma tremenda confusão que só poderia mesmo acontecer em Bluebell, com direito a cabras fuçando o lixo despejado pelo inimigo e tudo mais. A química dos dois é incrível e já que está funcionando tão bem, eu espero que isso não seja mudado tão cedo, principalmente agora que Lavon está solícito e gentil com Lemon que precisa de dinheiro para a reforma do Rammer Jammer. 

Eu realmente espero que a temporada não termine de novo com Zoe no controle da situação tendo que escolher quem vai amar... George já a tirou um pouco de sua zona de conforto e com certeza a noite com Wade não vai ser suficiente pra que a coisa progrida, ainda existem muitas mágoas não superadas ali que tendem a se tornar maiores depois desse momento de fraqueza. Na semana que vem vai ao ar o último episódio da temporada, felizmente com a certeza de renovação e de mais um ano de muito amor na nossa vida seriadora. Até lá!

Share on Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment