[Especial] Os personagens mais azarados/zicados das séries de TV


Em toda série, sempre existe aquele personagem que parece ter quebrado espelhos, passado por debaixo da escada, pisado no rabo de algum gato preto, etc. Alguns foram amaldiçoados, seja pelos roteiristas do seriado, seja pelo público. Outros, já nasceram mesmo sem sorte alguma. Diante disso, elegemos os personagens mais azarados/zicados das séries de TV. Preparados?

Raj (Rajesh) Koothrappali  - The Big Bang Theory (Por Gabriella Siggia)


"Eu serei o cara que arranjou uma namorada depois do Sheldon Cooper!" Não existe frase melhor que descreva Raj. Nosso amigo indiano é o mais azarado dos nerds: além de ser da Índia, ser nerd, ele ainda tem problemas quando o assunto é mulher. Sua voz, na verdade, trava e some completamente. Ficando mudo, a única solução é partir para a bebida alcoólatra. O único problema é que ele é Raj. Falar besteira é o ponto alto dele, sem mencionar as frases que muitos entendem ser típicas de um homossexual com medo de sair do armário. Mas sua má sorte não termina aí. Quando finalmente pensou ter encontrado uma mulher perfeita para ele, a amiga surda da Penny, descobrimos que a moça só estava com ele por interesse. Para piorar mai um pouquinho, na 6ª temporada arranjaram uma namorada com mais problemas sociais que ele: Lucy tinha o que chamamos de síndrome de sair da rua e conviver com pessoas normais. Claro que o relacionamento não daria certo e a solução seria se juntar as meninas. Resultado final: ele finalmente deixou a mudez de lado, mas continua falando coisas um pouco tediosas para as mulheres. Agora resta saber o que esse rapaz indiano vai aprontar na próxima temporada. Será que ele vai pisar em mais algum gato preto? 

Meredith Grey - Grey's Anatomy (Por Gabriella Siggia)


Se existe alguém mais azarada e zicada neste post, com certeza é a Dra. Meredith Grey. A protagonista do drama satânico médico de Shondanás já passou por várias provas ao longo destes 9 anos. Tudo começou quando ela dormiu com seu chefe, Derek Sherpherd. No começo de sua residência a médica teve que enfrentar cenas de beijos calientes no elevador com o neurocirurgião, cuidar de sua mãe portadora da doença de Alzheimer, e ainda descobriu que sua mãe teve um caso com o Cheif do hospital onde trabalhava. Mais tarde ela viu seu sonho com o Derek desabar ao descobrir que ele era casado. Hoje os dois até que estão juntos, mas antes disso acontecer ela viu sua mãe, sua madrasta, sua irmã e o melhor amigo de seu marido morrerem. Além disso, ela sobreviveu a bomba, a afogamentos, a tiroteios e acidente de avião, perdeu o bebê, se transformou em medusa e hoje vive feliz, mas com grandes traumas, com Derek (com quem se casou com post-it) e seus dois filhos. Só esperamos que Shondanás deixe um pouco em paz a nossa heroína que venceu mais guerras que muitos soldados. 

Gunther – Friends (Por Gabriella Siggia)



O que falar do loiro mais sem sorte de NY? Bom, se você é seriador deve ter pelo menos ouvido falar de Friends. O sitcom que acompanhava a vida de seis amigos em NY foi um sucesso estrondoso nos anos 90. Dentre tantos protagonistas, alguns coadjuvantes roubaram a cena e, outros, se saíram melhor que Gunther. O dono do Central Perk viveu 10 temporadas apaixonado pela mimada Rachel Green, mas sua paixão nunca foi correspondida, se é que Rachel sabia da existência dela. Além disso, ele era obrigado a aturar as maluquices da turma só por conta da sua musa que nem quase sabia da existência dele. Gunther com certeza deve ter quebrado algum espelho, passado por debaixo da escada e pisado num gato preto, porque haja má sorte assim em ser completamente ignorado!

Dov Epstein – Rookie Blue (Por Gabriella Siggia)



Em todo seriado existe aquele personagem boring. E em Rookie Blue isso não é exceção. Dov Epstein não é só um personagem chatinho, mas também bastante azarado. O rookie só se mete em enrascada e não tem sorte nenhuma quando o assunto é namoro. Ele quase perdeu o emprego por atirar num quase inocente, viu sua vida sendo arruinada quando começou a se envolver com a namorada do garoto que ele matou, já recebeu trotes ligados a porcos, viu sua viatura sendo roubada e foi o pivô do término do relacionamento de seu melhor amigo. Com tantas artimanhas, Dov e seu blá-blá-blá interminável, ainda conheceu uma policial mais maluca que ele e que com certeza deixará o rapaz em várias saias justas, já que a moça é afilhada do chefe de polícia, Frank.

Mr. Schuester - Glee (Por Gabriella Siggia)



O professor mais zicado da TV também entraria para essa lista. E se formos contar quantas vezes ele foi enganado, magoado, abandonado e maltratado, nunca chegaríamos numa resposta exata. A má sorte do Will começou quando ele decidiu assumir o clube de coral. Mal imaginava a enrascada em que se meteria. Para começar, teve que pagar para poder dar aulas. E para piorar só um pouquinho, encontrou uma rival de peso: Sue Sylvester. Mas nada disso superou o fato de ser enganado pela esposa milhares de vezes ao pensar que seria papai. A grande sorte dele é que New Directions acabariam se transformando em ícones dos losers de plantão. Espera... Quase ia esquecendo, mesmo tendo ganhando as Secionais, Regionais e Nacionais, o clube administrado por ele sempre corre o risco de desaparecer de vez. Então é melhor que nosso amado professor, que já foi abandonado no altar por uma ruivinha com TOC, tomar um bom banho de sal grosso pelo próximos 50 anos!

Skills - One Tree Hill (Por Gabriella Siggia)



Séries adolescentes também tem azarados. E Skills é um deles. O amigo de Lucas chegou na série como figurante e, com o passar do tempo, foi roubando a cena até se tornar num grande coadjuvante. Com seu humor altíssimo e com excelentes falas, nosso amado Skills ganhou nossos corações, mas perdeu todas as namoradas. Atraído por loiras, mulheres coroas e bem maluquinhas, Skills nunca teve sorte em encontrar  a sua metade da laranja, mas tudo bem, o que ele realmente queria era uma grande aventura. O problema é que a má sorte dele começou justamente quando uma nova fase da série iniciou. Perdendo espaço na trama por histórias sem graças de Mouth, seu melhor amigo, o rapaz foi para LA e não se deu bem. Julian roubou o laço de amizade com Jamie, que antes era dele. E para piorar só mais um pouquinho, nunca descobrimos o que ele ainda fazia em Tree Hill. Mas a má sorte dele não termina aí: na última temporada, enquanto que todos estavam vivendo felizes ou tentando viver, Skills era mal lembrado (pelos amigos e por Mark Schwahn, o criador, produtor e roteirista do seriado). Resultado: às pressas, deu a entender que ele ficou com a sua namorada do colegial, Bevin. Mas essa interpretação só é dada pelos fãs da série, pois nada foi enunciado ou declarado. Haja tanto azar assim!

Jack Porter - Revenge (Por Gabriella Siggia)


No more distractions. Essa frase dita por Amanda/Emily diz tudo, porém nunca conseguimos entender completamente o sentido dela. Desde o piloto, já sabíamos do que os Graysons seriam capazes de fazer. Mas Jack e metade dos moradores Hamptons não tinham ideia. O filho do dono do bar e amigo de infância de Amanda Clark deve ser o morador mais azarado da região, pois em apenas 2 temporadas ele perdeu o pai, foi enganado pela Amanda/Emily descaradamente, foi “sequestrado”, perdeu o seu barco, “Amanda”, foi enganado pelos irmãos Ryan, seu fiel escudeiro, Sammy, foi para o outro lado da vida, quase foi preso pelo assassinato do melhor amigo de Daniel, perdeu o bar do seu pai, foi abandonado pela mãe, perdeu a sua esposa de uma maneira trágica em sua lua de mel e, mais recentemente, seu irmão foi mais uma das vítimas dos Graysons, morrendo numa explosão. Se não bastasse tudo isso, acabou de descobrir que Emily na verdade é a Amanda e que tudo isso poderia ser evitado se ela não quisesse vingança. Com certeza Jack Potter tem tudo para viver condenado em 7 anos de azar, porém como o destino reserva muitas reviravoltas, devemos esperar para ver o que ainda Jack sofrerá nas mãos daqueles que destruíram a vida de pessoas inocentes. Só espero que o pequeno Carl tenha mais sorte que o pai.

Emily Fields - Pretty Little Liars (Por Gabriella Siggia)


Emily Fields pode até ser uma atleta dedicada, talentosa e de sucesso, mas sua vida pessoal e amorosa está longe de ser perfeita. Sua má sorte começou justamente com a morte de sua amiga Alison. Para quem não sabe, Emily começou a sentir aquele frio na barriga toda vez que estava com Ali. As duas até que tentaram resgatar um romance, mas com a morte de Alison e pelo fato dela ser uma bitch, este romance nunca aconteceu. E foi a partir daí que nossa Emily acabou sendo conhecida como “boca morta”: todas as garotas por quem se apaixonava, morreriam. Sim, além da morte estranha da Alison, Emily “matou” mais uma de suas namoradas, a sonsa da Maya. Para piorar tudo isso, ela descobriu que a namorada morreu por desvendar um segredo de Alison e por causa do seu fake primo Nathan. Emily acabou sendo sequestrada por ele, quase perdeu a atual namorada da mesma forma trágica e, no final, conseguiu sobreviver. Só não sei se sobreviver foi uma coisa boa, já que “A” agora quer acabar de vez com a atleta. As chantagens de “A” chegaram num nível, que a nossa liar viu a sua vida desmoronar novamente. Seus pais estão sendo acusados de agressão contra ele e ela corre o risco de não poder nadar (e competir) nunca mais. Só torcemos para que Paige fique ao seu lado e que Emily consiga uma boa bolsa para a faculdade. Ou talvez seria melhor ela ter morrido, afinal “A” é capaz de tudo para destruir quem estiver em seu caminho!

Chin Ho Kelly - Hawaii Five-0 (Por Gabriella Siggia)


Na ilha paradisíaca, o adorável Chin Ho Kelly nasceu sem sorte. O policial que hoje faz parte da equipe Five-0 deve ter quebrado muitos espelhos quando pequeno, pois em seu currículo encontram-se muitas más sortes. Ele já foi considerado corrupto e perdeu a sua licença como policial tudo porque um membro de sua família aprontou algo e seus colegas acreditavam que ele era o culpado; viu sua esposa morrer, logo após ter reconquistado o amor dela; foi sequestrado por vingança; sofreu muito para assumir o lugar que possuí agora. Sem sua prima e melhor amiga, ele provavelmente estará mais solitário, já que ela teve que “fugir” e se mudar para proteger o amado, que um dia a família dele chegou a comandar muitos crimes no Hawaii. É, pelo visto nosso amado Chinn não teve muita sorte nessa ilha, mas esperamos que as coisas mudem para ele.

Tina Cohen-Chang - Glee (Por Gabriella Siggia)


Desde o piloto, nossa amada Tina não teve sorte. Se passando por gaga, seu romance com Artie não decolou. Mais tarde, a nossa asiática iria se apaixonar pelo dançarino que não sabe cantar, Mike Chang. O romance dos dois foi muito marcante, mas Tina acabou sendo deixada de lado, tendo menos falas que muitos figurantes do seriado. A única esperança de Tina foi com a saída de Rachel, que seguiria a fama em NY. Num episódio em que Tina surta demais, vimos que essa esperança estava prestes a acontecer: quando Rachel saísse do ND, Tina tinha tudo para ficar com todos os solos que quisesse. Isso bem que poderia ter acontecido se Blaine não fosse o novo líder do coral, ou se Marley não chegasse e acabasse roubando o status de “new Rachel”. É, parece que nossa asiática continua mesmo sem sorte, e para piorar as coisinhas um pouquinho mais, seu romance com Mike terminou e agora ela nutre uma paixão por Blaine, seu amigo homossexual e ex de Kurt. Querida Tina, melhor você tomar muitos banhos de sal grosso com vinagre, para fazer uma limpeza e retirar tanta má sorte.

Laurel Lance - Arrow (Por Gabriella Siggia)


Todo super herói tem alguém que estará orando por ele. Pena que no caso do bilionário Oliver Queen isso não seja 100% verdade. Dinah Laurel Lance é aquela mocinha guerreira, que luta pelos seus ideais. Antes de se transformar na futura “Canário Negro”, Laurel teve seus dias de cão. Foi traída pelo seu namorado com a sua própria irmã, perdeu a sua irmã de uma forma trágica, viu seu pai se transformando num policial linha dura, foi abandonada pela própria mãe, reencontrou seu ex (que tinha sido dado como morto), perdeu Tommy (outro ex e melhor amigo de Oliver) de uma forma trágica, e para piorar ainda as coisas, continua nutrindo sentimentos pelo bad boy bilionário Oliver Queen. Mas mal sabe ela que Oliver é o Vigilante que trouxe novas esperanças para Star City. Provavelmente tudo isso a fez ser uma mulher mais forte. Enquanto Laurel não larga a advocacia para combater o crime ao lado dos super heróis, como Canário Negro, podemos vê-la sendo vítima da má sorte ao lado das pessoas que a rodeiam.  

Dawson Leery – Dawson’s Creek (Por Gabriella Siggia)


Quem já sofreu na adolescência pode muito bem se identificar com DC. O seriado invadiu as telinhas da TV nos anos 90 e conquistou legiões de fãs. Com personagens cativantes e diálogos próximos a realidade dos jovens (para alguns, esses diálogos eram bastante próximos aos dos adultos), a série teen logo foi elogiada pela crítica. Como era de se esperar em qualquer seriado, um dos personagens acabou sendo colocado pelo escanteio. O nome dele: Dawson Leery. Sim, o protagonista da série acabou se transformando num daqueles personagens totalmente boring, dispensável para a continuidade da trama. E foi assim que a saga de má sorte de Dawson começou a dar sinais de vida. Dawson perdeu o seu grande amor da sua vida para seu melhor amigo; viu seus sonhos como diretor irem para o espaço, continuou virgem após o colegial, viu seus pais se separarem quando sua mãe confessou ser infiel, se desiludiu com Steven Spielberg, entre outras situações que só o deixa mais looser ainda. Mas nada disso daria o prêmio como azarado se não fosse pelo simples fato de ter terminado a série sozinho, sem seu grande amor (Joey), que acabou escolhendo e ficando com Pacey, seu melhor amigo. Como pode um protagonista acabar sozinho, perder o grande amor de sua vida para seu melhor amigo e ainda continuar chato? Talvez a resposta seja porque ele nunca encontrou um trevo de quatro folhas ou viu uma estrela cadente. De qualquer maneira, Dawson se consagrou o azarado justamente por ter ficado sozinho e sem o seu grande amor de sua infância, adolescência e vida! Terminar sozinho num seriado é muita má sorte mesmo!

Matt Donovan - The Vampire Diaries (Por Vanessa Reis)


"Sometimes it pays to be the only normal one in a town of vampires. I'm practically invisible." Você já imaginou morar numa cidade a vida inteira, conviver com as mesmas pessoas desde novinho, crescer junto com elas e, de uma hora pra outra, ver todos os seus amigos 'modificados sobrenaturalmente'? Matt é o 'cara normal' de Mystic Falls pelo fato de ser humano. E, justamente por isso, ele é o mais zicado de toda a série. A mãe é uma cretina e o pai é desconhecido logo, ele morava com a irmã Vicki, e era muito ligado a ela. A irmã torna-se vampira e morre. As duas ex-namoradas tornam-se vampiras. Ele flagra a mãe beijando um colega de classe. Quase morre diversas vezes: seja por servir como isca, seja pra acabar com a solidão. Presenciou a 'morte' do melhor amigo, da primeira namorada e, ao sobreviver de um afogamento, ainda culpou-se por isso. O mais incrível nisso tudo é que ele não reclama, não pragueja, não discute. Matt é forte, ao passo que proteger a sua família e amigos dos perigos que os ameaçam todos os dias, é aquilo que traz todo o azar desde a 1 temporada mas, ao mesmo tempo, é aquilo que faz dele querido por todos.

Sam e Dean Winchesters - Supernatural (Por Gabriella Siggia)



“Salvando pessoas, caçando criaturas ... O negócio de família.” Se existe alguém mais sem sorte na vida, são os irmãos Winchesters. Vida de caçador não é fácil, ainda mais quando existe uma maldição na família. Os dois já perderam tantas coisas no caminho dessa viagem contra o mal, anjos e demônios, que chega a dar dó deles. Sam, o caçula, já nasceu mesmo sem sorte. Quase morreu quando pequeno e viu sua mãe sendo assassinada pelo “demônio de olhos amarelos”. Mais tarde, perdeu a sua noiva da mesma maneira que perdeu a sua mãe. Já Dean viu a sua vida se transformar em caça. Os irmãos nunca tiveram sorte, perderam entes da família, amigos, aliados e grandes amores, tudo em prol da luta contra o mal. Nesse meio tempo conheceram Castiel, um anjo mais problemático que eles, que acabou se tornando um grande aliado deles. Infelizmente, essa batalha está longe de chegar ao fim, ainda mais agora que suas vidas só se baseiam nisso. Pelo menos eles tem um ao outro, e isso já é bastante coisa, quero dizer, se você é capaz de ir ao inferno, vender sua alma e “incorporar” Lúcifer só em prol desta amizade que enfrenta barreiras todos os dias. Todos nós temos um calcanhar de Aquiles, e os deles é justamente esse amor fraternal. 

Hanna Marin - Pretty Little Liars (Por Vanessa Reis)


"I'm starting to think that bitch has superpowers." Ok, você olha pra essa loira de olhos azuis e pensa: como ela pode ser azarada sendo tão magnífica? Concordo, mas lembra do ditado "não julgue o livro pela capa"? Pois bem! Hanna é perseguida por A e, isto, a qualifica a uma vida de tormentos e sucessivos padrões de má sorte. Atropelada. Atrapalhada. Pai ausente, meia-irmã psicopata, uma amiga louca, problemas financeiros em casa, ameaças do Wilden, o terror ao cogitar a mãe como assassina de seu algoz. Idas e vindas com o grande amor da sua vida, rede de mentiras a ponto de abdicar este sentimento a fim de preservar Caleb. E como ela faz isso! A maré de azar da Marin é, essencialmente, porque ela prefere sofrer todas as consequências a ver quem ama pagando um preço alto. Sempre na mira das investigações de Rosewood, sempre "mais próxima" de personas non gratas como Lucas e Mona; sempre envolta em problemas que, inevitavelmente, a buscam: que seguem os rastros da zica e levam nossa amada Hanna a fazer 'Hannices'. 

Ted Mosbey - How I Met Your Mother (Por Gabriella Siggia)


Ted é aquela pessoa que por mais que tenta ser charmoso, sempre se ferra. Sua sorte em achar a sua alma gêmea até que rendeu bastante gargalhadas para os fãs, mas muita má sorte para ele. Foram milhares de namoradas e centenas de teorias de quem seria a mãe. Mesmo assim, Ted sempre continuou sendo um azarado. Querem prova maior que isso: Robin, que ele jurava ser a sua metade da laranja, acabou ficando noiva de seu melhor amigo. Como todos sabem, HIMYM sobreviveu temporadas graças ao triângulo amoroso mais sem graça dos últimos anos Ted-Robin-Barney. E mesmo que ele jurasse que Robin seria um dia a futura Sra. Mosbey, no final não foi bem isso o que aconteceu. Na verdade, as zicas de Ted são justamente as suas ex-namoradas. Nesses 8 anos de série, vimos loucas pós loucas aparecerem e ele sempre jurando "ela pode ser a escolhida!". Sorte para nós que rimos bastante e azar para ele que continua sendo o solteirão mais azarado do momento. Será que a futura Sra. Mosbey trará sorte para ele? 

Chuck Bartowski – Chuck (Por Gabriella Siggia)




9 em cada 10 nerds sonham em ser super heróis ou agentes secretos. Talvez se eles conhecessem a história de Chuck Bartowski, o sonho deles poderiam ser modificados. Afinal, o nosso nerd favorito vivenciou o seu sonho de uma maneira épica. Ben Parker (Homem Aranha) já dizia "com grandes poderes, vem grandes responsabilidades" e essa frase representa bem a vida de Chuck. O nerd da Buy More ao dar download ao Intersect no seu cérebro, nunca poderia imaginar que receber poderes tão especiais do Governo dos EUA iria causar tantos estragos em sua vida. Primeiro, ele descobre que vida de espião não é tão fácil quanto parece. Segundo, a nova profissão do rapaz faz com que ele comece a se afastar da sua família e amigos. Terceiro, os piores vilões do mundo chegam em sua vida da pior maneira possível. Depois de muito lutar e conseguir vencer as batalhas existentes no seu caminho, o nosso amado nerd consegue conquistar a mulher da sua vida, a bela e incrível agente Sara Walker, mas essa conquista tem um preço: sua demissão na CIA. Mesmo tendo recebido milhões de um ex bandido e formado a sua agência secreta de espiões, Chuck percebe que essa nova vida não é fácil e que tudo tem um preço. Perde a sua esposa justamente para aquele que um dia o transformou naquilo que é hoje: Intersect. Desmemoriada, Sara não fica com Chuck. Bom, pelo menos, a Sara que conhecemos não existe mais e nosso herói precisa reconquistá-la. Infelizmente não saberemos se o beijo fez a nossa heroína recordar a memória, mas o que sabemos é que Chuck agiu corretamente ao escolher salvar as pessoas ao invés de entregar a única coisa que poderia recuperar a memória da sua amada. Grandes poderes trazem grandes responsabilidades e nosso nerd mais charmoso aprendeu a lição da pior maneira. Sem muita sorte, Chuck é aquele nerd que se transformou num herói, mas que sofreu grandes consequências: perdeu seu pai; recuperou a sua mãe, perdeu o grande amor de sua vida, ficou quase falido, entre outras coisas. Com tanta má sorte, era melhor ele nunca ter baixado o Intersect, mas pelo menos ele realizou o sonho de Chuck.


Gostaram do nosso especial? Algum personagem ficou de fora? Não deixem de comentar e até o próximo especial. Ah, não se esqueçam de tomar banho com sal grosso, pois vai saber se a má sorte é contagiosa! rs
Share on Google Plus

About Gabriella Siggia

Formada em Direito, eterna estudante, bem humorada, alto astral e alegre, mora em São Paulo. Viciada em músicas, filmes e seriados americanos. Seriemaníaca de carteirinha! Mantém um blog pessoal em : http://gabyscseries.blogspot.com/ (@gabyever)
    Blogger Comment
    Facebook Comment