Rookie Blue 4x11 - Deception


Alucinações?

Primeiramente, gostaria de dizer que escrever essa review após ver esse episódio foi uma das coisas mais difíceis que já fiz. Algumas pessoas sabem que eu tenho contato com uma pessoa que possuí o transtorno bipolar e é uma tarefa complicada. Ao ver Marlo enlouquecendo por causa do rapaz que era o principal suspeito de sequestrar o suposto filho do Diaz foi muito doloroso para mim. Tive que parar o episódio umas quatro ou cinco vezes antes de continuar. Eu queria não gostar dela, queria sentir raiva por que ela foi a causa de discórdia e do afastamento de Sandy, mas não consigo. Eu sei muito bem o que Marlo está passando e tenho que concordar com a Andy dessa vez: ela fez tudo o que fez nesse episódio por causa da Marlo. É muito triste conhecermos pessoas bipolares, pois essa doença causa muitos estragos, não só a elas, mas a todos que convivem com elas. Mais uma cena que vai entrar para a história de Rookie Blue.

Fora o fato de Marlo enlouquecer e perseguir o pedófilo, não tivemos nada de tão interessante no episódio. Muitos personagens acabaram apagados, como é o caso de Diaz. Desde que voltou para a 15ª divisão, após descobrir as mentiras de Denise, nosso rookie apagadinho não conseguiu evoluir em nada. Eu esperava que ele fosse se rebelar, se unir a "ressaca" da Gail e fosse dominar o mundo negro do seriado, mas não, ele continua o mesmo cara sem importância no seriado. Pra quê fazer uma festa? Pra quê viver dizendo que virou o galinha da cidade? Nós sabemos muito bem que Chris Diaz continua sendo aquela pessoa fofa, bondosa e amiga de todos, que não faz nenhum mal a ninguém, mas que continua entediante. Pelo menos tudo isso valeu pelas cenas (e caras e bocas) da Gail.

Mas quem divou nesse episódio e merecidamente foi Traci Nash. A sua evolução como rookie à detetive é notória. Adoro vê-la trabalhando com Sam, mas confesso que o Peck Man e ela formam uma bela dupla. Às vezes parece que estou traindo o Jerry, mas estou curtindo muito esse novo casal e estou começando a shippar. Será que vou para o inferno? Mas não tenho culpa que o Peck Man consegue fazê-la rir, se sentir confortável e feliz, coisas que Jerry sempre conseguiu. Depois de tudo pelo que ela passou, ela merece ser feliz. E vamos ser sinceros: que cena foi aquela dos dois no elevador? Ela precisava recorrer a ele para ajudar no caso? Parece que teremos muitas cenas de Nash Peck Man pela frente. 

Voltando ao caso principal do episódio, ao do pedófilo Kevin Ford, muitos fãs do seriado devem ter sentido aquela tensão Sandy. Sei que parece loucura o que vou dizer, mas o fato do Sam e a Andy chamarem uns aos outros na hora do sufoco deve significar alguma coisa, né? Porque vou te contar, os dois adoram meter o outro na sua própria encrenca. O que Sam fez e pediu para ela fazer foi algo que deve ter causado revoltas em muitos fãs. Em mim não. Eu entendo porque Sam agiu daquele jeito e porque estava querendo proteger Marlo a todo custo. Ela é bipolar e essa doença é uma coisa difícil para qualquer um. Eu no lugar dele faria o mesmo, e não me importaria com as consequências. E acredito que a Andy também percebeu o intuito do pedido. Não se tratava de Sam e Andy, mas sim de uma pessoa doente que precisava de todo o apoio e ajuda antes de ser expulsa por algo que é incontrolável.

Além disso, esse retorno dos dois trabalhando juntos, acendeu aquela velha faísca. Não sei se mais alguém reparou, mas quando Nash contou ao Nick que Sam a abandonou para ajudar Andy num conflito, o rapaz ficou verde de ciúmes, logo, a única coisa que poderá acabar com o relacionamento dos dois é justamente o Sam. Se ele dizer o que realmente sente pela Andy, e Nick ficar incomodado, o relacionamento McCollins vai pro brejo. Sinceramente, nem sei mais o que eu quero. Mas com certeza é ver Andy sorrindo porque está ao lado do homem da sua vida. Tomara que esse homem seja o Sam, mas caso dê uma zebra, não ficarei triste em saber que Nick a faz ver passarinhos azuis, rs. Até semana que vem!


PS 1: Chloe divando a cada episódio. Amando as cenas dela com o Nick.
PS 2: Luke falando "McNally" mais parecia um comerciante tentando vender frutas na feira, rs.
PS 3: As cenas McCollins no começo do episódio foram para matar qualquer um. Mas nunca tinha reparado que a Andy tinha uma tatuagem. E que corpo o Nick tem! Tentando sobreviver ainda a essa viciante cena, rs.
PS 4: Já é 5ª feira? Surtando com a promo do próximo episódio.
Share on Google Plus

About Gabriella Siggia

Formada em Direito, eterna estudante, bem humorada, alto astral e alegre, mora em São Paulo. Viciada em músicas, filmes e seriados americanos. Seriemaníaca de carteirinha! Mantém um blog pessoal em : http://gabyscseries.blogspot.com/ (@gabyever)
    Blogger Comment
    Facebook Comment