Criminal Minds 9x07/9x08 - Gatekeeper / The Return

Criminal Minds, estragando clássicos da música americana desde 2005
O que fazer quando o assassino é apenas um pai que perdeu a família e simplesmente quer isso de volta? E quando, além disso tudo, o cara está fazendo a coisa na melhor das intenções (pelo menos na cabeça dele)?

A situação em si é bem complicada e o caso foi muito bem retratado nesse episódio. Não é comum aparecer um desses casos em que você acaba ficando com pena de uma pessoa que fez a limpa na cidade, mas essa foi uma das exceções. Tanner, apesar de ser um psicopata, protegia os inquilinos do prédio que ele trabalhava como se fossem sua família - no ano anterior ele perdeu o filho e depois de um tempo a esposa, grávida, deu um pé na bunda dele. E para proteger essa família, ele simplesmente se livrava de qualquer um que ele julgasse ser uma má influência.

Eu achei um episódio muito bem feito, daquele tipo que não fica nenhum tipo de pergunta e/ou dúvidas. A explicação pro surto foi super simples mas completamente justificável e o principal, o encerramento de tudo foi sofrível. Tanner certamente fez de tudo pra provar pra esposa - que era uma doida e não tinha vontade de viver, parece - que não era fraco pra voltarem a ser uma família novamente - e o tempo todo a mulher chutando o cara... dica: quando tiver um psico assassino na sua casa, não o maltrate.

Não vou mentir, fiquei com pena do cara. Depois de tudo que ele passou, na hora do nascimento da criança, ele foi preso. A única coisa que ele viu foi a cabeça do Reid no meio das pernas da ex-esposa esperando a criança nascer - sim, o Reid simplesmente leu um livro de parto e aprendeu fácil fácil como fazer isso. E sim, essa genialidade toda do Reid as vezes me incomoda. Tem vezes que não desce esse conhecimento todo #invejosa.

Agora, o que foi aquele povo estragando Piano Man, do Billy Joel? A cena do karaokê eu achei hilária. Uma das melhores partes da série é quando eles estão relaxando e sendo apenas amigos, não colegas de trabalho. E claro, a Blake who? ficando de fora. Falta muito pra ela sair/morrer/ser demitida?


Bem, segundo saiu por aí, o oitavo episódio foi o mais assistido da temporada. Pessoalmente eu acho que é por causa dessa cena aí de cima. Ok, Ok, falando sério agora. Além do Shemar Moore sem camisa, o fato do caso ter sido über interessante também ajudou bastante.

O caso da vez foi em Chicago, quando um menino de 16 anos - que estava desaparecido há quatro anos - matou 3 pessoas numa lanchonete no meio da noite e sem motivo nenhum. Depois disso outros incidentes começam a acontecer - um menino num carro bomba, também desaparecido e um outro menino num parque, com uma mochila cheia de armas para matar sabe-se lá quantas pessoas. No geral foi um episódio tenso, aonde você fica praticamente até o final do episódio sem saber o porque deles estarem por trás desses ataques. Mas quando a "descoberta" é feita, as coisas começam a fazer muito sentido.

Mostrando que não existem só psicopatas loucos, vimos que tem um ex-policial psicopata louco sequestrador e torturador. O que ele fazia as crianças passarem era coisa de louco, tudo isso pra poder fazer eles serem fiéis. Se tem uma coisa que eu gosto (só porque é na série, já que na vida real é uma porcaria quando isso acontece) é quando o bandido é muito inteligente, o caso fica mais interessante, os fatos que acontecem durante o episódio são de uma natureza mais malvada mas ao mesmo tempo de uma inteligência que não pode ser negada.

Não vou mentir, eu queria de mais que esse caso fosse aquele que retornasse no final da temporada. O cara não perdeu tempo e, ao fugir, tinha sequestrado mais uma criança. Eu acho que ia ser muito bom ver como eles lidariam com esse retorno de crianças assassinas que sofreram lavagem cerebral, ainda mais a JJ que pareceu ser a mais afetada - o que eu também adoro quando eles apelam pro lado maternal da Jennifer, isso mostra uma natureza maternal que não se tinha na equipe antes dela engravidar.

Obs: Quero mais interação Morgan e Garcia.
Obs²: O que foi a cara de "não tô acreditando nisso" do Morgan quando ele foi largado de lado pela namorada? Sensacional. Morganizado!
Share on Google Plus

About Karina Nascimento

Estudante de Jornalismo, viciada em série, filmes, música e livros. O vício começou em 2000, com Dawson's Creek na Sony e depois disso, só piorou. Completamente órfã de Gilmore Girls e Veronica Mars, no momento acompanha 21 séries e pede para que parem de recomendar séries porque ela precisa de vida própria longe da televisão. (@_kaarii)
    Blogger Comment
    Facebook Comment