The Blacklist 1x06/1x07 - Gina Zanetakos/Frederick Barnes

Ó dúvida cruel, em quem acreditar. Marido fofo ou criminoso interesseiro?
Terminamos o quinto episódio com o marido adorado achando a caixa do tesouro e confrontando a Lizzie sobre isso. Como era de se esperar, foi o episódio todo voltado pra isso e outra coisa de se esperar era o Reddington usando isso a seu favor.

Sempre a boa pessoa, Tom mandou a Liz ligar para o FBI, entregá-lo e deixar que eles vasculhem a sua vida, porque ele não tem absolutamente nada a esconder. Aham, sei! E pra fazer a parada ficar mais saborosa, a Agente da CIA que até hoje eu não sei o nome e nem pra que ela serve, foi com tudo pra cima do Sr. Keen no interrogatório. Não vou mentir, teve horas que até acreditei no coitado, mas também teve horas que eu pensei "ah vai, ninguém é tão ingênuo assim". Então não me perguntem se o acho culpado ou não, eu também não sei. Tô que nem o Pedro Bial lá, na dúvida se ela acreditou ou não nela.

Red na super boa vontade, quando ficou sabendo do caos todo, apareceu logo com um nome que ia resolver todos os problemas - e começar novos problemas. E pra melhorar o ataque de pânico da Agente K, a mulher além de ser uma terrorista super badass, ela também - supostamente - era amante do Tom. Ou seja, além de descobrir que o marido possivelmente era um agente de outro país que psicopata que quer derrubar os USA, ela também pode estar sendo corna. Nessa hora deu mais pena ainda da coitada.

Claro que no final tudo ficou bem - para o Tom. Terrorista capturada - não sem antes dar uma surra estilo Sydney Bristow no Ressler (merecida) -, acordo feito - com uma facilidade impressionante - e mulher cantando mais do que um membro do elenco de Glee. Ela matou o cara da KGB - que o suspeito era o Tom; apesar de ter uma foto do Sr. Marido Perfeito no apartamento dela, ela nunca o viu na vida - supostamente -; e pra ferrar com tudo, o Sr. Criminoso Favorito a.k.a Red que a contratou pra matar o russo. E pra colocar mais um zilhão de segredos na parada, o Tom conhecia o agente da KGB - say whaaaaaaaaaaaaaaaaaaaat?!?!?!?!?!. Ele foi o último a vê-lo vivo, #yay mais mistérios.

Parte chata: relação Lizzie e Raymond, que estava tomando o rumo de BFF, acabou total - pelo menos por ela. E sinceramente, eu vi meio que uma tristeza nele quando ela disse que estava acabado entre eles.

Parte boa: mais mistérios. Pelo visto, as câmeras na mansão do Big Brother não têm nada a ver com o Tom ser ou não agente secreto, mas outra coisa completamente diferente. Quem diabos é a Branca de Neve?! Eu meio que pensei ser o pai da Lizzie - que por sinal, pra mim, é a coisa mais importante nessa série toda. Mas se for o pai da LK, eeeeeeeeeeeeeeeeew. Ficar vendo a filha nas câmeras fazendo sexo com o marido. #assustador


Não consigo imaginar o Wilson como assassino/terrorista. Até matando um monte de gente, o motivo do homem era bem... beeeeeem Wilson. Além de um criminoso com o melhor dos motivos - apesar de executá-los de um modo louco - tivemos um desenvolvimento bem fraco nos mistérios. Só que, mesmo só um mistério ter sido lembrado, foi um bem importante.

Antes de tudo, pqp, o Ressler tá super me irritando já. Ele tá parecendo aquelas crianças de 8 anos quando gostam de outra criança de 8 anos e, pra demonstrar isso, começam a fazer da vida da outra criança um inferno. Essa implicância tá dando nos nervos já. Super acho que ele de fato tá gostando dela, até me lembro de um abraço carinhoso demais pra quem nem gosta da outra pessoa, mas enfim.

Nesse episódio algumas dúvidas martelaram a minha cabeça. Primeiro: o Red é meio que um milionário, não? Tem dinheiro pra comprar casa à vista. Segundo: quem é a pessoa que compra uma casa só pra explodir? Terceiro: o cara foi preso e ninguém confiscou as posses dele, é isso mesmo, produção?

Eu tô mais do que confusa, na realidade. Em um episódio, dá super na cara que o Raymond é o pai da Lizzie que fez aquele monte de merda. Já no próximo, as coisas são completamente diferentes do que eram há uma semana atrás. Mas uma coisa eu tenho certeza, ele só comprou a casa pra explodir porque parece que aquela casa era o único elo emocional na vida dele com o passado e isso, pra ele, poderia ser visto como uma fraqueza. Pelo menos uma coisa a gente sabe agora, existe - ou existia - uma Srta. Reddington por aí. Se é a Agente K ou não, só vamos saber no final da série - até porque eles nunca que vão revelar uma coisa dessas no final da temporada.
Share on Google Plus

About Karina Nascimento

Estudante de Jornalismo, viciada em série, filmes, música e livros. O vício começou em 2000, com Dawson's Creek na Sony e depois disso, só piorou. Completamente órfã de Gilmore Girls e Veronica Mars, no momento acompanha 21 séries e pede para que parem de recomendar séries porque ela precisa de vida própria longe da televisão. (@_kaarii)
    Blogger Comment
    Facebook Comment