The Voice 5x13/14/15 - Live Playoffs, Part 1 & Part 2/Results.


Time da Christina ensinando como se faz.

Primeiros episódios ao vivo dessa temporada repletos de apresentações, da Christina. A diva pop não somente mostrou seu corpo esbelto nesta nova temporada, como também mostrou que está cantando melhor que nunca, fazendo duas ótimas apresentações. Os calouros também não fizeram feio, pena que o CeeLo consegue estragar o time dela. Confira nossos comentários.

TEAM BLAKE


Shelbie Z - Fancy (Reba McEntire)

Armando: Esperava mais. Ela me perdeu no meio da apresentação, mas encerrou muito bem, usando bem as notas altas. Acho que ela passa por causa da carisma dela.
Bruno: Ela já não cantou essa música antes? Não sei porque, mas toda música dela parece a mesma. Deve passar por ser a única country girl do time Blake e por ter cantado bem, mesmo sendo uma apresentação bem sem graça.
Klaus: Peguei birra dela. Me processem! Mas ela cantou direitinho e tal, ela tem voz certa pro country mas não acrescenta muita coisa no programa. Fora que eu concordo com Bruno.
Wellington: Achei um pouco entediante.É, desculpem-me os fãs de Shelbie, mas não foi aquilo que eu esperava, o que já não era muito. Ela estava afinada, tinha certa presença de palco, mas nada disso foi o suficiente pra apresentação ser cativante.


Nic Hawk - Blurred Lines (Robin Thicke)

Armando: A voz dele fica ainda mais insuportável no falsete e a parte que mais gostei foi do rap, pois ele não estava cantando. Espero não vê-lo semana que vem.
Bruno: Adoro o Nic, mas com uma performance dessas ele pediu pra ser eliminado. Escolha de música mais errada possível, prefiro ele com algo mais pop e r&b do que um rap ruim que nem esse. Acredito que a única chance dele passar é se o Blake salvar ele.
Klaus: Nic pode até cantar bem, mas tem uma voz mega irritante. Ele é muito over, como se a qualquer momento fosse aparecer cantando "Applause" da Gaga fazendo aquelas coreografias loucas. Tem uma performance que anima, porém nunca compraria uma música dele.
Wellington: Gostei da escolha de música. Acho que combinou bem com ele por causa dessa vibe "divertida" que ele tem. Mas Nic tem uma voz muito irritante, fora que ele desafinou em vários momentos da música. Não merece estar no Top 12.


Ray Boudreaux - Home (Marc Broussard)

Armando: Ele canta muito, mas não achei a apresentação dele cativante, ele ficou um pouco desconectado do público e a escolha da música poderia ter sido melhor, também.
Bruno: Ele sempre foi um who pra mim, mas agora eu estou apaixonado pela voz dele. Duvido que o Blake dê Audioslave pra ele cantar um dia, mas é algo que eu amaria assistir. Precisa de mais presença de palco, mas é minha nova torcida do team Blake, de longe!
Klaus: Ele foi muito bom, uma apresentação ótima. Porém eu não vi um fogo sabe? Aquela chama necessária pra um live. Mesmo assim foi muito melhor que os outros dois anteriores do Team Blake
Wellington: Gosto do estilo de Ray, mas acho que ele ainda está um pouco desconfortável com o palco, além de precisar trabalhar em seus vocais. Ele canta bem, mas tem problemas com as notas mais altas, acredito que isso seja por falta de fôlego, detalhe que é bem perceptível. Mas se tudo isso for bem trabalho ele consegue chegar em uma boa posição.


Austin Jenckes - She Talks to Angels (The Black Crowes)

Armando: Austin fez uma linda apresentação, realmente emocional e com uma música muito bem escolhida. Só eu não baixarei essa música no meu iPod.
Bruno: Não aguento mais essa música, todo cantor country tem que cantar ela em show de talento! Achei a performance super sem graça, apesar da voz dele ser boa. Ele parecia inseguro e deu umas desafinadinhas aqui e ali, o que comprometeu e muito o que ele tentou fazer.
Klaus: Ótimo trabalho. Porém acho que ele pode fazer MUITO mais que isso. Ele tem uma voz super poderosa, muito gostosa e acho que com outra música pode surpreender. Torço pra que continue. 
Wellington: Posso dizer que achei apenas Ok? Apesar de gostar da voz do Austin, sinto que ainda falta alguma coisa pra que apresentação dele realmente impressione.


Cole Vosbury - Maggie May (Rod Stewart)

Armando: Adorei a apresentação, foi calma, bem cantada e simples. Tudo o que eu esperava dele.
Bruno: Foi uma das melhores performances do team Blake. Divertida, interessante e com vocais no ponto. Adorei a escolha de música também. Ainda assim, não o vejo indo longe na competição.
Klaus:  Adorei a apresentação e talvez a melhor apresentação do team Blake nessa noite. Eu fiquei igual a Christina: Onde eu tava quando você apareceu? Porque eu não o tinha notado, mas hoje ele se fez ser notado, e bem notado.
Wellington:  Ótima apresentação. Cole tem uma voz muito boa de escutar e usou do simples pra fazer algo muito bom. Cantou perfeitamente. Foi uma ótima surpresa, porque nunca espero muito do Team Blake.

TEAM ADAM


James Wolpert - A Case of You (Joni Mitchell)

Armando: Incrível, faço das palavras da Christina as minhas. Ele nos levou numa jornada incrível, linda e fez com que cada palavra fosse sentida. Linda apresentação.
Bruno: Eu adoro a voz dele gente, que performance espetacular! Ele mostrou que não precisa de uma música mais agitada e eu gostei de ver ele com algo mais lento, é um artista completo! Tem tudo pra ir longe na competição e já é minha torcida pra passar pra próxima fase.
Klaus: WOW! Estou boquiaberto! Eu já sabia que ele cantava bem mas essa apresentação me conquistou. Quando ele falou que queria algo acústico com violão já abri o sorriso porque eu AMO uma perfeição na simplicidade. Foi perfeito na sua simplicidade de violão, sentado e apenas deixando a voz fluir. Maravilhoso! P.S: queria que ele mudasse a armação do óculos porque essa deixa ele com cara de psicopata.
Wellington: Surpreendente! James foi muito feliz na escolha musical e por fazer tudo numa vibe acústica. Totalmente afinado, sem erros na apresentação e transmitindo muita emoção, que era o que a performance pedia. 

Grey - Still into You (Paramore)

Armando: O problema da Grey é a falta de personalidade. Ela canta bonitinho, mas fica totalmente desconfortável no palco, andando muito no palco e tirando toda a concentração de quem assiste e isso leva a falta de conexão com o artista.
Bruno: Grey quer me matar de amores por ela cantando Paramore. Mas só se a performance tivesse sido boa. Achei que faltou voz pros agudos da Hayley e ela acabou desafinando. Fora que ela parecia sem ar durante a música toda... Por mais que eu goste dela, ela foi a pior do team Adam.
Klaus: Acho que essa escolha de música não foi legal pra ela. Esperava bem mais da Meredith Grey, achei uma apresentação bem fraca e concordo com Armando quando diz que ela não tem personalidade. Ela parece mais uma atriz interpretando uma cantora do que uma cantora fazendo um show. 
Wellington: Grey errou feito na escolha de música. Se não consegue dar energia a canção ao mesmo tempo que consegue controlar seus vocais, então não faça. Ela desafinou, não alcançou as notas e perdeu o fôlego. E concordo com o Armando com a falta de personalidade. acho que tem muito a ser trabalhado para ela se tornar uma artista de identidade. O melhor da apresentação foi o CeeLo soltando fumaça pelo nariz na horas dos comentários do Blake. Momento impagável!


Will Champlin - Secrets (One Republic)

Armando: Amei a transformação da música, incrível. Eu só gostaria que ele não tivesse voltado ao piano no final, tirou um pouco do brilho da apresentação.
Bruno: Ele começou a música fora do tom e depois tentou se recuperar, mas pra mim a apresentação já era. Ele ficou nervoso e deu umas desafinadas, se perdeu na música, se atrapalhou com o microfone... Uma pena, porque ele tinha um grande potencial.
Klaus: PERFEITO! Amo o Will, acho que ele tem muito potencial e dá pra ver a paixão dele pela música, e pra mim isso faz toda diferença. Amo o fato dele ter buscado outra abordagem da música, ter feito dele. Ele PRECISA continuar. 
Wellington: Will tem uma voz espetacular, escolheu bem a música e cantou com emoção. Mas a dinâmica da performance o atrapalhou um pouco e acabou deixando-o um pouco desconfortável. Mas quem tem talento, tem talento e isso é indiscutível. Merece Top 12.


Preston Pohl - Nothin’ on You (B.O.B.)

Armando: Stuart Little sua voz é tão boa que fico triste por você ter aceitado Nothin' On You. Te limitou tanto, sem falar que a música já está super batida.
Bruno: Foi uma performance boa, mas bem morninha. A voz dele é ótima e ele tem potencial pra fazer algo espetacular, mas o resultado final foi só OK. Team Adam que era o mais forte de todos tem decepcionado essa noite.
Klaus: Ele tem um tom de voz lindo demais, que não foi explorado hoje. Concordo com os meninos que foi bem mediano e principalmente pela escolha da música que já tá saturada em reality show musical.
Wellington: Esperava bem mais. Foi uma boa apresentação, mas parece que ele se prende na rispidez de sua voz e acha que esse diferencial superar qualquer outra qualidade. Poderia ter escolhido uma música que mostrasse mais de suas habilidades vocais.


Tessanne Chin - Many Rivers to Cross (Jimmy Cliff)

Armando: Incríveis os vocais dela, incrível a interpretação, incrível a emoção. Foi uma apresentação excelente. 
Bruno: Tessanne novamente como uma das melhores da noite, que voz é essa gente? Adorei a performance, arrasou nos agudos e encerrou a noite com chave de ouro! Não tenho do que reclamar e com certeza ela passa pra próxima fase.
Klaus: Absolutamente incrível. Tessanne fechando a noite com classe e estilo. As notas que ela atingiu foram impecáveis. Levanto da minha cadeira para aplaudir porque não posso falar uma palavra contra ela depois dessa apresentação. Ela se entregou nessa performance e tem que ter um lugar certo na próxima semana.
Wellington: UAU! Alcances das notas mais altas e afinação impecáveis. Tudo excelente.

TEAM CEELO


Amber Nicole - Wasting All These Tears (Cassadee Pope)

Armando: O erro foi do CeeLo por dar essa música à ela. Na primeira semana você precisa dar algo mais dentro do gênero dela, assim ela terá mais confiança e se sairá melhor. Pena que essa apresentação foi desastrosa, pois gostava muito dela.
Bruno: Desafinou terrivelmente! Sabia desde o começo que ela não iria muito longe depois daquele steal desperdiçado. Performance foi um desastre e ela merece ser eliminada. Até doeram meus ouvidos naqueles agudos finais.
Klaus: Não achei ruim, gente. Eu sou suspeito porque passei a apresentação inteira empolgado por terem escolhido uma música da Cassadee (muito amor). Não conseguiu atingir as notas altas que Cass faz mas conseguiu colocar um pouco do jeito dela na música o que ganha pontos.
Wellington: Não entendi muito bem a escolha de música, mas acabei gostando. Não foi perfeito. Amber deu uma escorregada na maior nota da canção, mas ainda assim foi uma boa performance, bem emocional pra falar a verdade e a emoção contou bastante no resultado final.


Jonny Gray - Bitter Sweet Symphony (The Verve)

Armando: Não funcionou, ele estava totalmente desconfortável no palco e isso refletiu nos vocais, que ficaram desconectados. A sorte é o tom da voz dele, que sempre cativa.
Bruno: Não consigo gostar da voz dele, ela me irrita profundamente. Foi uma performance ok, os vocais combinaram com a música, mas eu num consigo ver nada de especial nele.
Klaus: Não gostei. Acho essa música muito blasé. É uma música que já tem sua marca, já é um épico e não consegue empolgar porque pelo toque você nunca vai conseguir fazer algo tão diferente do original.
Wellington: Gosto do timbre de Jonny, mas sinceramente... não acho que ele seja suficiente bom pra ser nomeado “The Voice”. Vejo candidatos melhores para estar no Top 12. Talvez seja a escolha de música que o prejudicou, mas também não digo que foi ruim, foi apenas ok.


Tamara Chauniece - I Will Survive (Gloria Gaynor)

Armando: A pergunta que não quer calar: quem é essa moça? Deve ser uma daquelas moças que trabalham em bar de karaokê, pois a apresentação foi totalmente amadora. O que aconteceu com originalidade e adaptar as músicas?
Bruno: Se você não tem uma voz monstruosa, ou não faz uma versão diferente, essa música sempre vai ser karaoke. Falta nela o carisma e a voz pra segurar um clássico como esse. Terrível.
Klaus: Quando ouvi que ela ia cantar essa música eu disse: "É sabotagem?". Porque é uma das músicas mais clichês, com a mesma versão e que não tem apelo ao público. Porém mesmo com essa limitação Tamara foi lá e arrasou nos vocais, impressionou e me empolgou.
Wellington: Go Tamara! Que voz, que performance. Tamara dominou o palco do The Voice com “I Will Survive”. Não apostava muito nessa escolha, mas do meio para o final ela levou a música a outro nível. Domínio vocal perfeito. Essa merece ir longe na competição.


Kat Robichaud - She Keeps Me Warm (Mary Lambert)

Armando: Essa música não funciona com pessoas heterossexuais, desculpa sociedade. A apresentação também foi ruim, ela não conseguiu entrar no momento.
Bruno: Não acho que escolher uma baladinha, ainda mais uma música tão diferente como essa, foi a melhor coisa pra Kat. No começo ela parecia insegura e só conseguiu se recuperar no final, quando a música exigia mais força. Espero que CeeLo salve ela!
Klaus: QUE PERFEITO MEU DEUS! Tocante, eu amei a versão que ela fez. Ficou romântica, profunda, a voz dela linda e nossa, nossa. Apenas apaixonado por essa apresentação. Amo a Kat e quero ver ela longe.
Wellington: A voz de Kat fala mais do que qualquer coisa. Tive dúvidas sobre a escolha de música, mas quando ela abre a boca sua identidade está lá. Foi uma apresentação diferente e não sei se esse tipo de performance seja algo a se repetir se ela continuar na competição.


Caroline Pennell - We're Going to Be Friends (The White Stripes)

Armando: Ainda bem que o CeeLo tem a Caroline para salvar a sua equipe. Que apresentação linda, ela é a prova que dá para fazer uma apresentação calma e ser destaque.
Bruno: Que voz e apresentação deliciosas gente! To apaixonado pela voz dela, podia ouvir o dia todo e eu nunca ia ficar cansado. Melhor apresentação do team CeeLo de longe, ela tem tudo pra vencer o programa com ele!
Klaus: Que menina maravilhosa nessa vida. Amo essa menina tanto, dá vontade de deitar debaixo de cobertas e abraçar ela e apertar toda. Essa voz é perfeita e não importa o que cantar sempre fica lindo, fofo e adorável. Uma das minhas favoritas nessa competição, se não, favorita.
Wellington: Caroline é única! Poderia ficar ouvindo a voz dessa menina por horas porque ela é muito boa no que faz. Acho que é a primeira nesse estilo que eu gosto de verdade. Talvez porque o talento dela não se prenda somente ao timbre e forma diferente de cantar. Caroline é realmente afinada e tem muita consistência em suas apresentações. Não vejo a hora de ver o que ela vai fazer na próxima semana, porque ela tem que estar na próxima semana.


TEAM CHRISTINA


Josh Logan - Crazy (Gnarls Barkley)

Armando: Cantor de barzinho. Desculpa, mas é verdade. Foi muito ruim essa interpretação da música, tirou toda a personalidade dela.
Bruno: Música do CeeLo pede uma potência vocal que ele num teve. Ao contrário do Armando, eu gostei da versão que ele fez, mas não curti tanto assim os vocais. Uma pena, pois adoro a voz dele, mas acho que dentro do team Xtina fortíssimo esse ano, ele num tem chance.
Klaus: Estou discordando hoje. Gostei muito dessa apresentação, amei a nova perspectiva que ele tomou da música. Ele mostrou ele, o jeito dele e como a música influencia ele nessa nova versão. Tinha a cara dele e não do CeeLo. Isso é muito bom porque eu não quero show de Karaokê.
Wellington: Josh é o primeiro que teve uma verdadeira evolução desde as auditions. Não que eu tivesse  dúvidas sobre o talento dele, mas o que ele fez nessa apresentação me surpreendeu. Adorei os melismas. Josh fez algo muito legal com sua voz no meio da música e isso só provou que ele é um dos melhores cantores da temporada.


Olivia Henken - Roar (Katy Perry)

Armando: A música não ajuda, mas eu gostei da apresentação da Olivia Whiterspoon Underwood. Se ao menos desse para eliminar metade do time do CeeLo e deixá-la na competição, eu agradeceria, pois sei que ela é capaz de muito mais, vide a batalha dela.
Bruno: Gostei dela ter transformado Roar em uma música country, ficou bem legalzinho. Ainda a acho a mais fraca do team Xtina e essa performance mostrou isso. Falta maturidade e controle vocal, os agudos foram um festival de gritos descontrolados.
Klaus: Concordo com os outros, ela realmente está em desvantagem no time. Porém eu gostei da apresentação e quero aplaudir Christina por ter tido ideia genial de por country em Roar. Achei bem refrescante e deu mais chances dela explorar o potencial vocal que a música original daria.
Wellington: Olivia provou ser a cantora mais fraca do Team Cristina. Foram várias semi tonadas e cantar na zona de notas altas, o que era de costume da maioria dos cantores desse time nas temporadas anteriores, não funcionou. Talvez se ela tivesse apostado em uma apresentação mais parecida com as anteriores, onde as notas mais agudas eram dadas em momentos específicos e estratégicos, o desastre seria menor.


Stephanie Anne Johnson - Georgia on My Mind (Ray Charles)

Armando: Ela fez uma apresentação completa, todos os componentes necessários estavam lá. Só que essa apresentação não é memorável.
Bruno: Tirando a escolha de música que eu num aguento mais, a performance foi espetacular! Mostrou que a Xtina fez bem em roubar ela de volta. Não sabia que ela tinha esses vocais deliciosos e toda essa emoção que ela conseguiu passar. Impecável!
Klaus: Muito maravilhosa essa menina né? Incrível, não dá pra falar mal de uma voz maravilhosa como a dela. Palmas e mais palmas.
Wellington: Stephanie realmente abrilhanta esse programa. Seria um pecado ter deixado essa voz incrível sair da competição. Foi uma ótima performance.


Matthew Schuler - Wrecking Ball (Miley Cyrus)

Armando: Amei a escolha da música, até agora nenhum homem havia cantado essa música e o Matthew mandou muito bem. Já está no meu iPod.
Bruno: Achei a escolha de música inusitada, mas a cada semana que passa ele vem conquistando um espaço maior no meu coração. Performance perfeita, eu adoro essa vibe rocker dele, se ele seguir esse estilo depois do programa eu sem dúvida compro um CD dele.
Klaus: A exemplificação da perfeição minha gente! Como foi maravilhosa essa apresentação! Ele realmente veio como uma Wrecking Ball e detonou o palco. Eu realmente ficarei muuuuuito feliz com ele ganhando esse programa porque acho que ele vai ser diferente dos outros negões com vozerão que já ganharam o programa. Ele segue uma linha Bruno Mars com influências indie rock. AMO
Wellington: Gosto muito de Matthew e acho que ele merece continuar no programa porque pode muito mais do que fez nessa apresentação. Miley Cyrus? Não sei se essa foi a melhor escolha. E o estranho é que parece que ele perdeu um pouco, apenas um pouco da força que ele tinha nas primeiras apresentações. Não quer dizer que eu não tenha gostado da performance, mas ela não me surpreendeu como as anteriores.



Jacquie Lee - I Put a Spell on You (Screamin' Jay Hawkins)

Armando: De onde saiu essa mulher? Que profundidade, que voz, que emoção. Quero ver muito mais dela nessa competição.
Bruno: Gente? Quem é essa fera que apareceu do nada? Vocais impecáveis, essa música pede força, desespero e agressividade e ela conseguiu passar tudo isso de forma impressionante! Jacquie fez uma das melhores performances da temporada, se não a melhor.
Klaus: MINHA FILHA, SOCORRO! VOCÊ DEFINITIVAMENTE COLOCOU UM FEITIÇO EM MIM PORQUE JÁ VIREI TIETE! Essa menina é sensacional! Incrível! A melhor da noite. Encerrou com chave de ouro, deixou Xtina orgulhosa e eu também. Estou tão feliz pelo team Xtina esse ano que nossa, prevejo uma vitória pra ela. Fora que nossa divatina tá treinando muito bem, tá consistente e uma pausa na perfeição da Jacquie para dizer que Christina Aguilera dominou essa noite com  "Say Something". Que música mais incrível, dá vontade de deitar e ouvir o resto do dia, perfeito é uma palavra muito simples pro que foi.
Wellington: Ótimo. Maravilhoso. Extraordinário. Surpreendente. Melhor performance da noite. Jacquie >>>>>>>>>>>> os outros. Essa menina virou a minha nova favorita. Quero acompanhar tudo o que ela fizer de agora em diante, vencendo o The Voice ou não, mas sendo a minha torcida pra levar esse prêmio. Linda, parecendo ser a pessoa mais agradável desse mundo e com aquela, AQUELA VOZ e tendo apenas 16 anos. Não tenho mais o que falar. Simplesmente fenomenal!


RESULTADOS

Team Blake | Salvos pelo público: Cole Bosbury e Austin Jenckles. Blake sendo sensato e salvando o Ray. Fiquei triste pela Honey Boo Boo, pois gostava da atitude e personalidade dela, assim como gostava das loucuras do Nic, mesmo odiando sua voz. Mas de qualquer forma, Blake não tem chances ao título com esse time fraquíssimo. 

Team Adam | Salvos pelo público: James Wolpert e Tessanne Chin. Adam decidiu manter na competição Will Champlhin, assim eliminando Preston Pohl e suas gengivas enormes e Grey, que nunca cheirou e nem fedeu. Fiquei feliz com as escolhas do Adam, pois Preston e Grey não teriam chances ao prêmio e Will costuma inovar em suas apresentações.

Team CeeLo | Salvos pelo público: Jonny Gray e Caroline Pennell. CeeLo sendo inteligente e escolhendo a Kat para salvar, que claramente tem mais potencial do que Amber Nicole e Tamara Chauniece, que não sabemos o motivo de terem ido até longe.

Team Christina | Salvos pelo público: Matthey Schuler e Jacquie Lee. Christina fez CeeLada e salvou o Josh, que foi o pior do time dela na noite passada. Assim, eliminando a Stephanie que fez uma das melhores apresentações da noite e a Olivia que já sabíamos que seria eliminada depois daquela apresentação fraca de Roar.
Share on Google Plus

About Armando Wunsch

Formando em Comércio Internacional, se apaixonou por séries depois de assistir o piloto de Ugly Betty na Sony. Desde então seu entusiasmo por seriados só aumentou. Fã convicto de Grey’s Anatomy, Modern Family e The Good Wife, acompanha mais de 20 seriados semanalmente (na Fall Season). Já deixou muitas vezes de estudar e trabalhar para assistir seriados. Apaixonado por música, chocolate, Big Mac e coca-cola, sonha em ganhar na mega-sena para não precisar mais trabalhar. (@_wunsch)
    Blogger Comment
    Facebook Comment