The Vampire Diaries 5x10 - Fifty Shades of Grayson


Save Vampiranha, save the world!

Essa temporada de The Vampire Diaries tem oscilado bastante entre o bom e o ruim. A gente sabe que a trama não consegue ter mais a qualidade de antes, mas que pelo menos a agilidade das tramas voltou a ser a mesma que era nas temporadas dois e três. Esse episódio em questão foi até mesmo um pouco inferior a alguns que já assistimos nesse quinto ano, mas o foco em Katherine conseguiu dar um up e preparar o terreno para o episódio 100, que será centrado nessa personagem magnífica.

Katherine já passeou por várias tramas dentro de TVD, mas hoje fixa, consegue entregar muito mais, tanto em momentos dramáticos quanto em momentos cômicos. A trama de Vampiranha, que agora é apenas piranha, colocou a personagem numa situação de nuance de personalidade, e tudo porque agora está em busca de redenção. É compreenssível já que ela está a beira da morte. Agora, quem Stefan pensa que é em não querer perdoá-la por causa de tudo o que ela já fez durante esses mais de cem anos? Tudo o que ela fez principalmente as coisas ruins teve um motivo justificável (ou não). Se bem que ela não precisa de justificativa pra nada, pois piranha de natureza sempre será piranha, mas ainda assim podemos dizer que tudo foi por causa de sua fuga até então interminável. Seu problema de velhice precoce atingiu um nível que colocou sua vida como humana em risco e agora com essa busca de redenção e o apoio de Nadia prevejo e\ ou especulo o que poderia ser um bom twist.

O que vem em minha mente é a posessão do espírito de Katherine no corpo de Elena. Penso no quão interessante e divertido pode ser essas duas personalidades num corpo só. Além de que Katherine já deixou claro que decidiu sobreviver por causa de seus sentimentos por Stefan, que por vez sempre teve sua atenção voltada totalmente pra Elena e nada mais prático do que juntar o útil ao agradável. E outra... Agora que Damon resolveu dar piti por causa de seu verdadeiro eu, nada melhor do que deixar toda essa baboseira de lado pra focarem em algo que faça nosso tempo valer apena.

Sinceramente, não entendo essa atitude de Damon, que insistiu nessa ideia tosca de separação mesmo com Elena dizendo que o ama. Damon está se tornando uma versão um pouco mais carismática do Stefan. Ele está ficando tão mimizento quanto o seu irmão e isso já está cansando.

Falando em cansaço, é preciso ressaltar o quanto a história de Augustine foi cansativa e arrastada. Apostava muito mais no personagem Enzo, mas no final das contas ele só era um ressentido com falta de atenção que ficou o episódio todo querendo contar uma história que já havia sido contada no episódio passado por Damon, e o pior é que até os flashbacks resolveram reciclar.

Elena também não ajudou nas partes chatíssimas em que ela estava presa e sendo cobaia de Wess. E no meio disso tudo temos Aaron que ainda não mostrou a que veio e que é simplesmente um menino chorão e com as piores expressões ever (ou seria falta de). Com isso tudo que está acontecendo em Withmore e que provavelmente terá muito mais atenção a minha maior súplica é para não matarem Vampiranha, pois ela tem sido a salvação da série.
Share on Google Plus

About Wellington Laurindo

Não vive sem música e tem em sua mente uma trilha para cada momento/ período de sua vida. Na vida de seriemaníaco há uns cinco ou seis anos, mas com um background de seriados clássicos desde sua infância. Está deixando a vida ditar por si própria os caminhos que deve seguir e esperando que isso venha dar certo. (@Wellington_Ign)
    Blogger Comment
    Facebook Comment