Castle 6x11 - Under Fire






















Porque sofrer só por shippers é besteira...

Castle nos ensina a sofrer com bromance também. E que bromance! Afinal, a parceria formada por Ryan e Esposito não deixa a desejar em nada a formada por Castle e Beckett, em suas próprias particularidades, claro.

Órfã assumida de Flashpoint que sou, adorei o episódio no estilo flashforward apesar de achar desnecessário eles terem repetido toda a cena inicial outra vez. E até o caso da vez foi bem atípico e com motivações totalmente diferentes do que nós somos acostumados a ver na série.

Um incendiário que não fazia mal a ninguém e que via os incêndios de prédios antigos como uma espécie de ritual, onde ele estava libertando os pobres apartamentos abandonados - Eu sei, loucura total! - Mas que não tinha matado ninguém ainda até que um investigador de incêndios após anos de investigação conseguiu descobrir sua identidade. E olha que bem fazia lógica total a gente desconfiar do cara que analisa os prédios e dar o aval de condenação, mas nem, fui surpreendida aqui. Mas confesso que achei meio sem noção da parte dele filmar a coisa toda ficando a vista assim e sem nem disfarçar, sabendo que o prédio estava cercado de policiais.



A cena da explosão foi excelente e apesar de saber que eles não são loucos de matar Ryansito (tem nome padrão pra bromance também?) eu fiquei me perguntando qual desculpa iam dar para os dois sobreviverem já que todos os andares do prédio sofreram aquele impacto todo. Mas ok, eles caíram no porão da coisa toda e foi angustiante ao passo que também fofinho demais a cumplicidade dos dois e a volta da versão Beckett "leoa" que enfrenta tudo e todos pra proteger quem ela ama. Sério, a atuação da Stana ainda consegue me surpreender. E o que dizer do Ryan escolhendo Javier de nome caso o bebê fosse menino? Ri muito do Espo zoando o fato dele dar um nome latino pra um bebê de descendência irlandesa.

Alguém me explica o lance de como o Ryan conseguiu fazer aquele telefone funcionar? Primeiro eu fiquei me perguntando : como assim ele consegue plugar o cabo lá e fazer uma ligação direta - piada infame detect - pra Kate? Aí suponhamos que ok, isso seja possível, vem a segunda pergunta : como assim ia ter fios telefônicos num local que era tido como porão? Aceito explicações científicas e detalhadas de que isso é possível porque vai que eventualmente eu passe pela mesma barra deles, não é?  

P.S - Castle indicando "Cosmo" para nome do bebê caso fosse menino. Quantos de vocês apostam que se o primeiro bebê Caskett for boy ele vai querer que a Kate aceite esse nome horroroso? HAHA 

P.S - Semana que vem tem Grandpa Castle na parada e eu sabia que logo ele voltaria.  

Share on Google Plus

About Rebeca Barros

Sarah, we make a family, yes? (@bkbarros)
    Blogger Comment
    Facebook Comment