Pretty Little Liars 4x14 - Who's in the Box?

Um episódio em que Hanna é o cérebro... 

Depois do episódio do Halloween e a revelação de que Alison estava viva, minhas expectativas pra volta de PLL estavam altas... ledo engano! Pensar sobre isso só trouxe mais preocupações às meninas, ao invés de qualquer sopro de esperança. Restou um grande questionamento: de quem era o corpo na cripta da DiLaurentis, já que a mesma estava viva e desfilando por ai com seu casaco vermelho? 

Não bastasse estar com o diário da Ali, Hanna surgiu com todas as respostas mais interessantes do episódio e foi bom vê-la 'brincar de Spencer', rs. Além disso, apareceu um nome para o suposto corpo substituto na 'caixa': Sara Harvey. Loira, 'abelha rainha', a tal 'cola' que unia as amigas, manipuladora, controladora e desaparecida... qualquer semelhança é mera coincidência? Acho que não! Acredito que um padrão é formado e que (por que não?) A aka psicopata obstinado pode ser a intersecção desses conjuntos, até então, separados ao acaso. O melhor disso tudo foi Claire confidenciar a Emily que preferia saber da morte de Sara do que cogitar a vida da amiga, culminando nos questionamentos iniciais: Ali sempre gostou de jogos e, por que não estaria ela jogando com as meninas, de novo? Seria ela tão inocente assim? Estaria ela apenas amedrontada e, por isso, não conseguia voltar pra casa nem dar respostas às Liars? Mais interrogações... 

Ezra assegura de vez o plot causador da série numa analogia muito bem feita com "O Médico e o Monstro - Robert Louis Stevenson" ao escrever no quadro "you must suffer me to go my own dark way" e mais alguém ai conseguiu visualizar um futuro sinistro? Por falar no darkside, AMEI a conversa entre ele e Mona. Toda a tensão e o jogo de palavras enquanto eles tomavam um café despretensioso deixava claro que algo mais estava sendo debatido. Máscaras, medos e um "i see everything, bitch" camuflado por "sinta-se à vontade pra conversar comigo sempre"... ele pode não ser o "A principal", mas deixou claro de que é importante! Falando em importâncias... Jake levou um par de chifres bonito, hein? Bastou viajar pra Aria parar naquela cabana macabra que o Mr. Fitz arrumou. E o que dizer daquele porão? Será o novo covil de A? Isso sim que é "varrer sujeira pra debaixo do tapete!"  

Enquanto Ezria não sabia como definir sua relação, agora triangular; Haleb chegava ao fim, oficialmente. Spoby consegue uma trama maior e que deve render muitas cenas até o final da temporada: todos contra Radley. Foi muito bom vê-los trabalhar pra conseguir o atestado negando o suicídio de mamãe Cavanaugh, mas por que será que papai Hastings quer tanto fechar a Instituição? E o que Ali escreveu sobre as meninas no diário? Coisa boa eu garanto que não é... 

"Who's in the box?" foi episódio fraco, mas me deixou otimista. Sem aquelas surpresas nos segundos finais, sem aquele mimimi eterno de 'vamos achar alguma coisa'. O capítulo marcou o crescimento das Liars em não apenas buscar qual o próximo segredo, mas questionar o que a amizade com a Alison significa pra cada uma delas, acima de tudo. 

Melhor quote:

Emily: Somebody tried to kill Ali, they buried her in her backyard. 
Aria: Right, and then Gruenwald pulled her out. 
Hanna: Yeah, like a carrot.


PS.: Em entrevista a Jessica Goodman, Marlene soltou mais uma de suas declarações que parecem caviar: nunca vi nem comi eu só ouço falar bombásticas trolladoras: a temporada acabará de forma bombástica e mudará o curso das temporadas seguintes (ao passo que a 5ª já está confirmada). Segundo ela, será revelado o que aconteceu com Ali no dia do desaparecimento. É esperar pra ver!

PS².: O que dizer de Mona fazendo cosplay de Chiquinha?! 

Share on Google Plus

About Vanessa Reis

Hey 23, call me! (@neereis)
    Blogger Comment
    Facebook Comment