Previously on Chicago Fire

FIREHOUSE 51!


"It's difficult for me to accept that the department I've always known is changing. That makes me somewhat of a dinosaur. But as difficult as those changes are... letting go of a lifetime's work, that isn't easy. There isn't a single man I've served with who hasn't been brought to his knees because of what he's seen on the job. Different endeavors in life change people. Only the strongest are up for that...

Chicago Fire retorna para segunda temporada assegurando uma vaga já conquistada: é um dos melhores dramas da atualidade! Muito além de uma série sobre bombeiros, os personagens têm de lidar, diariamente, com incêndios pessoais; são humanos, complexos, completos! Um elenco maravilhoso, uma trama bem feita, um convite para relembrar os episódios antes do hiatus e permanecer conosco ao longo da temporada!

Logo de cara conhecemos a algoz da Brigada: Gail McLeod trabalha com o intuito de fechar o 51. Quero deixar uma salva de palmas pra Michelle Forbes pela atuação impecável! Ela conseguiu ser tão ominosa e antipática que merece o 'selo Joffrey de insuportabilidade'. Não bastasse, planta um espião dentre os bombeiros novos, o que gera um mimimi eterno! Também somos apresentados a Jeff Clarke, ex-militar, aquele cuja demora em gostar é proporcional à importância e carinho que ganha nos episódios finais! Além disso, 3 plots são trazidos a fim de 'dar pano pra manga': a gravidez da Renee - logo desmascarada, amém! - o acidente da Heather - trazendo os 'problemas de família' à tona e elegendo Casey como figura paterna dos Darden boys - e os incêndios criminosos provocados por Hadley, ex-integrante do Batalhão e um pé no saco! 
...what makes them exceptional? No matter how hard they fall, they never give up when there's something worth fighting for. When I was buried under two tons of rubble, my men risked their lives to pull me out. Even an extinct old dinosaur like me... 
Tragédias à parte, a vida do 51 "continuava". Dawson começou a sair com Jay - policial infiltrado que desmascarou Arthur e, enfim, deu adeus àquele chato rondando o Molly -, Mouch candidatou-se à presidência do Sindicato - mas perdeu pra Sullivan quando, ao contrariar Isabella, não quis expor 'podres' do oponente e manteve a integridade que tanto admiramos! - e Shay ganhou um plot enorme depois do suicídio daquele que fez a chamada pra ambulância: ela não conseguiu lidar! Isso abalou a amizade Shawson, afundou Lesley no álcool e em relacionamentos problema (Devon, te odeio!), a fez agressiva e sair da Brigada (o que partiu meu coração ainda que temporariamente!). Kelly descobriu uma nova irmã, Katie, e mostrou que a sua beleza é infinitamente proporcional ao tamanho do seu coração (call me Gaga, rs!) . Herrmann resolveu tentar, mais uma vez, ser tenente e, mesmo acreditando que ele não consiga, me encheu de esperança porque ele é um dos meus personagens preferidos!! Como se não bastasse: Gabby foi aceita para ser bombeira! Ela é TÃO badass que não tenho dúvidas de quão incrível será na nova função!

Casey, bem... ele merece um parágrafo! Não sei explicar os sentimentos que as cenas dele como pai dos filhos do Andy causaram em mim. De uma sutiliza sem tamanho, de uma poesia sem igual, Griffin e Ben foram 'jogados no colo do Matthew' e, alguém que já era maravilhoso, ficou melhor! Ele assumiu duas crianças com o maior amor do mundo e o Batalhão foi, mais uma vez, uma grande família! A última cena do 2x06 me deixou em pedaços!! Um bombeiro sempre será lembrado pelos atos heroicos, mas um amigo mais ainda! Foi triste vê-los sair abruptamente de cena - ao passo que Heather saiu da prisão mais cedo - mas, dentre outras coisas, serviu pra unir de vez o meu casal fofurinha: DAWSEY! <3
...so to think about saddling them with a broken system that strips away the essentials so they can barely do their job, a broken system that might keep one of my men and women from going home to their families, I will not... allow that. And I don't give a damn. I will have no regrets. You are not taking my house. Not without a fight." - Chief Boden, 2x07
Clarke tem uma ex-atual-nãoseidefinirarelação-mulher que tinha outro cara (no estilo "Quadrilha" do Drummond) que aparece morto. Bitch, please, ele não matou ninguém!! No máximo tá encobrindo a mulher, tsc. Voight continua pairando como um corvo agourento, mas parece que, dessa vez, o plot Flaco chegou ao fim e Cruz vai ter alguma paz interior. Boden quase ganha plot cancerígeno, quase ganha plot aposentado (Benny Severide comendo pelas beiradas) mas me emocionou com este quote que venho dividindo ao longo do texto - o qual julgo um resumo do espírito da série! Enfim houve a conversa definitiva (e o acerto!) com Mills - que esqueceu a história de trocar de série ser policial, está namorando a amiga da ex e não sabe, ainda, se é por amor ou por conveniência dela. Coitado desse menino, quando ganhará um plot duradouro decente?!

Quem diria que um compactador de lixo fosse a tampa do caixão do 51? Quem aguentava a cara de superior daquela McLeod? Era o último turno e foi cortante. Vimos as pessoas do bairro lutando pela permanência dos bombeiros e #SAVE51 foi palavra de ordem nas ruas! Peter Mills zerou sua existência na série e, juntamente com Isabella aka sambista (e o plot Senado), desmascaram a McCu Gail no esquema dos tais 200.000 dólares em bônus pra cada quartel fechado (a cara de humilhada dela mereceu print em Avenida Brasil! *selo Valesca de qualidade*). Nos minutos finais, Dick Wolf dá uma de Shonda despedaça meu coração: durante o resgate de um bebê, Casey sai gravemente ferido e está entre a vida e a morte. Gabby não havia exposto o relacionamento deles a todos e sofre, sozinha, em frente ao vidro que os separa. Uma cena forte, dolorida e inesquecível! Terça-feira saberemos o que acontece com nosso tenente preferido e eu espero, de todo coração, que sejam boas notícias (apesar de achar que ele permaneça em coma por alguns capítulos...). #PrayForCasey #SaveCasey  

PS.: Bromance CROTIS e o mixtape, a fofa da namorada do Mouch, "Do What You Want" da Gaga numa cena avulsa como piada interna da produção com o Taylor; não posso deixar de comentar que adorei!!




Share on Google Plus

About Vanessa Reis

Hey 23, call me! (@neereis)
    Blogger Comment
    Facebook Comment