Supernatural 9x13 - The Purge


O que é melhor: malhar ou comer?

Supernatural voltou com um episódio bem filler essa semana. A história era bem bobinha, super clichê. Só valeu a pena mesmo por dois motivos: Sam e seu belo (e avantajado) físico e Dean drogado com o boa noite Cinderela. No mais, foi tudo bastante boring. É incrível o quanto Crowley e Castiel fazem falta. Sofri com a morte de Kevin, mas gostei dessa  história do fake Ezequiel. Entretanto, quando os roteiristas insistem em deixar Dean e Sam brigados (e até mesmo separado) a série deixa a desejar. Por isso, nem vou comentar o quão decepcionada eu fiquei com as palavras do Sam para o Dean. Sério, foi de cortar o coração quando o caçula disse que se fosse ao contrário, ele não salvaria Dean. Sei que Dean fez besteiras, mas ele é irmão dele e o ama bastante. Talvez, Dean se sinta como um segundo pai para o Sam. Só espero que essa briga chata acabe logo. Não suporto ver os dois fingindo que estão juntos só profissionalmente.

Em suma, o episódio decepcionou um pouco. E o fato de colocarem o Peru como ligação aos novos demônios sugadores de gordura foi interessante. Creio que Brasil era a primeira opção, mas por conta de alguns eventos, leia-se Espionagem Americana, tiveram que mudar o foco. A demônia era boazinha, coisa que não me surpreendeu. Porém, ver que ela quis ajudar os irmãos e estava tentando ser um humano e ajudando os gordos a emagrecer, deu aquela sensação de que talvez haja esperança para que Crowley seja mais bonzinho e menos ruim, rs. Ok, estou viajando!

O fato de Sam alertar Dean sobre a possibilidade dela não ser ruim e, por isso, não merecer morrer, parece coisa que o velho Sam faria, não esse novo que está cheio de magoas. Falando nisso, preciso fazer um paralelo com esse episódio. Não sei se vocês sabem, mas Jared (que interpreta o Sam) disse estar insatisfeito com o rumo que seu personagem está tendo no seriado. Dizem, as más línguas, que ele não vê a hora de terminar a série. Se isso é verdade ou não, não sabemos, porém é nítido como a cara dele (e do Sam) vem ficando cada vez mais emburrada (e triste) nas cenas. Sei lá, mas para mim quando Sam disse que estava cansado e já estava pronto para partir dessa para uma melhor, parecia que era o Jared dizendo que talvez fosse a hora de matar o Sam de uma vez por todas, afinal ele sobreviveu umas 10 vezes a morte, graças ao Dean e aos roteiristas.

PS: Se alguém souber de um spa como esse, favor me avisar! Preciso queimar umas gordurinhas, rs.
Share on Google Plus

About Gabriella Siggia

Formada em Direito, eterna estudante, bem humorada, alto astral e alegre, mora em São Paulo. Viciada em músicas, filmes e seriados americanos. Seriemaníaca de carteirinha! Mantém um blog pessoal em : http://gabyscseries.blogspot.com/ (@gabyever)
    Blogger Comment
    Facebook Comment