The Big Bang Theory 7x14 - The Convention Conundrum


Quando o caçador vira a caça.

Tenho que confessar que quem roubou a cena nesse episódio não foi o Sheldon (ele apenas ajudou), mas sim James Earl  Jones. Todas as cenas dele com o Sheldon foram espetacular, com destaque ao karaokê, onde a música do "Rei Leão" foi o momento mega master de lindo e engraçado. Quem poderia imaginar que Sheldon tinha um falsete tão de mulher? Quero Sheldon tentando ganhar um reality show de música. The Voice, AI, The X Factor ou qualquer outro, por favor, Sheldon Cooper, já fazer uma audição para que meus dias como seriadora ficam mais divertidos, rs.

Brincadeiras à parte, Sheldon e James foram os grandes responsáveis por momentos hilários e divertidos. A cena dos dois passando trote na casa da Carrie Fisher (que também apareceu no seriado) foi épica. Jamais vou esquecer desses momentos de bromance entre os dois, até mesmo na sauna (gay?, rs). Por mim, James viraria regular na série e tirava o lugar de Wil Wheaton como melhor amigo astro de Sheldon. James é algo bom na série que poderia sempre arrancar de nós altas gargalhadas.

Se Sheldon e James brilharam tanto, a culpa foi dos roteiristas que deixaram Penny, Amy e Bernadette bastante apagadas. Ou seria o fato deles ofuscarem o talento do trio? Bom, de qualquer jeito, o trio feminino não conseguiu emplacar nenhuma risada minha. Nem mesmo com Amy de tiara num chá da tarde rodeado de crianças. A piada quanto confundirem a Bernadette como filha da Penny foi um tanto forçada. Por mais que Bernadette seja pequena, não há cabimento para confundi-la como criança. Eu sei que os roteiristas tentaram jogar algo divertido no contexto, mas, para mim, saiu esquisito demais. Preferia que tivessem interagido as meninas com as crianças, pelo menos traria mais naturalidade as cenas. Essa história delas não se acharem adultas suficientes também foi desnecessário. E só uma dúvida: se Penny está desempregada, onde ela arranja tanto dinheiro para gastar com roupas?

Em contra partida, Leonard nunca esteve tão afiado como esteve nesse episódio. Parecia que ar deprimido dele havia sumido. Fez ótimas piadas, conseguiu me agradar e não foi o mesmo chato de sempre. Ele com Raj e Howard tentando provar que são destemidos ao tentarem comprar ingressos falsos para o Comic Con foi algo bastante natural, até mesmo o medo deles serem descobertos pela polícia. Sem mencionar que eu estava louca para ver o Raj de Tocha Humana na cadeia. Tudo bem que no final a razão ganhou da emoção, e os três ficaram escondidos com medo do homem que iria vender os ingressos falsos, mas que foi engraçado vê-los agindo como crianças medrosas, isso foi.

PS: Quem mais queria ver Sheldon, Raj, Leonard e Howard como Hulk? Digo, como Hulks diferentes: Ferrigno, Bana, Norton e Ruffalo.

Frase do episódio: "Meu amigo Leonard disse que se eu incomodasse você enquanto você estava comendo, você ia pensar que eu sou um perseguidor doido." (Sheldon Cooper)
Share on Google Plus

About Gabriella Siggia

Formada em Direito, eterna estudante, bem humorada, alto astral e alegre, mora em São Paulo. Viciada em músicas, filmes e seriados americanos. Seriemaníaca de carteirinha! Mantém um blog pessoal em : http://gabyscseries.blogspot.com/ (@gabyever)
    Blogger Comment
    Facebook Comment