The Walking Dead 4x10 - Inmates




Nessa semana, somos apresentados para outros quatro grupos de sobreviventes da prisão. Depois de descobrirmos o que aconteceu com Michonne, Rick e Carl semana passada, agora assistimos à luta do resto para viver novamente sem rumo, no meio de florestas e à mercê de qualquer ataque. Primeiramente, descobrimos o que a primeira dupla tem feito todo esse tempo, e eles não poderiam ser mais diferentes. Enquanto Daryl é sério, compenetrado e um expert em sobrevivência, Beth vive num mundo de sonhos em que tudo pode voltar ao normal um dia, como visto nas cenas do diário, e que é impulsiva e até mesmo um pouco mimada. Provavelmente tratada como a princesinha da fazenda, ela quer que tudo seja feito do jeito dela, e isso pode trazer diversos problemas.

Em seguida, vemos as duas garotinhas, Lizzie e Mika, junto com Tyreese e, surpreendentemente, Judith, que não foi morta pelos zumbis como todos imaginávamos. Eu nem imagino como deve ser difícil para o Tyreese cuidar de duas crianças e uma bebê chorona sozinho no meio do mato cheio de zumbis, mas ele parece estar se virando super bem até o momento. Porém, quando ele deixa as meninas sozinhas, a coisa começa a complicar. Lizzie parece ter tomado um gosto por matar e por sangue, se mostrando uma mini-psicopata. A menina me mata três coelhos sem motivo e quase asfixia Judith! Até sei como essa história... (e quem leu a HQ também!). Pelo menos a salvadora Carol, que eu já tava morrendo de saudade, aparece para salvá-las e se juntar ao grupo novamente. Seguindo para um santuário onde a salvação é prometida, espero que eles encontrem um pouco de paz.

Por fim, temos Maggie, Sasha e Bob procurando Glenn e o povo do ônibus que escapou da prisão, e esse sim é trio que dá gosto de se ver. Três sobreviventes ótimos que sabem lutar contra os zumbis e que conseguem se virar melhor do que qualquer outro ali dentro. Eles matam todos os que sobraram dentro do ônibus, mas cadê Glenn? Ele voltou para a prisão e agora está preso lá dentro, cercado por centas de mortos vivos querendo o sangue dele. E numa das cenas mais horripilantes e tensas até o momento na série, ele anda pelos corredores abandonados contando só com um lampião para iluminar tudo e por fim ainda tem que passar pelo meio dos walkers só com uma roupa de policial. Eu num teria coragem pra fazer aquilo não, o que nos mostra que ele é sem dúvida um dos mais corajosos dentre todos os personagens. Pelo menos ele encontra a companhia de Tara, a única sobrevivente do grupo do Governador, e eles conseguem fugir de lá. Ela era minha favorita daquela família e eu fiquei feliz por ela ter se salvado e se "agregado" ao elenco principal. Espero que ela tenha algum papel importante e não seja só carne pra zumbi.

Com o surgimento de Abraham, Rosita e Eugene, três novos personagens bem conhecidos na HQ, terminamos o episódio. Apesar de envolver diversos personagens, eu não achei corrido. Cada grupo teve seu tempo para desenvolver uma história e todos foram explorados muito bem. Algumas personalidades até foram desenvolvidas, como a de Beth e das crianças, por exemplo. Foi muito bem dirigido e a qualidade continuou alta após o anterior. E você leitor, o que achou? Deixe seus comentários e até semana que vem, no próximo episódio de The Walking Dead!
Share on Google Plus

About Bruno

Apaixonado por séries e por tudo que é novo e diferente, infelizmente não tem mais tempo para ser um seriemaníaco, desde que vendeu a alma para a faculdade. Faz faculdade de Biologia, e tenta ao máximo conciliar o curso com suas séries e, principalmente, seus realities. Começou com Harper's Island por recomendação de um amigo, e desde então não parou. Tenta manter pelo menos uma série/reality por temporada, mas nem sempre é possível, já que seu interesse por ficção e séries diferentes nem sempre é preenchido. Além disso, gosta de ir ao cinema pelo menos uma vez por semana, e assiste alguns animes quando consegue acompanhar. (@bkaozzz)
    Blogger Comment
    Facebook Comment