Arrow 3x02 - Sara


Entre a razão e a emoção!

Todos sabem que Laurel está longe de ser uma personagem cativante como Felicity, mas depois desse episódio, a personagem subiu no meu conceito. Ela viu a irmã morrer de uma forma brutal, logo depois de estarem bem. Mas acredito que essa seja uma maneira de vermos Laurel assumir o seu papel como Canário na série. E eu acredito que os roteiristas estão preparando uma nova Canário que tem tudo para superar a primeira. 

A morte da Sara, pela segunda vez, foi só uma fachada para o episódio, Talvez ela tenha sido a motivação de Oliver se sentir tão vulnerável, mas sabemos que se não fosse por essas mortes surpresas, Oliver jamais seria um Arqueiro tão bom. Os roteiristas souberam muito bem aproveitar essa morte para descadear o caso da semana. E com o nosso Lance favorito, o Capitão Lance, Oliver viu pistas de um possível assassino da Sara.

Lacroix lembra muito o Oliver Queen da 1ª temporada: alguém que fará de tudo para "limpar" os malvados da cidade, sendo capaz de matar. Porém, ele é um vilão e não um justiceiro, O problema é que Lacroix pode ser muitas coisas, mas não o assassino de Sara. E numa cena emocionante, vimos o que Laurel é capaz de fazer por vingança. Ainda bem que Oliver estava lá agindo como o anjinho do bem e fez com que Laurel percebesse a estupidez que seria se ela matasse Lacroix. Mesmo que ela tenha atirado, sabemos que essa Laurel está longe de ser aquela garota insuportável do começo da 2ª temporada.

Essa nova Laurel foi capaz de descobrir coisas que nem Oliver, Felicity e Diggle conseguiram ver. E eu não fiquei decepcionada com o espaço que ela ganhou no episódio. Achei justo. A cena dela tentando contar ao pai sobre a irmã foi de cortar o coração, mas achei que ela fez bem de não contar ao pai, pelo menos por enquanto. Capitão Lance está fraco e isso poderia acabar de vez com ele. A cena dela com a turma do Oliver no suposto enterro para Sara foi linda e me tocou bastante, pois lá vimos amigos sofrendo com algo que poderia acontecer com qualquer um deles. E a questão de quem matou Sara pelo visto irá continuar. Só espero que não fazem nenhuma bobagem com esse plot. 

Outra pessoa que cortou meu coração foi Felicity, É impossível não amar essa nerd. E até mesmo vendo ela aceitar a oportunidade de emprego de Ray Palmer foi compreensível. Eu sei quem é Ray Palmer, sou também uma fã de HQ, mas preciso confessar que não gostei do personagem na série. Sei lá, talvez seja a péssima atuação de Brandon Routh ou o exagero dele com o personagem, mas algo no personagem não me conquistou. Julguem-me, eu não ligo! É só a minha opinião e pode ser que ela mude com o tempo, mas por enquanto, o meu milionário favorito de Starling City é Oliver Queen. E que não façam a besteira de juntarem Felicity e Palmer porque aí sim vou desejar que ele morra! rs



Quanto à Hong Kong quase nenhuma novidade. Apenas que Tommy apareceu e fiquem surpresos: Oliver se encontrou com o amigo de uma forma muito triste. Uma pena, pois esse plot de Tommy procurando Oliver poderia render ótimas cenas do personagem e até mesmo poderíamos ver como Tommy e Laurel ficaram juntos, Mas sabemos que Amanda Waller é uma cobrinha de salto alto. Então estarei preparada para ver Oliver mostrar seu lado negro na série. 

PS 1: Finalmente Oliver sabe o que aconteceu com sua irmã. Ainda bem!
PS 2: Que linda a homenagem de Diggle a Sara! Colocar o nome da sua filha de Sara foi fofo!
PS 3: Se Felicity chora, eu choro também! Ainda bem que Roy estava lá para abraçá-la por mim!!!
Share on Google Plus

About Gabriella Siggia

Formada em Direito, eterna estudante, bem humorada, alto astral e alegre, mora em São Paulo. Viciada em músicas, filmes e seriados americanos. Seriemaníaca de carteirinha! Mantém um blog pessoal em : http://gabyscseries.blogspot.com/ (@gabyever)
    Blogger Comment
    Facebook Comment

1 comentários:

  1. Por ser um episódio de luto, achei que veríamos algo mais emocional, mas sinceramente a única coisa que eu senti foi uma uma certa indignação em alguns momentos.
    Eu amo o Diggle e a Felicity de paixão, mas simplesmente é absurdo a reação dos dois perante a morte da Sara, foi desproporcional a tudo que a série apresentou na temporada passada. Como assim a filha do Dig se chama Sara? Eu perdi o episódio que a Sara e o Dig passaram de conhecidos para BFFs??
    Sorry, mas a reação da Felicity foi também um exagero sem tamanho, as duas personagens desenvolveram um respeito mutuo, mas chorar como se Sara fosse membro da família já é demais. Não é que não seja possível a reação do Diggle e da Felicity, é só desproporcional à 2ª temporada, não sei, não me convence.
    Por falar em não convencer, a história de personagem morrer para outro ir vingar sua morte é um tanto cansativo, sério, os criadores não conseguem pensar em outra coisa. Arrow está em sua terceira temporada e todas elas repetem o mesmo plot, isso seria uma coisa boa, se os roteiristas soubessem desenvolver esse plot muito bem, o problema é que isso não acontece.
    Laurel foi a personagem mais mal escrita da história das séries, os produtores devem odiar profundamente a Canário Negro, é a unica justificativa para zuarem a personagem. Numa tentativa porca de admitir e tentar consertar o erro que cometeram com a personagem na temporada passada, os roteiristas querem criar uma Black Canary em poucos episódios, assim como Roy seu treinamento vai ser apressado e sua evolução vai acontecer de forma confusa, atropelado e pouco explorado.
    Eu acho que Arrow precisa recuperar o brilho da primeira temporada, porque sinceramente essa síndrome de querer agradar todos os fãs está arruinando a série aos poucos, enfim, oremos para episódio melhores.

    ResponderExcluir